Uma pichação feita recentemente no Bairro Leonardo Barbosa, hoje considerado um dos mais violentos da cidade de Brasiléia, mostra que grupos de facções tentam intimidar as autoridades e pessoas que queiram entrar no mesmo.

Antes, o muro vinha sendo disputado por pichações entre grupos, dessa vez, tentando mostrar força, o bairro em questão, praticamente é uma ilha cercada pelo rio Acre, fazendo divisa com a cidade de Cobija, lado boliviano.

Muitos desses membros utilizam o rio para fugir quando é realizado diligencias por parte das polícias do Município. Segundo um dos moradores que não quis se identificar, disse que eles, é em parte tranquilo.

Para que quiser acessar o Bairro que já teve quase 300 famílias, deverá baixar o vidro do carro ou levantar a viseira do capacete caso esteja de moto para sua segurança. Ao menos três grupos de facções assinam a recomendação.

 

Comentários