Efetivo com mais de 200 soldados participaram da operação em dois aeroportos

Militares tomaram os aeroporto de Trinidad, em Beni – Foto: APG Anabel Vaca / La Paz

Uma grande operação de grande escala e precedentes, o governo boliviano mobilizou mais de 200 militares e policiais para militarizar os aeroportos de Trinidad e Santa Ana de Yacuma, no estado de Beni, visando a luta contra o narcotráfico na região.

Como resultado da operação, foram retidas cerca de 130 aeronaves que irão passar por uma microaspiração, para saber se foram usadas para o transporte de drogas.

Os militares também requisitaram hangares e realizaram sobrevoos na região para buscar pistas clandestinas de onde parte aviões com drogas com destino a países como Paraguai e outros da América do Sul.

Essa operação aconteceu depois que um avião foi detido com cerca de 500kg de cocaína da localidade, que iria abastecer o Brasil e o Paraguai. A ação teve início por volta das 5h00 da manhã deste domingo.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, comentou no final do mês de maio passado, que Beni tem narcotraficantes que dominam as comunidades, municípios e que os acontecimentos estavam sendo acompanhados pelos comandos policiais do País.

Ao menos 30 hangares do aeroporto de Trinidad e 10 de Santa Ana foram contabilizados para uma vistoria. Cerca de 80 aviões passaram por vistoria minuciosas na capital de Beni, outras restantes seriam nos municípios. Foi informado que as operações continuar pelo tempo que for necessário.

Da redação, com agências

Comentários