Segundo informou a promotora Patrícia Paula dos Santos, nessa época do ano (Natal e Ano Novo) o índice de criminalidade aumenta.

Promotora Patrícia Paula
Promotora Patrícia Paula

Da ContilNet

Os reeducandos do presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, que foram beneficiados com o regime aberto terão, a partir de agora, uma maior fiscalização. O Ministério Público de Sena Madureira, por intermédio da promotora de justiça Patrícia Paula dos Santos criou o projeto “Fiscalizando seus passos” que começa a ser colocado em prática com o apoio da Polícia Militar.

Através da iniciativa, os policiais tem todas as informações a respeito dos que se encontram nesse regime e estarão indo de casa em casa para verificar se as normas estão sendo cumpridas de acordo com a lei.

Segundo informou a promotora Patrícia Paula dos Santos, nessa época do ano (Natal e Ano Novo) o índice de criminalidade aumenta e a reincidência é notória, por isso, esse controle será intensificado sobre aqueles que já cometeram algum tipo de delito. “A realidade é que ninguém aonde esses reeducandos do regime aberto estão. A fiscalização será intensificada. Durante o dia eles podem trabalhar, mas a partir das 18 horas devem retornar para suas casas. Quem não estiver cumprindo essas normas certamente voltará para o presídio a não ser que apresente uma justificativa plausível”, alertou.

A promotora informou ainda que aqueles que mudaram de endereço recentemente precisa comunicar o novo endereço à justiça. Mesmo estando no regime aberto, os detentos não podem frequentar bares, boates, festas, dentre outros.

Comentários