Resgate de corpos foi concluído na tarde desta quarta-feira (3).
Helicóptero desapareceu na sexta-feira, em uma área de floresta.

G1

FAB enviou aeronave para fazer resgate de vítimas após desaparecimento de helicóptero (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)
FAB enviou aeronave para fazer resgate de vítimas após desaparecimento de helicóptero (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou, no início da noite desta quarta-feira (3), que nenhuma das pessoas que estavam no helicóptero desaparecido desde a sexta-feira (29), em uma área de floresta no interior do Amazonas, sobreviveu.

O trabalho de resgate terminou no fim da  tarde desta quarta-feira. Os corpos foram encaminhados ao  Hospital de Guarnição de Tabatinga, onde devem ser identificados.

Corpos foram resgatados na tarde desta quarta-feira (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)
Corpos foram resgatados na tarde desta quarta-feira
(Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

De acordo com informações da FAB, o trabalho de resgate dos corpos foi realizado por meio de rapel, pois a aeronave enviada ao local não conseguiu pousar na área.

O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidente Aeronáuticos (Seripa-7) deve investigar as causas do acidente.

Um piloto e quatro passageiros embarcaram no helicóptero que prestava serviços à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e à Casa de Saúde Indígena (Casai). A aeronave desapareceu durante voo entre os municípios de Atalaia do Norte e Tabatinga, respectivamente a 1.130 e 1.108 km de Manaus.

De acordo com informações da Defesa Civil de Atalaia do Norte, a aeronave desapareceu do espaço aéreo por volta das 18h30 (22h30 em Brasília) de sexta-feira, quando estava prestes a pousar em Tabatinga.

A FAB informou que avistou indícios do helicóptero a aproximadamente 40 km a sudoeste de Tabatinga, perto do horário do pôr-do-sol, na noite de terça-feira (2). No entanto, a confirmação de que se tratava da aeronave ocorreu somente na manhã desta quarta, depois que um helicóptero H-60 Black Hawk da FAB desembarcou equipes de resgate no local.

As buscas duraram cinco dias. Além dos 40 homens do Exército, a operação contou com profissionais do Corpo de Bombeiros do Amazonas, da Polícia Militar, Força Aérea e Defesa Civil.

Empresa
A empresa Moreto Táxi Aéreo LTDA, responsável pelo helicóptero, Modelo AS 355, prefixo PR-ADA, afirma que o “helicóptero se encontrava em plenas condições de voo e estava com todas as revisões atualizadas”.

Por meio de nota, a empresa informa ainda que é “solidária aos familiares e está prestando total assistência e oferecendo todo suporte e informações necessárias”.

saiba mais

Comentários