Conecte-se conosco

Geral

Gladson diz que contratação para cadastro de reserva esbarra em impedimentos jurídicos

Publicado

em

Em entrevista ao site Contilnet, governador diz que lhe “dói ver a juventude clamando por emprego”, mas reafirma que contratação para o cadastro de reserva da Polícia Civil, no concurso de 2017, esbarra em procedimentos na lei

O governador Gladson Cameli reafirmou nesta quarta-feira, 18, que o governo do Estado esbarra em obstáculos jurídicos para a convocação dos candidatos do cadastro de reserva do concurso de 2017 da Polícia Civil do Acre.

Governador Gladson Cameli em entrevista aos jornalistas Nany e Everton Damasceno, do site Contilnet. Foto: Diego Gurgel/Secom

A razão é a de que o edital do concurso da Polícia Civil não prevê um segundo curso de formação, que poderia contemplar os candidatos do cadastro de reserva.

Na manhã desta quarta-feira, 18, em entrevista aos jornalistas Nany e Everton Damasceno, do site Contilnet Notícias, o governador Gladson Cameli disse lamentar a situação por fugir completamente à sua vontade, por força de lei.

“Me dói ver aquela juventude clamando por emprego e, pra mim, quem fez concurso público e passou tem que ser convocado. Agora, me tragam uma liminar jurídica e eu contrato agora”, ressaltou.

Conforme Cameli, não há como atropelar a legislação. “Eu não posso ser irresponsável. Não posso ser processado por improbidade administrativa, porque embora tenhamos recursos para pagar [os salários numa eventual convocação], não temos o embasamento jurídico”, explicou o chefe do Executivo estadual.

O governador lembrou que recebeu um estado falido. “Peguei um estado em condições financeiras precárias e, em seguida, tivemos de enfrentar a pandemia, que, diga-se de passagem, encaramos com determinação e muita coragem, para virem dizer asneiras agora. Eu não subestimo sequer uma formiga, e, por isso, não aceito também que me subestimem”.

Outros temas, como por exemplo um retrospecto do esforço pessoal de trazer a vacina da Covid-19 o mais rápido possível para o Acre, a reeleição em 2022 e a escolha para o cargo de vice nas próximas eleições também foram abordados na entrevista, de quase uma hora, ao site de notícias.

*Errata: diferentemente do que foi publicado mais cedo, a reportagem se refere ao concurso da Polícia Civil e não da Polícia Militar. O texto já foi corrigido

 

Comentários

Geral

Polícia Civil prende homem investigado de homicídio ocorrido na Vila Pia

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira, dia 26 de dezembro de 2019, por volta das 8 horas, policiais civis da Delegacia Geral de Porto Acre e da 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Rio Branco, sob o comando do Dr. Nilton César Boscaro, Delegado de Polícia Civil, prenderam A. S. S., de 34 anos de idade.

A ação policial aconteceu após a justiça expedir mandado de prisão em desfavor de A. S. S. pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio praticados, respectivamente, em desfavor das nacionais F. A. B. e A. C. A. L., ocorridos em 16 de setembro de 2019, por volta das 22 horas, na Vila Pia, no município de Porto Acre

De acordo com a investigação, A. S. S. matou F. A. B. devido a vítima pertencer a facção criminosa rival e vender droga no território inimigo.

Durante o trabalho da Polícia Judiciária Civil, A. S. S. foi flagrado na posse de 37 (trinta e sete) trouxinhas de cocaína, as quais estavam sendo comercializadas pelo valor de R$ 20,00 (vinte reais) cada uma, no bairro Santa Inês, na capital acreana, local em que o indivíduo foi preso.

Além da droga foi encontrado um motor de barco Honda, 90 hp, que havia sido subtraído no Conjunto Farhat em 27 de agosto de 2019. De acordo com o preso, a lancha e o reboque subtraídos com o motor foram cortados e vendidos para um ferro velho.

Nilton César Boscaro, Delegado de Polícia Civil – Foto: divulgação

Em dois dias a Polícia Civil prendeu dois responsáveis por crimes de homicídio praticados na cidade de Porto Acre.

“A Polícia Civil trabalha de maneira incansável para apurar os crimes e entregar uma investigação criminal de excelência à Justiça e, consequentemente, contribuir de forma significativa para a segurança pública”, enfatizou Boscaro.

Comentários

Continue lendo

Geral

Energisa é notificada por descumprir lei de Roberto duarte que proíbe cobrança de taxa de religação

Publicado

em

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon-AC) notificou a Energisa em razão do descumprimento, acerca da Lei de autoria do deputado estadual Roberto Duarte (MDB), que proíbe cobrança de taxa de religação de energia.

O órgão informou que a empresa não respondeu a constatação que cobrava respostas por descumprimento da Lei Estadual Nº 3.498, que estabelece a proibição de cobrança de taxas pelos serviços de religação dos serviços públicos de distribuição de energia elétrica em caso de corte por falta de pagamento.

A empresa não prestou os devidos esclarecimentos e defesa, mesmo tendo sido concedido o pedido de dilação de prazo formalizado pela Gerência Jurídica da empresa e segue descumprindo a Lei, cobrando dos consumidores a taxa de religação.

Segundo o Procon, foi iniciado abertura de um procedimento administrativo sancionador, que foi respondido pela empresa, e ao final do processo, com os resultados finais, o Procon tomará as devidas imposições legais a respeito do descumprimento da legislação em vigor, aplicando as penalidades previstas, se for o caso.

O deputado, Roberto Duarte, salientou que a fornecedora de energia trata os acreanos com descaso e desrespeito, pois além do serviço ser de um valor absurdo a empresa também não cumpri a legislação vigente, prejudicando a população.

“É um absurdo a Energisa fingir que a lei não existe, há dois anos não estão cumprindo a legislação, um descaso com o consumidor. Eu recebo reclamações diariamente, e finalmente a Energisa vai responder por esses descasos com o povo. Por isso sempre insisto no cumprimento dos nossos direitos”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Geral

Bombeiros militares de Cruzeiro do Sul atendem ocorrência no Rio Juruá

Publicado

em

Na noite desta sexta-feira, 21, o 4º BEPCIF em Cruzeiro do Sul, foi acionado para um resgate de veículo, onde o mesmo havia caído no Rio Juruá na Travessia da Balsa de Rodrigues Alves com possíveis vítimas.

Realizado mergulho para verificar se tinha alguma vítima no interior do veículo, não havendo, constatado que o veículo estava vazio, realizado então, amarrações para retirada do veículo da água. Contamos com o apoio da prefeitura do município, cedendo um trator para tração.

GUARNIÇÃO: 1° Sgt Bm Genilson, 1º Sgt Bm Filipe Cavalcante, Cb Bm De Souza, CB Bm Isaac e CB Bm Façanha.

Carro foi retirada da água pelos Bombeiros/ Reprodução Instagram

Comentários

Continue lendo

Em alta