Delegacia de Epitaciolândia e Brasiléia estão sem delegado por enquanto - Foto: Alexandre Lima
Delegacia de Epitaciolândia e Brasiléia estão sem delegado por enquanto – Foto: Alexandre Lima
Alexandre Lima

As cidades de Brasiléia e Epitaciolândia, localizadas na fronteira do Acre e distante cerca de 240km da Capital, está passando por um problema inusitado nesta semana, no que se refere à segurança pública.

Por incrível que pareça, as duas delegacias estão sem delegados a cerca de 48 horas. O titular de Brasiléia, que vem atendendo pelas duas cidades, está de férias, enquanto o que respondia por Epitaciolândia está de licença prêmio, se preparando para se aposentar.

Foi levantando nas duas delegacias que, o delegado da Capital que fora incumbido para cobrir as férias do colega, deveria receber diárias, além do seu soldo mensal, mas, após uma semana na fronteira, nada havia sido depositado em sua conta.

Diante dos fatos, não pensou duas vezes e voltou para o seu posto na Capital. Outro delegado deveria chegar nesta sexta-feira, dia 9, e já estaria de malas prontas, ao saber da Secretaria que não receberia suas diárias, também desistiu.

Caso não chegue um profissional nas próximas horas, quem for preso em flagrante e não passar pelo processo normal na presença de um delegado em 24 horas, poderá ser liberado sem problemas.

O jornal oaltoacre.com entrou contato com um dos assessores da Secretaria de Segurança, o jornalista Pedro Paulo, onde comentou que estaria sem informações sobre o caso, mas, que retornaria a qualquer momento, para dar mais explicações.

Comentários