Governo gasta R$ 118 mil para reformar casa de Chico Mendes; “Após 30 anos, Chico continua dando prejuízo ao Acre”, diz deputado

Jairo Carvalho afirmou que considera R$ 118 mil uma quantia muito alta para ser gasta em uma obra que ele considera tão pequena

O líder do PSD na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Jairo Carvalho, afirmou durante a sessão desta quinta-feira (16) que mesmo após quase 30 anos da morte do ambientalista Chico Mendes ele continua causando prejuízo ao Acre.

Jairo afirmou que considera absurdo que tenham sido gastos R$ 118 mil para concluir a pintura do Museu Chico Mendes, que funciona em uma casa 6 x 8 metros onde morou o ambientalista assassinado em 1988.

Sem explicar em que Chico Mendes causou prejuízo ao Acre, Jairo Carvalho foi irônico ao dizer que se soubessem (representantes do governo) em que lugar do além está o “finado” levariam dinheiro para lá.

“Chico Mendes continua causando prejuízo. Ainda bem que não descobriram em que lugar do além está o Chico Mendes senão iriam levar dinheiro para fazer algo por ele lá também”, frisou.

Jairo Carvalho afirmou que considera R$ 118 mil uma quantia muito alta para ser gasta em uma obra que ele considera tão pequena.

“Só fizeram pintar a casa, nem a cerca eles pintaram. Talvez se tivesse mais R$ 30 mil teria dado para pintar tudo. Isso é um absurdo que se gaste o dinheiro público dessa forma”, diz.

O líder do governo na Aleac, deputado Daniel Zen (PT), defendeu a importância história do líder sindical Chico Mendes e frisou que o responsável pela reforma é o governo federal.

“A importância da casa do Chico Mendes é importante e o governo federal Michel Temer, ao qual faço oposição, agiu certo em reformar o Museu. Não foi apenas uma pintura, foi uma restauração”, diz.

Comentários