Chegada de Acácio na delegacia de Brasiléia após perseguição na noite.
Alexandre Lima

Uma equipe do Grupo de Intervenções Rápida e Ostensiva – GIRO, do 10 Batalhão da Polícia Militar do Alto Acre, na cidade de Brasiléia, conseguiram evitar que um possível assassinato ocorresse na noite deste domingo, dia 24, após deter um jovem.

Segundo foi apurado, a equipe do GIRO realizava o trabalho de rotina pela parte alta da cidade, próximo ao trevo de acesso a BR 317, quando perceberam dois indivíduos numa moto de placa boliviana em atitude suspeita e resolveram fazer um acompanhamento pelo bairro Jatobá.

Revolver municiado e a mascara apreendidos com Nêgo.

Foi quando perceberam o carro e apreenderam fuga rumo ao bairro Alberto Castro. Em determinado tempo, pararam a moto e tentaram fuga a pé rumo ao mato pela lama, sendo que um conseguiu escapar e outro foi detido.

O detido, seria um velho conhecido da Justiça desde quando era menor de idade, sendo apreendido por delitos de tráfico, furto e homicídio. Cácio Soares Teodoro (19), vulgo “Nêgo”, portava um velho revolver calibre 32 municiado e uma máscara balaclava.

Nêgo foi levado para a delegacia junto com a moto, onde explicou o motivo que estaria armado. Segundo ele, queria se vingar de uma briga que ocorreu no bairro Ferreira Silva na tarde deste sábado (23), e sua esposa grávida de dois meses chegou a ser hospitalizada com risco de perder o filho.

Acácio tem passagens pela Justiça desde quando era menor de idade.

Disse que queria encontrar um individuo conhecido pelo apelido de “Côxo” para fazer o acerto de contas, mas não foi possível graças a intervenção dos homens do GIRO.

Minutos depois, foi descoberto que Nêgo tem em seu desfavor, um mandado de prisão por associação com grupos criminosos. O mesmo ficaria a disposição do delegado plantonista e poderá ser transferido ao FOC nas próximas horas.

Comentários