A convocação ocorrerá de forma gradativa, ou seja, não serão chamados todos de uma vez

O governador Gladson Cameli (Progressistas), se reuniu na manhã desta quarta-feira (13), juntamente com sua equipe econômica no gabinete civil, para encontrar solução para uma de suas principais promessas de campanha: a convocação dos aprovados no concursos públicos das polícias Militar e Civil.

Na reunião que contou com a presença do chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade, as secretárias de Fazenda, Semiíranes Dias e a de Gestão Administrativa, Maria Alice, ficou decidido que os concursados serão convocados a partir de julho deste ano, de forma gradativa, ou seja, não serão chamados todos de uma vez.

Gladson Cameli, governador do Acre (Foto: Alexandre Lima)

A informação foi confirmada pelo porta-voz do governo, Rogério Wenceslau, que garantiu que no início do segundo semestre deste ano, o governo dará início às convocações. “No segundo semestre o governo vai convocar os aprovados, não serão todos de uma vez, mas é o início. Estaremos observando os concursos com prazo de validade mais próximo de expirar”, explicou Venceslau.

Rogério disse que em julho o governo fará uma análise de quantos foram os aprovados e a maneira que ocorrerá a convocação. Em 2017, foram realizadas as provas dos referidos certames, no entanto, os aprovados ainda estão na espera. No geral, são 250 policiais militares e mais 250 policiais civis, que irão reforçar a segurança pública do estado no combate ao crime organizado.

Comentários