Conecte-se conosco

Geral

Gladson Cameli convoca mais 92 aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar

Publicado

em

Dando continuidade aos avanços na Segurança Pública, o governador Gladson Cameli fez o chamamento de mais 92 aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar do Acre (PMAC), nesta sexta-feira, 17, durante solenidade realizada no Palácio Rio Branco. A lista dos convocados foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado.

Nesta sexta-feira, 17, o governo do Estado fez o chamamento de mais 92 aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar Foto: Marcos Vicentti/Secom

Em um compromisso com as forças policiais, a administração de Gladson Cameli, em menos de três anos,  já chamou cerca de mil novos aprovados em cadastros de reserva de concursos públicos para reforçar os quadros das polícias Militar e Civil. Somente na PM, são 536 convocações, um verdadeiro marco para a instituição centenária.

Ao fazer uso da palavra, o chefe do Poder Executivo lembrou da promessa firmada junto aos aprovados dos concursos da Segurança Pública e do grande esforço do governo acreano para assegurar as contratações em obediência aos princípios da legalidade e sem qualquer risco fiscal ao Estado.

“Eu acompanhei a luta desses jovens e respeito a determinação de cada um deles por irem atrás de um direito, que é deles. Conseguimos vencer mais um desafio e quem ganha com isso é a nossa população, que contará com policiais militares preparados para combater a criminalidade”, argumentou Cameli.

Gestão do governador Gladson Cameli tem feito história na área da Segurança Pública. Em menos de três anos, já são cerca de mil convocações para reforçar os quadros das forças policiais acreanas Foto: Marcos Vicentti/Secom

Após o período de matrículas, entre os dias 20 de setembro e 15 de outubro, a expectativa do governo do Estado é que a aula inaugural do Curso de Formação de Soldado (CFSD) ocorra no início de novembro, com duração de nove meses. Os futuros policiais atuarão nas ruas de maneira ostensiva no segundo semestre de 2022.

“Essa convocação é muito importante para suprir a demanda dos policiais que estão indo para a reserva remunerada e esta é a forma de repor o nosso efetivo. Esperamos realizar uma nova convocação do restante do cadastro de reserva até o início do próximo ano”, destacou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo César Gomes.

Comandante-geral da PM espera nova convocação do cadastro de reserva até o início de 2022 Foto: Marcos Vicentti/Secom

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cezar Rocha dos Santos, recordou de sua atuação na PM do Acre por quase três décadas e falou sobre a relevância da categoria para a manutenção da paz e da ordem. “A profissão policial militar não é um emprego, mas um sacerdócio e um casamento não só com a instituição, mas com a sociedade, que nos delega a responsabilidade de regular as relações sociais”, expôs.

Segundo o deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Pedro Longo, a convocação de novos profissionais para a Segurança Pública também é tratada com prioridade pelo parlamento acreano. “Essa é uma causa dos 24 deputados estaduais. Sempre quando tratamos desta assunto nas sessões, todos nós estamos unidos pelo bem do nosso estado”, comentou.

A solenidade contou também com a presença do procurador-geral do Estado, João Paulo Setti; do secretário adjunto de Planejamento e Gestão, Victor Bonecker; e dos deputados estaduais José Bestene e Cadmiel Bomfim (representado por Luzivan Aguiar).

“Graças ao governador Gladson Cameli, este sonho está se tornando realidade”, diz convocada

Maísa Dias representou os convocados na cerimônia. Ao todo, são 74 homens e 18 mulheres. Em sua fala, ela demonstrou sua expectativa e disse que o momento era bastante aguardado por todos. A futura policial militar aproveitou ainda para fazer um agradecimento especial ao governador Gladson Cameli.

“Hoje é um dia muito especial para mim, meus colegas e nossas famílias. Quero agradecer, especialmente, ao governador que, desde o início do seu mandato, firmou o seu comprometimento com o cadastro de reserva da PM. Graças a ele, este sonho está se tornando uma realidade”, pontuou.

Douglas Oliveira, Maísa Dias e Arthur Albuquerque estão entre os 92 convocados do cadastro de reserva da Polícia Militar Foto: Marcos Vicentti/Secom

No próximo ano, Arthur Albuquerque deverá ser mais um integrante de sua família a ingressar nas fileiras da PM. O jovem de 23 anos de idade garante estar disposto a oferecer o melhor de si para servir e proteger a sociedade do Acre. “Muitas vezes, o serviço de um policial é se sacrificar em prol da segurança e da garantia de direitos dos cidadãos. Esperem não só de mim, mas de todos os convocados, total abdicação para que possamos cumprir nossa missão”, frisou.

Comentários

Geral

Policia Civil prende foragido da justiça acusado de porte ilegal de arma de fogo, roubo e rompimento de equipamento de monitoramento em Rio Branco

Publicado

em

Ascom/Polícia Civil do Acre

Na manhã desta terça-feira, 25, a Policia Civil prendeu em uma residência localizada na Rua México, bairro Habitasa, o foragido da justiça B.M.O de 22 anos. Ele é acusado pela prática de crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo e cumpria pena em regime monitorado, porém, em agosto do ano passado cortou o equipamento de monitoração e se colocou na condição de foragido da justiça.

O trabalho investigativo da equipe da Delegacia de Combate a Roubos Extorsões (DCORE) identificou o paradeiro do foragido e na manhã desta terça-feira, logrou êxito na prisão do individuo por força de mandado judicial.

O preso foi conduzido à delegacia para procedimento praxe e em seguida colocado novamente à disposição da justiça. De acordo com a autoridade policial é provável que o foragido tenha regressão de regime de cumprimento de pena em decorrência da infração e passará a cumprir a pena em regime fechado.

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Civil prende homem investigado de homicídio ocorrido na Vila Pia

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira, dia 26 de dezembro de 2019, por volta das 8 horas, policiais civis da Delegacia Geral de Porto Acre e da 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Rio Branco, sob o comando do Dr. Nilton César Boscaro, Delegado de Polícia Civil, prenderam A. S. S., de 34 anos de idade.

A ação policial aconteceu após a justiça expedir mandado de prisão em desfavor de A. S. S. pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio praticados, respectivamente, em desfavor das nacionais F. A. B. e A. C. A. L., ocorridos em 16 de setembro de 2019, por volta das 22 horas, na Vila Pia, no município de Porto Acre

De acordo com a investigação, A. S. S. matou F. A. B. devido a vítima pertencer a facção criminosa rival e vender droga no território inimigo.

Durante o trabalho da Polícia Judiciária Civil, A. S. S. foi flagrado na posse de 37 (trinta e sete) trouxinhas de cocaína, as quais estavam sendo comercializadas pelo valor de R$ 20,00 (vinte reais) cada uma, no bairro Santa Inês, na capital acreana, local em que o indivíduo foi preso.

Além da droga foi encontrado um motor de barco Honda, 90 hp, que havia sido subtraído no Conjunto Farhat em 27 de agosto de 2019. De acordo com o preso, a lancha e o reboque subtraídos com o motor foram cortados e vendidos para um ferro velho.

Nilton César Boscaro, Delegado de Polícia Civil – Foto: divulgação

Em dois dias a Polícia Civil prendeu dois responsáveis por crimes de homicídio praticados na cidade de Porto Acre.

“A Polícia Civil trabalha de maneira incansável para apurar os crimes e entregar uma investigação criminal de excelência à Justiça e, consequentemente, contribuir de forma significativa para a segurança pública”, enfatizou Boscaro.

Comentários

Continue lendo

Geral

Energisa é notificada por descumprir lei de Roberto duarte que proíbe cobrança de taxa de religação

Publicado

em

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon-AC) notificou a Energisa em razão do descumprimento, acerca da Lei de autoria do deputado estadual Roberto Duarte (MDB), que proíbe cobrança de taxa de religação de energia.

O órgão informou que a empresa não respondeu a constatação que cobrava respostas por descumprimento da Lei Estadual Nº 3.498, que estabelece a proibição de cobrança de taxas pelos serviços de religação dos serviços públicos de distribuição de energia elétrica em caso de corte por falta de pagamento.

A empresa não prestou os devidos esclarecimentos e defesa, mesmo tendo sido concedido o pedido de dilação de prazo formalizado pela Gerência Jurídica da empresa e segue descumprindo a Lei, cobrando dos consumidores a taxa de religação.

Segundo o Procon, foi iniciado abertura de um procedimento administrativo sancionador, que foi respondido pela empresa, e ao final do processo, com os resultados finais, o Procon tomará as devidas imposições legais a respeito do descumprimento da legislação em vigor, aplicando as penalidades previstas, se for o caso.

O deputado, Roberto Duarte, salientou que a fornecedora de energia trata os acreanos com descaso e desrespeito, pois além do serviço ser de um valor absurdo a empresa também não cumpri a legislação vigente, prejudicando a população.

“É um absurdo a Energisa fingir que a lei não existe, há dois anos não estão cumprindo a legislação, um descaso com o consumidor. Eu recebo reclamações diariamente, e finalmente a Energisa vai responder por esses descasos com o povo. Por isso sempre insisto no cumprimento dos nossos direitos”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Em alta