Conecte-se conosco

Extra

Fernanda Hassem diz estranhar nota publicada pelo PT de Brasiléia

Publicado

em

Prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, nega acusações de perseguições e que não sairá do Partido – Foto: Alexandre Lima/Arquivo

A prefeita do município de Brasiléia, Fernanda Hassem, ficou sabendo por sua assessoria na manhã desta sexta-feira, dia 8, de uma nota de repúdio e solidariedade divulgada pelo Diretório Municipal, de supostas demissões de ‘companheiros’ que vinham atuando na atual gestão.

Procurada pela imprensa local e da Capital, Fernanda Hassem falou que estava surpresa ao saber por sua assessoria do que estava acontecendo. “Estranho essa forma agressiva que estão fazendo. Nós temos secretário do PT e muitos funcionários trabalhando pel#o Município que são do partido”, disse a gestora.

Fernanda comentou ainda que tem vários contatos de pessoas que optaram por sair por livre espontânea vontade, inclusive a esposa do atual presidente do diretório do Município que é pré-candidato, ao contrário do que foi dito, que estaria acontecendo uma perseguição política.

A Prefeita destacou que está no Partido há mais de 20 anos e não pretende sair, negando qualquer tipo de ‘perseguição política’. A nota deixa a entender que tem mais interesse por parte da atual presidência que está politizando e deveria separar o cargo do Partido, que é grande e honrado, da pré-candidatura dele.

“Acredito que não deva ter dois pesos e duas medidas. Até porquê, se ele for querer aplicar a real legalidade do Partido, deveria sair. A exemplo, no último pleito municipal, ele não apoiou candidato do PT. Então… recebo com estranheza tal conduta, ao meu vê, sendo uma forma de politizar (…). O PT é grande e muito maior do que candidaturas específicas e isso não condiz com a realidade. Temos vários militantes e pessoas ligadas à sigla na atual gestão”, disse.

Também foi destacado que o atual presidente já foi secretário de saúde, uma das maiores pastas do Município, entre outros cargos. Além de sua esposa, a outra pessoa que vai coordenar sua campanha, enviaram mensagens pedindo seu desligamento da prefeitura e por isso acha estranho, a nota publicada, uma vez que não condiz com a realidade.

 

 

Comentários

Extra

Gladson vence em Assis Brasil com 65% dos votos e prefeito Jerry se consolida como grande liderança do Alto Acre

Publicado

em

Assis Brasil foi um dos municípios acreanos em que Gladson venceu com uma votação expressiva. Foram quase 1.700 votos de diferença do segundo colocado, ex-senador Jorge Viana. A candidata Mara Rocha tirou apenas 184 votos, enquanto o Senador Petecão ficou com 143.

Os números revelam a grande liderança do prefeito da cidade, o jovem Jerry Correia, que mesmo sendo do PT não deixou de apoiar a reeleição do governador. Jerry foi o coordenador da campanha em Assis Brasil e conseguiu unir a grande maioria dos eleitores da sua cidade em torno do discurso de boas parcerias com o governador.

Ameaçado de ser expulso do partido, Jerry Correia conseguiu provar que sua liderança não está apenas no campo da esquerda. A boa gestão que vem fazendo em Assis Brasil tem colocado o gestor como um dos melhores prefeitos do Acre.

Comentários

Continue lendo

Extra

“Vamos levar o Acre a um novo tempo”, afirma Gladson Cameli

Publicado

em

Em sua primeira entrevista coletiva à imprensa após a confirmação de vitória em primeiro turno, na noite deste domingo, 2, Gladson Cameli agradeceu a Deus e ao povo acreano pela oportunidade de continuar governando o Acre pelos próximos quatro anos.

“Quero agradecer a Deus por esta caminhada. Levamos uma mensagem às pessoas nos lugares mais difíceis. Agradeço, também, a minha família por sempre estar ao meu lado”,afirmou.

Cameli comentou sobre a expressiva votação alcançada. Junto com Mailza, Gladson obteve 232.100 votos, o que representa 56,75% do total. “As urnas não mentem. A votação deu a cada um o tamanho que tem. Para mim, o recado foi claro”, explicou.

Na oportunidade, Gladson dedicou a vitória a memória da jovem Kevysla Fernandes, falecida na última sexta-feira, 30, durante uma carreata. “Em nome dela, triplica a minha responsabilidade de fazermos muito mais pelo nosso povo”, pontuou.

Cameli reafirmou, ainda, seu compromisso de honrar cada voto recebido nestas eleições. “Vamos levar o Acre a um novo tempo. Nosso principal desafio é diminuir o alto índice de desemprego. Faremos isso com mais obras de infraestrutura e criando as condições para gerarmos mais emprego e renda para o nosso povo”, enfatizou.

Ao lado da futura vice-governadora, Mailza Gomes, da mãe, Linda Cameli, e do candidato ao Senado, Ney Amorim, o governador aproveitou para agradecê-los e dizer que a participação deles em seu segundo mandato será fundamental para levar os investimentos que o Acre precisa para seguir avançando.

“A Mailza terá um papel fundamental para meu ajudar a cumprir as promessas que fizemos para o segundo mandato, principalmente, aquelas voltadas às mulheres. O Ney também já está convidado para fazer parte da nossa equipe”, argumentou.

Gladson finalizou a entrevista com a declaração de apoio ao presidente Jair Bolsonaro neste segundo turno das eleições. “Meu apoio sempre foi e será do presidente Bolsonaro. Tenho gratidão por tudo que ele fez pelo nosso estado e continuarei fazendo campanha para ele aqui no Acre”, expôs.

Este slideshow necessita de JavaScript.

#

Comentários

Continue lendo

Extra

Galdson Cameli é reeleito governador do Acre com vitória histórica

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), juntamente com sua vice, a ex-senadora  está matematicamente reeleito. Com 222.834 votos e 92, 66% das urnas apuradas, Cameli tem 56,69% dos votos validos, contra 92.094 votos de Jorge Viana, do PT, que totaliza 24,37%. Matematicamente o atual governador não poderá ser superado.

Os demais concorrentes aparecem como diziam as pesquisas, com Mara Rocha (MDB) em terceiro e Sérgio Petecão (PSD) em quarto.

Militantes do PP já estão no Palácio Rio Branco, numa festa debaixo de chuva. O governador vai conceder uma coletiva de imprensa daqui a pouco no comitê da Isaura Parente.

Na fronteira do Acre, nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia, apoiadores estão esperando o resultado oficial para os novos deputados estaduais e federais para se juntarem na praça central Ugo Poli e realizar motocarreata pelas ruas das duas cidades.

Comentários

Continue lendo

Em alta