No que diz respeito à dívida direta, contraída através de operações de crédito, o estado deve desembolsar até dezembro deste ano R$ 223.328.504,44

O governador Gladson Cameli esteve reunido na manhã desta quinta-feira, 10, com a equipe econômica para discutir os pagamentos das dívidas que o estado do Acre herdou das gestões do Partido dos Trabalhadores (PT), que somam atualmente, para os três últimos meses do ano de 2019, R$ 384.254.462,64 (Trezentos e oitenta e quatro milhões, duzentos e cinquenta e quatro mil, quatrocentos e sessenta e dois reais e sessenta e quatro centavos).

No que diz respeito à dívida direta, contraída através de operações de crédito, o estado deve desembolsar até dezembro deste ano R$ 223.328.504,44 (Duzentos e vinte e três milhões, trezentos e vinte oito mil, quinhentos e quatro reais e quarenta e quatro centavos).

Os pagamentos continuarão sendo feitos de maneira parcelada sendo R$ 52.721.099,92 (Cinquenta e dois milhões, setecentos e vinte e um mil, noventa e nove reais e noventa e dois centavos) em outubro.

No mês de novembro serão pagos R$ 70.720.790,79 (Setenta milhões, setecentos e vinte mil, setecentos e noventa reais e setenta e nove centavos). Em dezembro serão pagos R$ 99.886.613,73 (Noventa e nove milhões, oitocentos e oitenta e seis mil, seiscentos e treze reais e setenta e três centavos).

O débito previdenciário soma R$ 2.531.324,42 (Dois milhões, quinhentos e trinta e um mil, trezentos e vinte quatro reais e quarenta e dois centavos). O déficit previdenciário do Estado está atualmente no patamar de R$ 45 milhões. Em janeiro, quando Cameli assumiu o governo do Acre, a dívida era de R$ 40 milhões.

Serão pagos neste mês de outubro R$ 844.668,37 (Oitocentos e quarenta e quatro mil, seiscentos e sessenta e oito reais e trinta e sete centavos). Em novembro, o pagamento será de R$ 841.659,05 (Oitocentos e quarenta e um mil, seiscentos e cinquenta e nove reais e cinco centavos). No mês de dezembro o desembolso será de R$ 845.000,00 (oitocentos e quarenta e cinco mil reais).

O duodécimo, ou seja, os valores repassados pelo Poder Executivo para os poderes Judiciário e Legislativo somam R$ 158.394.633,78 (Cento e cinquenta e oito milhões, trezentos e noventa e quatro reais, seiscentos e trinta e três reais e setenta e oito centavos).

Serão pagos em outubro R$ 52.798.211,26 (Cinquenta e dois milhões, setecentos e noventa e oito mil, duzentos e onze reais e vinte e seis centavos). Nos meses de novembro e dezembro, o estado repassará aos Poderes parcelas no mesmo valor de R$ 52.798.211,26 (Cinquenta e dois milhões, setecentos e noventa e oito mil, duzentos e onze reais e vinte e seis centavos), respectivamente.

O governador está trabalhando no sentido de renegociar essas dívidas afim de que o Poder Executivo tenha como realizar novos investimentos em vários setores do estado.

Comentários