Sebastião foi considerado foragido da Justiça acreana por não cumprir o semiaberto - Foto: Alexandre Lima
Sebastião foi considerado foragido da Justiça acreana por não cumprir o semiaberto – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Encontram-se rumo ao presídio estadual Francisco de Oliveira Conde, na capital acreana Rio Branco, dois homens que estariam sido considerados foragidos da Justiça do Acre. O primeiro a ser conduzido, foi Sebastião Batista do Nascimento (33), conhecido pelo apelido de “Tio”.

Contra Sebastião, estava em aberto um mandado de busca e apreensão, após ser considerado fugitivo, por não ter cumprido o benefício de semiaberto oferecido pela Justiça. O mesmo foi condenado a 14 anos de reclusão por ter cometido um homicídio no ano de 2004.

O detido teria utilizado um pedaço de madeira para matar sua vítima, na localidade do Ramal da Cajazeira, com acesso pelo km 19. Cumprindo parte de sua pena, teria recebido o benefício do semiaberto, mas, falhou em não cumprir os prazos e justificar sua ausência.

Sebastião foi conduzido a uma das celas da delegacia e transferido para o presídio na Capital, juntamente com o peruano que foi preso por tráfico de drogas e Adriano Gadelha, acusado de vários furtos nas cidades da fronteira.

Veja vídeo reportagem.

Comentários