unnamed41Com informações do ac24horas.com

Em nota o governo do Acre resolveu homenagear os advogados pelo seu dia, comemorado hoje, mas fez mais que isso: fez o professor Omar Sabino de Paula, um dos fundadores do curso de direito da Ufac, tremer no túmulo ao saber que sepultaram a história do direito no Acre, exatamente no Dia do Advogado.

Talvez pela preocupação com a repercussão negativa da greve dos professores ou noites mal dormidas, o governador Sebastião Viana e sua vice Nazaré Araújo, advogada, procuradora do Estado do Acre, numa
nota de quase oito linhas, comenteram uma gafe informando que no Acre os primeiros “cursos jurídicos foram inseridos no início da década de 70″.

Só que não. Não doutores. A primeira Faculdade de Direito foi criada no Estado no dia 25 de março de 1964, por meio do Decreto Estadual n.º 187, publicado no Diário Oficial do Estado, de 4 de abril do mesmo ano. Foi então que nasceu a Faculdade de Direito (Lei Estadual n.º 15, de 8 de setembro de 1964), que seria reconhecida pelo parecer n.º 660, de 4 de setembro de 1970, do Conselho Federal de Educação, e pelo Decreto Presidencial n.º 67.534, de 11 de novembro de 1970.

A história não mente, ela só é mal contada.

Confira a nota na integra:

Sem-título1

Comentários