O governo de Gladson Cameli recebeu em suas contas nesta quinta-feira, 10, os repasses da primeira cota do mês de janeiro dos Fundos de Participação dos Estados (FPE) e de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). No total, o primeiro repasse decendial é de R$ 127 milhões, sendo R$ 102 milhões do FPE e R$ 25 milhões do Fundeb, que é verba carimbada para educação.

Os repasses do primeiro dia 10 de 2019 já são superiores ao do mesmo período do ano passado, em que o Acre recebeu R$ 106 milhões, sendo R$ 85 milhões de FPE e R$ 21 milhões de Fundeb.

Apesar do cenário de crise econômica nacional e o Estado passando por dificuldades para honrar compromissos com servidores e fornecedores, 2019 pode ser um ano em que o governo do Acre, poderá receber R$ 3,3 bilhões de repasses federais oriundos dos Fundos de Participação dos Estados (FPE) e de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). A projeção é confirmada através do Boletim do Tesouro Nacional divulgado nesta semana ao qual o ac24horas teve acesso.

O valor consolidado de verbas repassadas ao Estado em 2018 foi de R$ 2,4 bilhões de FPE e R$ 644 milhões de recursos carimbados para educação, sendo cerca de R$ 40 milhões a menos que projeção do Tesouro do repasse do Fundeb. De acordo com o Tesouro Nacional, os valores repassados do Fundeb correspondem a 20% do valor total do Fundo de Participação do Estados.

Além do FPE (que não vem carimbado) e do FUNDEB (carimbado para a educação), o Estado ainda recebe transferências obrigatórias da União que são carimbadas para a Saúde, o Sistema Penitenciário, Assistência Social e a Segurança Pública, além das transferências voluntárias dos ministérios em razão de convênios e contratos de repasse.

Comentários