Acre poderá sofrer queda no turismo com criação de Zona Franca em Guajará Mirim

Alexandre Lima

O sonho almejado a cerca de 20 anos pela população de Brasiléia e Cruzeiro do Sul, poderá ficar somente no papel por mais outras duas décadas, graças aos atuais políticos do Estado que nada fazem para tirar do limbo político e eleitoreiro, uma vez que já foi autorizada a criação de áreas de livre comércio, conforme a Lei número 8.857/1994 , que está publicado no sitio da Receita Federal.

Recentemente, o estado vizinho do Amazonas conseguiu a prorrogação por mais 50 anos da Zona Franca e neste embalo, o governador de Rondônia, Confúcio Aires Moura, também aprovou a instalação da Zona Franca no município de Guajará Mirim, conforme publicado no Diário Oficial, número 2.472, onde poderá ser instalado as conhecidas Lojas Francas (também conhecidas como Duty Free).

Joaquim Lira estará convidando os empresários de Brasiléia, Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul, para que vejam pessoalmente as mudanças em Guajará Mirim - Foto: Arquivo
Joaquim Lira estará convidando os empresários de Brasiléia, Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul, para que vejam pessoalmente as mudanças em Guajará Mirim – Foto: Arquivo

Resumindo, quem se habilitar em abrir um balcão de negócios na cidade, receberá os benefícios dos impostos federais e estaduais, como isenção de ICMS que causará o barateamento das mercadorias, aumento de divisas, turismo, possibilitando o desenvolvimento ao Município e criação de novos postos de emprego para muitos.

Essa luta já vem sendo debatida ha tempos na fronteira do Acre. Atualmente, o empresário Joaquim Lira, que esteve recentemente no Estado do Rondônia para acompanhar essas mudanças de perto, comprovou in-loco, os benefícios que estão sendo implantados ao povo de Guajará Mirim, que está virando um novo ‘eldorado’.

Da mesma forma, o empresário espera que os atuais políticos do estado do Acre, tomem como exemplo o que foi feito no munícipio vizinho, e acredita que é a única solução para o comércio decadente da fronteira. Tudo só depende da boa vontade política.

Segundo ele, caso algo não seja feito imediatamente, essas áreas de livre comércio do Acre sofreram grande prejuízos podendo levar seus comerciantes a falência. Disse ainda que estará convidando os empresários de Brasiléia, Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul, para que vejam pessoalmente as mudanças em Guajará Mirim.

Matéria relacionada:

GOVERNO LEGALIZA ISENÇÃO DE ICMS EM GUAJARÁ MIRIM E CRIA ÁREA DE LIVRE COMÉRCIO EM RO

 Governador assina lei que isenta comércio de Guajará de pagar ICMS  -  Foto: Assessoria/Decom/RO
Governador assina lei que isenta comércio de Guajará de pagar ICMS – Foto: Assessoria/Decom/RO

 

Comentários