“O mosquito é ‘enjoado e eficiente’, e para combatê-lo temos que fazer grandes esforços”, disse o prefeito Marcus Alexandre

Coronel Medeiros Júnior/Foto: Secom
Coronel Medeiros Júnior/Foto: Secom

Durante a manhã desta quinta-feira (28) representantes do governo estadual, prefeitos de diversos municípios e representantes do Exército Brasileiro se reuniram na Biblioteca Publica para a entrega do protocolo de combate ao zika vírus e intensificação do trabalho para eliminar os focos de vetor da dengue, febre chikungunya e o próprio zika: o mosquito Aedes aegypti.

A reunião contou com a presença do governador Tião Viana (PT) ainda teve a participação dos prefeitos de Sena Madureira, Mano Rufino (PSB), de Capixaba, Vareda (PCdoB), de Assis Brasil, Humberto Gonçalves (PSDB) e o prefeito da capital, Marcus Alexandre (PT).

O governador Tião Viana afirmou que a batalha contra o Aedes aegypti deve estar acima das bandeiras partidárias  e deve contar com o apoio de todos. “Apenas 30% dos casos de infecção acontecem em locais públicos e70% das transmissões causadas pelo mosquito acontecem em áreas domésticas, então só temos um caminho: a união. Temos aqui uma batalha sanitária que o Acre precisa travar e mostrar que pode vencer”, disse Viana.

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), também ressaltou a importância da ação conjunta, entre poder publico e sociedade. O prefeito ressaltou também o trabalho que a prefeitura vem fazendo com as grávidas para evitar consequências da infecção por Zika vírus.

“O mosquito é ‘enjoado e eficiente’, e para combatê-lo temos que fazer grandes esforços. Quatro mil gestantes em Rio Branco estão recebendo atenção. Fazemos operação de porta em porta e pedimos que a população esteja atenta aos dias de recolhimento dos entulhos”, explicou Alexandre.

O comandante do 4º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), coronel Medeiros Júnior, afirmou que o Exército reforçará o apoio que já vem sendo dado no combate ao Aedes aegypti. Ele afirmou que atualmente há cerca de 30 homens do Exército auxiliando no combate ao mosquito em Rio Branco, mas que esse número deve ser ampliado, estendendo apoio para municípios do interior. “O Exército, aqui, também faz parte do povo acreano, e estamos nessa luta”, disse.

O prefeito de Sena Madureira, Mano Rufino (PSB), afirmou que na cidade a situação está sob controle, mas que mesmo assim as ações serão reforçadas. “Em Sena Madureira tivemos 14 casos confirmados de dengue em 2014 e apenas dois em 2015. Nossas unidades de saúde já estão de sentinela” frisou.

O prefeito de Assis Brasil, Humberto Gonçalves, afirmou que a prefeitura daquela cidade tem buscado combater a dengue na fronteira. “Fazemos fronteira com o Peru, e estamos muito atentos ao avanço e combate dessas doenças”.

Comentários