A ordem emitida para comarca do município de Epitaciolândia na semana passada, foi cumprida na manhã desta segunda-feira, dia 27, onde determinou que 10 famílias se retirassem de uma área considerada ambiental, dentro do Polo Agroflorestal, localizado no km 8 da Estrada Velha.

Cerca de 10 famílias resolveram ocupar uma parte da área a cerca de três meses atrás. Ao saber da invasão, o representante da Seaprof no município, Adelson Gonsalves dos Santos, esteve no local e avisou que não poderiam estar ali e de nada poderiam fazer, já que a área é do Estado e de conservação ambiental.

O prazo final ficou para a última sexta-feira, dia 23, mas os invasores resolveram ficar até esta segunda-feira (27), quando chegou o oficial de justiça na companhia de policiais militares, para avisar que todos teriam um tempo de retirar seus pertences e que uma máquina iria chegar para derrubar as casas erguidas, uma vez que foi dado o prazo limite neste final de semana.

Após serem notificados pelo Oficial de Justiça, os invasores iniciaram a saída sem nenhuma resistência, e apenas pediam tempo para desmontar as casas. Segundo um dos moradores, o local invadido estaria fora da área ambiental e necessitam de um local para morar com suas famílias.

Mesmo sendo retirados do local, comentaram que a luta não está perdida e que irão buscar meios e formas de conseguir um local para morar. Até o momento da saída da equipe de jornalistas do local, por volta das 12h00, a máquina solicitada pela justiça ainda não havia chegado.

Matéria relacionada:

Justiça acata pedido do Estado e ordena saída de famílias que invadiram área em Epitaciolândia

Comentários