O candidato do Progressistas ao governo do Acre, Gladson Cameli, afirmou durante encontro com engenheiros do Acre que vai destinar, caso eleito, 3% do orçamento estadual para a construção civil do Acre e reequipar o Deracre, que segundo ele está destruído. A promessa foi feita durante encontro no auditório da Fadisi em Rio Branco nesta sexta-feira, 31.

“Ainda como senador, vou atrás de recursos para comprar máquinas para o Deracre e começarmos a recuperar os nossos ramais”, revelou Cameli.

Cameli disse ainda que a obra do anel viário de Brasileia e Epitaciolândia não foi executada por falta de licitação. “Dinheiro tem. Mais uma prova da falta de gestão da atual administração”, lamentou.

“Vou dar um choque de gestão no nosso estado. Não posso admitir que venham dizer que nosso estado é pobre. O que não há é gestão. Vou reduzir secretarias. Não vou demitir funcionário. Quem está trabalhando vai continuar trabalhando. Sei que temos gente competente para nos ajudar a administrar o estado”, disse Cameli.

Outro compromisso firmado pelo candidato ao governo pela coligação Mudança e Competência é destaque no Plano de Governo e se refere ao Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações do setor.

“Nosso compromisso é com todos os servidores do estado. A valorização profissional faz parte das nossas propostas porque disso também depende o desenvolvimento do Acre”, disse Gladson.

Comentários