Conecte-se conosco

Geral

Governo busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Publicado

em

Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta sexta-feira, 23, o gestor foi em busca de firmar parceria com o Exército Brasileiro para a implantação de sistema de abastecimento de água simplificado em aldeias indígenas de Jordão e comunidades ribeirinhas de Marechal Thaumaturgo.

Segundo Cameli, a instituição militar é reconhecida, historicamente, pelos seus relevantes serviços prestados na Amazônia, sobretudo, no desenvolvimento e integração do Acre. Ao comandante do 2º Grupamento de Engenharia, general Marcelo Pereira Lima de Carvalho, o governador solicitou o apoio logístico do 7º Batalhão de Engenharia e Construção (7º Bec), já que as regiões contempladas são de difícil acesso.

Cumprindo agenda em Manaus (AM), governador Gladson Cameli solicitou apoio do Exército Foto: Cedida

No pedido apresentado, está o auxílio no transporte aéreo e fluvial de insumos, materiais e pessoal. Assim como a extração de matéria-prima (madeira e areia) para a execução dos trabalhos, previstos para serem concluídos em 10 meses.

“O Exército tem o meu profundo respeito por ser uma das instituições mais sérias e respeitadas pela nossa população. Para a implantação destes sistemas de abastecimento de água, o apoio no transporte dos insumos e materiais por parte do 7º Bec será fundamental. O general Marcelo, que é acreano, é conhecedor da nossa realidade e se sensibilizou com o nosso pedido”, explicou Gladson.

Por sua vez, general Marcelo recordou das inúmeras ações desempenhadas pelo Exército no território acreano. O comandante enfatizou que há interesse na continuidade de novas cooperações que resultem em avanços na área da infraestrutura em prol da população.

“O 7º Batalhão de Engenharia de Construção, Batalhão Barão do Rio Branco, tem dito uma atuação significativa dando respostas arrojadas ao longo da história do Acre. Atualmente, estamos com obras no município de Manoel Urbano e prontos para trabalhar em Santa Rosa”, afirmou.

Apoio do Exército será fundamental para que populações indígenas e ribeirinhas tenham acesso à água potável Foto: Cedida

A obra do governo do Estado, por meio do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), alcançará quase quatro mil pessoas em 31 aldeias indígenas de Jordão e três comunidades ribeirinhas de Marechal Thaumaturgo com a distribuição de água potável. Ao todo, serão implantados 53 sistemas de abastecimento simplificado. Cerca de R$ 8,5 milhões em recursos já estão assegurados para o início das benfeitorias.

Cada sistema possui um poço amazonas com estrutura de madeira; dois sistemas de bombeamento; rede hidráulica de recalque independente para cada bomba; até quatro caixas d’água de 2 mil litros para distribuição de água; rede de distribuição; ligações domiciliares; e caixas d’água individuais de 300 litros.

“Essa obra é de uma relevância muito grande para as comunidades indígenas e ribeirinhas dos municípios de Jordão e Marechal Thaumaturgo. Facilitando o acesso à água potável, o governo contribui com a melhoria da saúde dessa população. A ajuda do Exército será muito importante para que possamos conquistar esse importante avanço”, comentou o secretário de Infraestrutura, Ítalo Medeiros.

A reunião contou ainda com a participação do procurador-geral do Estado, João Paulo Setti; do diretor de Transporte Aeronáutico da Casa Militar, Carlos Augusto Negreiros; o chefe do Estado-Maior do 2º Grupamento de Engenharia, coronel Cláudio Menezes, o chefe do Centro de Operações de Engenharia 2º Grupamento de Engenharia, coronel Joilson Lima e o chefe da Seção de Patrimônio, Meio Ambiente e Mobiliário do 2º Grupamento de Engenharia, tenente-coronel Fábio Rebêlo.

Comentários

Geral

Polícia Civil prende faccionado que participou da morte de indígena

Publicado

em

Na manhã deste sábado, 21, a Polícia Civil em Feijó deu cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de I.S.O, de 19 anos de idade, em razão de estar sendo investigado pela participação na morte do indígena Ribamar Barbosa Kaxinawá, morto no dia 07 de janeiro de 2022, numa região de mata, localizado nos arredores do bairro Vitória, na cidade de Feijó

A vítima foi morta de forma cruel, sendo obrigada a cavar sua própria cova, foi alvejada por disparo de arma de fogo, e depois teve sua garganta cortada com uma faca.

Até o presente momento oito pessoas estão presas acusadas de participação no homicídio que chocou, sobretudo a comunidade indígena da cidade de Feijó.

De acordo com a investigação, o crime foi cometido de forma extremamente hedionda, não tendo a vítima qualquer chance de defesa. A morte se deu em razão de dívida de drogas.

Comentários

Continue lendo

Geral

Vanda Milani terá nome confirmado como pré-candidata ao Senado neste sábado durante encontro do PSD

Publicado

em

A deputada federal Vanda Milani (PROS-AC) terá seu nome oficializado como pré-candidata ao Senado da República a partir das 14h da tarde deste sábado (21), durante Seminário Estadual do Partido Social Democrático (PSD) em Rio Branco. O evento será prestigiado pela presidente nacional do PROS, Sandra Caparrosa e do Articulador Político do partido, Henrique Junqueira. O nome do senador Sérgio Petecão (PSD-AC) também será oficializado como pré-candidato ao governo.

“O que me motiva para mais esse desafio em minha vida é o Acre” disse a deputada durante apresentação dos Eixos/Diagnósticos para elaboração de um Plano de Governo Participativo, na noite de ontem, 20, na Casa Amarela.

Defendendo um movimento político com a cara e a voz do povo acreano, a deputada afirmou que a participação popular será fundamental para a construção de propostas que visem o desenvolvimento do estado atendendo as demandas regionais.

“Vamos trabalhar na construção desse plano ouvindo todos os setores e todos os municípios. Precisamos levar mais alimento à mesa das famílias acreanas e isso acontece com o fortalecimento do agro. A agricultura familiar precisa da mão amiga do estado. Campo forte é sinônimo de economia aquecida”, avaliou a deputada.

Vanda Milani chega com sua pré-candidatura ao Senado depois de ser eleita deputada federal com mais de 23 mil votos em 2018. Ela foi a parlamentar mais atuante da bancada federal do Acre, reconhecida pela organização Ranking dos Políticos por dois anos consecutivos.

Biografia:

Vanda Denir Milani Nogueira, é natural da cidade de Cedral (SP). Foi militar, professora, assessora jurídica, delegada de Polícia Civil, procuradora do Ministério Público Estadual do Acre.

Atualmente é membro titular da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania; membro titular da Comissão do Meio Ambiente, colegiados da Câmara dos Deputados.

Comentários

Continue lendo

Geral

Justiça nega pedido e mantém julgamento de Flordelis em Niterói

Publicado

em

Defesa alega que contato entre juíza e juri pode influenciar sentença

A deputada federal Flordelis, fala sobre a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo.

A Justiça carioca negou hoje (20) o pedido da defesa da ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza para que o julgamento fosse transferido da 3a Vara Criminal de Niterói para o Rio de Janeiro. A decisão liminar é do desembargador Celso Ferreira Filho, relator do caso na 2a. Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

A defesa de Flordelis alegou, no dia 3 deste mês, que a juíza do caso, Nearis dos Santos Carvalho Arce, titular da 3ª Vara Criminal de Niterói, tinha falado com os jurados que devem atuar no processo sobre o julgamento da ré. Eles alegaram que, ao comentar sobre o caso em uma reunião, a magistrada teria comprometido a parcialidade dos jurados.

Na decisão, o magistrado escreveu “não ter havido qualquer quebra de imparcialidade dos jurados quando reunidos com a juíza titular da 3ª Vara Criminal da Comarca de Niterói, confirmando tratar-se de reunião rotineira entre a magistrada e eventuais componentes do corpo de jurados, na qual Ministério Público, assistente de acusação ou defesa têm acesso. Finalizo reiterando o indeferimento.”

Condenações

Em novembro de 2021, o Tribunal do Júri de Niterói condenou dois filhos da ex-deputada federal Flordelis pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo. Flávio dos Santos Rodrigues, filho legítimo de Flordelis, acusado de ter efetuado os disparos contra a vítima, foi sentenciado a 33 anos, dois meses e 20 dias de prisão em regime inicialmente fechado.

Ele foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Já Lucas Cezar dos Santos de Souza, filho adotivo, acusado de ter sido o responsável por adquirir a arma do assassinato, foi condenado a sete anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado, por homicídio triplamente qualificado.

Comentários

Continue lendo

Em alta