Conecte-se conosco

Destaque Texto

Gladson: “Quem não estiver comigo vai rodar”

Publicado

em

Não quero que ninguém diga que não procuro os partidos. O MDB só não participa do governo se não quiser. O convite oficial está feito para uma aliança. Quero ter o MDB ao meu lado na reeleição.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

FOI UMA CONVERSA inesperada na noite de ontem com o governador Gladson Cameli, da qual pincei alguns pontos, que serão transcritos no BLOG. Vamos a eles:

ELEIÇÕES 2022 E PETECÃO – SOU CANDIDATO à reeleição, as obras vão andar, e não vou arrumar o governo para passar a outro. O meu adversário sei que será o senador Sérgio Petecão (PSD), ele é candidatíssimo ao governo, não tenho dúvida, até pela idade. Um direito dele, mas todos os que foram indicados por ele no meu governo se preparem porque vão ser demitidos. Não vou deixar um, chegou o momento de quem ficar no governo vai ter que marchar ao meu lado em 2022. Quem não estiver comigo vai rodar, isso está decidido, e não tem volta.

MDB– HOJE, vou fazer uma visita de cortesia na reunião do MDB, para dizer ao deputado federal Flaviano Melo (MDB), que o tapete para o partido integrar o governo está estendido. Não quero que ninguém diga que não procuro os partidos. O MDB só não participa do governo se não quiser. O convite oficial está feito para uma aliança. Quero ter o MDB ao meu lado na reeleição.

VICE ROCHA– Tentei o que pude para evitar o rompimento com o Major Rocha, mas não fui atendido e, agora não há mais tempo para a recomposição. Ele segue o caminho político dele, e eu seguirei o meu. Teve todos os espaços no governo, mas agora acabou, não deu certo e não dará mais. Da minha parte, acabou!

PANDEMIA– Se for preciso cortar os recursos destinados ao Centro Administrativo para comprar vacinas vou cortar. A vacina é prioridade número um. Calculo que, até o fim de abril estejam chegando as 700 mil doses da vacina Sputnik. Só tem uma coisa: a imunização com a vacina que estamos comprando será feita na capital pela equipe da secretaria estadual de saúde, e não pela prefeitura de Rio Branco. A vacina é essencial, porque vai permitir acabar com o lockdown e outras medidas que atingem o comércio, a economia. Não se deve brincar com o Covid, falo por mim, até hoje sinto no corpo o reflexo da contaminação, o que passei não desejo para ninguém.

DEPASA – Vou passar para a prefeitura de Rio Branco, mas vou deixar claro que, no momento que a transferência acontecer, o estado não vai dar um centavo para a sua manutenção. A responsabilidade financeira total será do prefeito Tião Bocalom.

TIÃO BOCALOM – Sei que não vou contar com ele na reeleição, sabia disso desde a campanha para prefeito, e não vou lhe procurar para pedir apoio, nada, ele apoiará quem quiser, o Petecão ou qualquer outro. Meus aliados serão outros que queiram me seguir.

OBRAS – Tem muita gente cobrando obras no inverno. Os projetos estão prontos, é começar o verão e daremos início a várias frentes de serviço. Os secretários vão ter que colocar suas secretarias para andar. Não estamos para brincadeira, nossas promessas serão cumpridas.

PROGRESSISTAS – Já conversei com o presidente nacional e vou me reintegrar ao partido. Isso está decidido. Mas ninguém espere que eu abra a mão de indicar o meu vice, o erro que cometi na escolha do Rocha não deverá se repetir. O vice será alguém da minha extrema confiança, escolhido por mim. Vou governar de hoje em diante com os meus, e vou para a reeleição com os meus.

ALVO ERRADO

MUITOS acreditavam ser o alvo de uma nota de ontem sobre um desagregador do governo, o Moisés Diniz. Erraram! O andar é mais embaixo. O Moisés, ao contrário, procura agregar, só que a palavra final não é dele. Ponto.

PALAVRA FINAL

O QUE MUITA GENTE não entende é que qualquer ato que aconteça dentro do governo, a palavra única e final é do governador Gladson Cameli, o dono da caneta azul.

AGUARDAR A ANVISA

O ATO formal do governador Gladson de comprar 700 mil doses da vacina russa Sputnik firmado ontem, é um primeiro passo, mas marcar a data da entrega do lote vai depender de uma autorização emergencial da ANVISA.

INICIATIVA PELA VIDA

É mais um ato do governador Gladson Cameli pela vida, quando diz que pode até parar obras para garantir o pagamento de vacinas para imunizar a população.

CONTER A ANSIEDADE

A POPULAÇÃO deve conter a ansiedade, porque a vinda da Sputnik não é algo imediato à assinatura do ato de compra, pois, há todo um protocolo a ser cumprido até chegada ao Brasil da vacina russa. Mas, foi um bom passo.

SABEDORIA PAPAL

“A justiça se defende com a razão, e não com as armas. Não se perde nada com a paz e pode-se perder tudo com a guerra”. Papa João XXIII

NADA CONFIÁVEIS

A MAIORIA das notícias que saem nas redes sociais são inconfiáveis, por isso devem ser bem checadas antes de mandar em frente, como no caso da fake news com a posição negacionista da ciência de supostos empresários.

ERRO FATAL

AS LAMENTÁVEIS mortes de jovens acontecendo no estado quebram a tese de que a juventude é imune à força letal do Covid, e ser a doença só fatal aos idosos.

VACINAÇÃO EM MASSA

A ESPERANÇA é que aumente o envio de vacinas pelo governo federal, e que saia rápido a compra da Sputnik.

CORRENDO POR REFORÇO

O AUMENTO DE CASOS na pandemia levou o sistema privado de saúde aumentar a oferta de vagas, o médico Carlos Beirute prevê para esta semana a entrada em operação da segunda usina de oxigênio da Pronto Clínica.

CAMINHO DAS PEDRAS

A SENADORA Mailza Gomes (PP) vem cumprindo uma rotina de reuniões com entidades que atuam nas áreas urbana e rural, tirando o mandato do gabinete e levando ao povão. O contato direto é o caminho das pedras.

ACABAVAM AS DÚVIDAS

O SECRETÁRIO municipal de Saúde, Frank Lima, com base no novo lote de vacinas recebido, deveria traçar um calendário de atendimento, para tirar dúvidas e acelerar.

DISTRITÃO

É A PALAVRA da moda entre os políticos em Brasília. O novo modelo eleitoral do “Distritão” tem de ser aprovado até outubro, para valer na eleição de 2022. Por ele, elegem-se os mais votados.

VELHA E BATIDA

PODE-SE repetir este ano na eleição presidencial a velha e batida opção entre a extrema esquerda e a extrema direita, com Lula e Bolsonaro como sendo protagonistas.

NOME DO EQUILÍBRIO

ESPERA-SE que os setores mais equilibrados da sociedade consigam chegar a um nome de centro para se contrapor ao extremismo, ou abre-se o caminho para o voto nulo.

TUDO SOB CONTROLE

O SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB) trabalha firme para chegar em 2022 à frente de um grupo forte, deixou o ex-deputado Manuel Marcos em segundo plano e indicou os principais postos que vão comandar o Republicanos.

CARTAS NAS MANGAS

QUER aportar no próximo ano com um grupo formado pelo Republicanos, PL, PSL e PTB. O MDB não entra na conta, porque o Márcio não tem o domínio do partido.

CARTA GUARDADA

A CARTA guardada para jogar na mesa pelo MDB na eleição do próximo ano, numa eventual conversa com o governador Gladson Cameli, se chama Flaviano Melo (MDB), que o partido quer de candidato a senador.

FALTARIA SUPORTE

A PROPOSTA DA VEREADORA Michele Melo (PDT) de que a vacinação com a Sputnik se dê por uma equipe planejada pelo estado faz muito sentido, haveria mais celeridade. A PMRB não tem suporte para este encargo.

PARTE DOS IDOSOS

A PMRB tem que tocar a vacinação dos grupos de risco, que ainda não concluiu a primeira fase, e ainda tem o planejamento para a segunda dose.

SABEDORIA

“O homem é um animal racional que sempre perde a calma quando é chamado a agir de acordo com os ditames da razão”. Oscar Wilde, escritor irlandês.

NOVAS CARAS

A POLÍTICA de Epitaciolândia ganhou novas lideranças depois da última eleição municipal. Os grupos antigos foram destronados, e no lugar assumiram o hoje prefeito Delegado Sérgio Lopes (PSDB), e o empresário Everton Soares (PSL). Na política, não existem espaços vazios.

SABEDORIA DO SILÊNCIO

O VAGNER SALES (MDB), sabiamente recolheu-se à sabedoria do silêncio, após não eleger o prefeito de Cruzeiro do Sul. Falar num momento que não se conhece nem o cenário de 2022, é pôr a carroça adiante dos bois. Sabe que, a discussão do rumo do MDB, no Juruá, passa pelo seu grupo. Continua sendo homem forte no MDB.

FRASE MARCANTE

“A política é como o show business: você tem uma estreia fantástica, desliza por algum tempo e termina num inferno”. Ronald Reagan, ex-presidente dos EUA.

Comentários

Destaque Texto

Nova frente fria chega ao AC nesta semana e temperatura atingirá 18ºC, diz Friale

Publicado

em

Pesquisador Davi Friale – Foto: Alexandre Lima/Arquivo

O pesquisador Davi Friale divulgou em seu site O Tempo Aqui, nesta segunda-feira (10), uma nova previsão de diminuição das temperaturas na próxima semana.

Além disso, o “mago” destacou que até o próximo domingo (16) haverá calor abafado, chuvas, possibilidade de temporais e tempo seco e ventilado.

Na quarta-feira (12), mais uma frente fria chegará ao Acre, a partir do fim da tarde, mas será na quinta-feira que os ventos serão mais intensos, devido à penetração de mais uma onda de frio polar, declinando levemente a temperatura.

“Desta vez, a massa de ar frio não será intensa no Acre. As temperaturas, ao amanhecer, de quinta-feira e de sexta-feira, deverão oscilar entre 18 e 20ºC, em Rio Branco, Brasileia e demais municípios do leste e do sul do estado”, comentou.

Comentários

Continue lendo

Destaque Texto

IBGE: mais de 12% dos acreanos já sofreram violência psicológica, física ou sexual

Publicado

em

A pesquisa apontou que 68 mil pessoas de 18 anos ou mais sofreram agressão psicológica nos 12 meses anteriores à entrevista, ou seja, 11,5% da população

IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta segunda-feira (10) os resultados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019.

O Acre figurou em muitos cenários. Um deles foi o de violência psicológica, física ou sexual. Pelo menos 12,4% da população já foi alvo de uma das agressões.

Os dados apontam ainda que 72 mil pessoas de 18 anos ou mais sofreram os tipos de violência destacados, nos 12 meses anteriores à entrevista.

“O percentual de mulheres que sofreram alguma violência foi de 14,0% e o de homens foi de 10,8%. Considerando a faixa etária, a prevalência de casos de violência é mais acentuada nas populações mais jovens: de 18 a 29 anos (16,5,0%); de 30 a 39 anos (8,9%); de 40 a 59 anos (13,5%) e 60 anos ou mais (6,9%). As pessoas pretas (20,2%) e pardas (10,9%) sofreram mais com a violência do que as pessoas brancas (14,6%), diz o órgão.

Outro resultado preocupante tem a ver com o afastamento das atividades laborais e habituais em decorrência da violência sofrida. 9 mil pessoas foram afetadas – o que representa 12,9% das vítimas de violência, seja psicológica, física ou sexual. As mulheres foram mais atingidas do que os homens, com 18,3% e 5,4%, respectivamente.

Violência psicológica

A pesquisa apontou que 68 mil pessoas de 18 anos ou mais sofreram agressão psicológica nos 12 meses anteriores à entrevista, ou seja, 11,5% da população.

O percentual de mulheres vitimadas foi maior do que o dos homens, 12,9% contra 10,1%, respectivamente. A população mais jovem (18 a 29 anos) sofreu mais violência psicológica do que a população com idade mais elevada (60 anos ou mais), 15,4% contra 6,9%. Mais pessoas pretas (18,0%) e pardas (10,2%) sofreram com este tipo de violência do que pessoas brancas (13,4%).

“Considerando o rendimento domiciliar per capita, o grupo com menor rendimento apresentou um percentual maior de vítimas: 15,2% das pessoas sem rendimento até 1/4 do salário mínimo, em comparação a 10,5% das pessoas com mais de 5 salários mínimos”, destaca a pesquisa.

Violência física

A PNS estimou que 17 mil pessoas de 18 anos ou mais sofreram violência física nos 12 meses anteriores à entrevista, o que representa 2,8% da população. O percentual de vítimas do sexo feminino foi de 3,4%, enquanto o dos homens, 2,2%.

Violência sexual

Para as pessoas que responderam que não sofreram agressão sexual nos últimos 12 meses, foi perguntado se ela sofreu essa violência alguma vez na vida. Considerando essas duas perguntas, estima-se que 25 mil pessoas de 18 anos ou mais de idade foram vítimas de violência sexual, independentemente do período de referência, o que corresponde a 4,3% desta população, 2,6% dos homens e 5,9% das mulheres.

Comentários

Continue lendo

Destaque Texto

Internações por covid na UTI e enfermarias estão em queda no Acre, diz subsecretária de Saúde

Publicado

em

Ala Covid-19 no Acre – Foto: Odair Leal/Secom/arquivo

A subsecretária de Saúde do Acre, Paula Mariano, disse em entrevista que o número de internações por covid-19 vem diminuindo consideravelmente nos últimos dias.

A notícia tem a ver com a ocupação de leitos comuns e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Temos percebido uma diminuição satisfatória nos últimos 15 dias no Pronto-Socorro e no Into, além de uma queda no número de internações também em Cruzeiro do Sul, no Hospital de Campanha”, disse Paula.

Na última quarta-feira (5) o Into registrou 11 leitos disponíveis de UTI, e o PS desocupou outras 7 vagas. Em Cruzeiro do Sul, 6 leitos estavam disponíveis.

No maior hospital de referência do Acre, apenas 49 leitos de enfermaria, dos 160 disponíveis, estavam ocupados na data.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa do Brasil, o Acre está em queda no número de novas mortes pela doença.

Comentários

Continue lendo

Em alta