Conecte-se conosco

Cotidiano

Gestores pedem apoio para compra de vacinas por estados e municípios

Publicado

em

KC-390 Millennium da FAB é carregado com carga das vacinas para o combate à Covid-19. – Divulgação/Ministério da Defesa/arquivo

Ouça áudio:

 

Em audiência pública da Comissão Temporária da Covid-19 nesta segunda-feira (10), gestores pediram reforço para aquisição de vacinas por estados e municípios. Estiveram presentes três governadores e um prefeito, que foram questionados pelos senadores sobre as maiores dificuldades no enfrentamento à pandemia, o progresso do cronograma de vacinação e a compra de vacinas de maneira descentralizada.

O prefeito de Florianópolis (SC) e presidente do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, Gean Loureiro, destacou as dificuldades dos prefeitos interessados em adquirir os imunizantes. “A Lei 14.124, que autorizou a aquisição de vacinas pelos estados e prefeituras, ainda não foi regulamentada pelo governo federal. Ainda paira uma série de dúvidas sobre como tudo vai acontecer”, disse.

Esta Lei prevê medidas excepcionais para a aquisição de vacinas e insumos, além da contratação de bens e serviços destinados à vacinação contra a Covid-19. Segundo o prefeito, há uma união entre os gestores para finalizar a regulamentação para a compra dos imunizantes de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), caso o município queira fazer a aquisição direta de vacinas com recursos próprios.

“Será que o Ministério da Saúde vai ter que deduzir o que iria entregar do que o município comprou com recurso próprio? Será preciso seguir os grupos prioritários definidos pelo PNI ou fazer a vacinação dos professores, dos trabalhadores da educação, por exemplo?”, questionou Loureiro.

Segundo o presidente da comissão especial de bioética da OAB Nacional, Henderson Fürst, esta compra é legal, mas é preciso saber que se passa por várias etapas até a sua aquisição.

“É importante que quando se negocia alguma vacina que esteja ou não no Programa Nacional de Imunização, porque isso também é uma possibilidade, já esteja em contato com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária para conseguir a autorização da importação do imunizante, seja ele autorizado ou não”, frisou

A partir da aquisição, a compensação ou prioridade de vacinação ainda deve ser definida pelo Executivo, resposta aguardada pelos gestores locais.

Consórcios

Os consórcios vêm sendo constituídos desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a possibilidade da compra de insumos e vacinas por estados e municípios, com intuito de acelerar a imunização. O Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras tem a participação de 2,6 mil municípios.

O governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, destacou a importância dessas iniciativas. Segundo ele, os governadores defendem que seja seguido o Plano Nacional de Imunização e seria ruim se não houvesse essa organização. “Se não tivéssemos o PNI imagina que loucura seria para cada estado adquirir as vacinas. Mas nós podemos ajudar o Ministério da Saúde”, ressaltou.

Comissão

A Comissão Temporária foi criada para acompanhar as questões de saúde pública relacionadas ao coronavírus. Instituída em março, a ideia é monitorar a situação fiscal e a execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas à emergência de saúde pública.

Também estiveram presentes na audiência o governador do Piauí, Wellington Dias, e do Maranhão, Flávio Dino. Além de solicitarem ao Senado apoio diplomático para liberação de ingredientes farmacêuticos ativos por países que detêm esse insumo, eles pediram atenção na manutenção dos financiamentos e planejamento logístico para assegurar a estrutura da rede de saúde, a fim de evitar novos colapsos no atendimento e a falta de vacinas. Segundo os senadores, as sugestões serão repassadas para o presidente da casa, Rodrigo Pacheco (DEM).

Composta por seis membros titulares e igual número de suplentes, a comissão conta com prazo de 120 dias de funcionamento. O presidente do colegiado e o vice-presidente são os senadores Confúcio Moura (MDB-RO) e Styvenson Valentim (Podemos-RN), respectivamente.

Fonte: Brasil 61

Comentários

Cotidiano

Brasileiro: Fluminense goleia Corinthians e dá salto na classificação

Publicado

em

Perto da aposentadoria, artilheiro Fred (foto) marca no fina

O Fluminense deu um salto na classificação do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Corinthians por 4 a 0, na tarde deste sábado (2) no estádio do Maracanã, em um dos jogos que abriu a 15ª rodada da competição.

Com a vitória o Tricolor das Laranjeiras chega aos 24 pontos, ocupando no momento a 4ª posição da classificação. Já o Timão caiu para a 3ª posição com 26 pontos, sendo ultrapassado pelo Atlético-MG, que bateu o Juventude neste sábado.

Diante de um Corinthians muito desfalcado, e que prioriza no momento a Copa Libertadores (pela qual enfrenta o Boca Juniors, da Argentina, na próxima terça em busca de uma vaga nas quartas de final), a equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz comandou as ações desde o princípio.

Assim, o primeiro gol saiu logo aos 14 minutos, quando o colombiano Arias cobrou escanteio e o zagueiro Manoel subiu muito para marcar de cabeça. Este foi o 5º gol do defensor em 2022. Mantendo o domínio, o Fluminense ampliou sua vantagem antes do intervalo.

E o gol surgiu novamente de uma jogada de bola parada de Arias. O colombiano cobrou falta da entrada da área, desta vez para o argentino Germán Cano, que não perdoou.

Na etapa final o técnico Vítor Pereira ainda tenta mudar o panorama da partida com algumas substituições, mas a tônica continuou a mesma, com o Fluminense mandando no jogo. Com o domínio, o Tricolor conseguiu chegar ao terceiro, desta vez em rápida jogada de contra-ataque.

Aos 25 minutos Caio Paulista partiu em velocidade do campo de defesa do Tricolor, tocou para Matheus Martins, que virou para Samuel Xavier, que chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Cano finalizar de primeira para vencer o goleiro Cássio. Com este gol, o camisa 9 do Fluminense passou a dividir a artilharia do Brasileiro com seu compatriota Calleri, do São Paulo.

Porém, o lance mais marcante da partida ainda estava por vir. Com a vantagem no marcador, o técnico Fernando Diniz decidiu homenagear o atacante Fred, que se despedirá dos gramados no próximo sábado (9) no jogo contra o Ceará. O camisa 9 entrou em campo no lugar de Cano nos últimos minutos e marcou o quarto gol do Tricolor.

Já aos 45 minutos da etapa final, Samuel Xavier tocou para Martinelli, que cruzou para Fred vencer o goleiro Cássio. Este foi o gol de número 199 do atacante pelo Fluminense, pelo qual disputou 381 jogos. Um belo final para uma grande vitória.

Comentários

Continue lendo

Acre

Separados por um ponto, Santos e Flamengo duelam pelo Brasileiro

Publicado

em

Confronto às 19h na Vila Belmiro será transmitido pela Rádio Nacional

O Santos recebe o Flamengo neste sábado (2), às 19h (horário de Brasília), pela 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Peixe ocupa a sétima colocação na tabela, com 19 pontos, um a mais que o Rubro-Negro, que está em nono. A partida na Vila Belmiro, em Santos (SP), será transmitida ao vivo pela Rádio Nacional, com narração de André Marques, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de notícias com Wagner Gomes.

Na última quinta-feira (30), o Alvinegro Praiano anunciou que os cerca de 15 mil ingressos colocados à venda foram vendidos. A torcida vive a expectativa de o time voltar a vencer em casa, o que não ocorre desde 18 de maio, quando bateu o Union La Calera (Chile) por 1 a 0, ainda na primeira fase da Copa Sul-Americana. De lá para cá, foram cinco partidas como mandante, sendo quatro na Vila (três empates e uma derrota).

Ao contrário de quarta (29) passada, quando teve dez desfalques no empate por 1 a 1 com o Deportivo Táchira (Venezuela), fora de casa, pelas oitavas de final da Sul-Americana, o técnico Fabián Bustos terá boa parte do elenco à disposição. Os atacantes Marcos Leonardo (poupado) e Léo Baptistão (que estava suspenso no torneio continental), o zagueiro Eduardo Bauermann e o meia Ricardo Goulart (ambos realizaram trabalhos físicos específicos durante a semana) estão entre os retornos.

No Flamengo, a novidade em relação à última quarta (29), quando o time superou o Deportes Tolima (Colômbia) por 1 a 0, pelas oitavas de final da Libertadores, é a volta de Dorival Júnior. O treinador não dirigiu o time no meio de semana, pois teve de cumprir uma suspensão de quanto ainda treinava o Ceará. A equipe foi comandada pelo auxiliar Lucas Silvestre.

O volante João Gomes, que levou o terceiro amarelo na vitória por 3 a 0 sobre o América-MG, há uma semana, no Maracanã, no Rio de Janeiro, desfalca o Rubro-Negro, assim como o zagueiro David Luiz e o atacante Bruno Henrique, contundidos. Há, ainda, atletas que dependem de resultados negativos nos testes de covid-19 para que Dorival defina quem vai a campo na Vila Belmiro.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer hoje

Publicado

em

Medidas estão previstas na Lei das Eleições

Restrições para servidores públicos e pré-candidatos às eleições de outubro passam a valer a partir de hoje (2), três meses antes do primeiro turno. 

As medidas estão previstas na Lei nº 9.504/1997, conhecida como Lei das Eleições, e objetivam manter o equilíbrio entre os candidatos.

Políticos estão proibidos de autorizar a veiculação de publicidade estatal sobre os atos de governo, realização de obras, campanhas de órgãos públicos federais, estaduais e municipais, exceto no caso de grave e urgente necessidade pública. Nesse caso, a veiculação deverá ser autorizada pela Justiça Eleitoral.

Eles também não podem fazer pronunciamento oficial em cadeia de rádio de televisão, salvo em casos de questões urgentes e relevantes, cuja autorização também dependerá de autorização da Justiça Eleitoral.

A participação em inaugurações de obras públicas também está vedada, além da contratação de shows artísticos com dinheiro público.

Durante o período eleitoral, funcionários públicos não podem ser contratados, demitidos ou transferidos até a posse dos eleitos.

No entanto, estão liberadas a exoneração e a nomeação de cargos em comissão e funções de confiança, além das nomeações de aprovados em concursos públicos homologados até 2 de julho de 2022.

Em julho, o calendário eleitoral também prevê outras datas importantes para o pleito.

De 20 de julho até 5 de agosto, os partidos deverão realizar suas convenções para escolher oficialmente os candidatos que vão disputar as eleições.

A partir do dia 20, candidatos, partidos políticos, coligações e federações terão direito à solicitação de direito de resposta por afirmações consideradas caluniosas, difamatórias ou sabidamente inverídicas que forem publicadas por veículos de comunicação social.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Eventual segundo turno  para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Comentários

Continue lendo

Em alta