Grupo já vinham sendo monitorados após denuncias das ações ilegais no bairro.

Além do comércio ilegal de drogas e extorsão, ameaçavam e agrediam moradores

Uma operação realizada pela Polícia Militar e Civil de Epitaciolândia, conseguiram prender em flagrante delito, um grupo que vinha comercializando drogas no bairro Liberdade no centro da cidade.

O trabalho iniciou durante a tarde desta quarta-feira e durou até a noite. Foram presos Ananias da silva Araújo, vulgo ‘Naninha’, Railan Silva Araújo, Fábio Júnior de Aquino Ferreira e um menor de 17.

Local onde os meliantes abordavam os transeuntes para cobrar pedágio para poderem passar.

Fábio Junior e Ananias comandavam o ponto de vendas de drogas ao lado da ponte velha no bairro, além de cobrar ‘pedágio’ aos transeuntes. Foi levantado pelos policiais que a dupla estava construindo uma casa quase debaixo da ponte para os ‘chefes’ que representavam a facção criminosa ‘B13’.

As investigações que estão em andamento sob o comendo do delegado interino na fronteira, Cleber Gnatta, que poderá ligar o grupo à tentativa de homicídio ocorrido recentemente no bairro, na parte alta do bairro próximo ao cemitério da cidade.

Uma das vítimas que não tinha dinheiro para os bandidos, foi agredido com pedaço de madeira e ferido na cabeça.

Após a prisão dos envolvidos, se percebeu que a audácia do grupo. Além de querer ‘comandar’ o local que é acesso as duas principais avenidas da cidade. Em um dos casos, um transeunte que não teve dinheiro para ‘pagar o pedágio’, foi agredido e teve um corte na cabeça causado por um dos acusados.

Todos foram ouvidos pelo delegado na manhã desta quinta-feira, dia 20, e podem ser julgados por comercio ilegal de drogas, associação criminosa, corrupção de menores e outros delitos.

Segundo foi informado, todos têm passagem pela justiça e somente um, não está cumprindo medidas restritivas. O caso será encaminhado ao judiciário local, podendo ser transferidos para o presídio na Capital a qualquer momento e o menor, para o Instituto Sócio Educativo.

A casa que vinha sendo levantada para os líderes do grupo no local abaixo da ponte velha.

 

Comentários