Ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF)

Solicitação foi feita pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot

BRASÍLIA – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), deverá enviar à Polícia Federal (PF) um pedido de perícia nos áudios que registraram o diálogo entre o presidente Michel Temer e o dono da JBS, Joesley Batista. A solicitação foi feita na tarde deste sábado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, logo depois do pronunciamento oficial de Temer questionando a idoneidade do material. (TUDO SOBRE A “REPÚBLICA GRAMPEADA”)

No discurso, Temer afirmou que pediria ao STF a suspensão do inquérito aberto contra ele para investigar corrupção ativa, organização criminosa e obstrução da Justiça.

Fachin foi aconselhado por ao menos três ministros do tribunal a agir com cautela diante do inquérito, diante da gravidade dos fatos. Dois desses ministros acreditam que seria preferível a interrupção do inquérito neste momento, enquanto não se comprova a lisura dos áudios.

O relator poderá decidir sozinho, ou levar ao plenário do tribunal. Ministros ouvidos pelo GLOBO consideram que seria mais prudente por parte do relator levar a questão ao plenário, por se tratar de tema delicado para o país.

Comentários