Grupo de teatro da Escola KJK, faz apresentação para os alunos da Escola Belo Povir

Fonte: noticiadafronteira Na tarde desta quarta-feira, dia 19 de junho, um grupo de teatro do 3º ano C, matutino da Escola Estadual de Ensino Médio Kairala José Kairala, coordenado pela professora Ana Paula Modesto, apresentou uma peça teatral abordando o bullyng. A iniciativa é do...

0

100_2057

Fonte: noticiadafronteira

Na tarde desta quarta-feira, dia 19 de junho, um grupo de teatro do 3º ano C, matutino da Escola Estadual de Ensino Médio Kairala José Kairala, coordenado pela professora Ana Paula Modesto, apresentou uma peça teatral abordando o bullyng. A iniciativa é do 10º batalhão de Brasileia que visa a diminuição de ocorrência nas escolas. O Comandante Capitão Estene Barbosa, afirmou que já diminuiu quase 100% as ocorrências policiais, devido esse trabalho educativo que acontece através da polícia militar com apoio das escolas.

Bullying é uma situação caracterizada por atos agressivos verbais ou físicos de maneira repetitiva por parte de um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo inglês refere-se ao verbo “ameaçar, intimidar”.

Grande parte das pessoas confunde ou tende a interpretar o bullying simplesmente como a prática de atribuir apelidos pejorativos às pessoas, associando a prática exclusivamente com o contexto escolar. No entanto, tal conceito é mais amplo. O bullying é algo agressivo e negativo, executado repetidamente e ocorre quando há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas. Desta forma, este comportamento pode ocorrer em vários ambientes, além da escola: em universidades, no trabalho ou até mesmo entre vizinhos.

Basicamente, a prática do bullying se concentra na combinação entre a intimidação e a humilhação das pessoas, geralmente mais acomodadas, passivas ou que não possuem condições de exercer o poder sobre alguém ou sobre um grupo. Em outras palavras, é uma forma de abuso psicológico, físico e social.

No ambiente de trabalho, a intimidação regular e persistente que atinge a integridade e a confiança da vítima é caracterizada como bullying. Entre vizinhos, tal prática é identificada quando alguns moradores possuem atitudes propositais e sistemáticas com o fim de atrapalhar e incomodar os outros.

Falando especificamente do ambiente escolar, grande parte das agressões é psicológica, ocasionada principalmente pelo uso negativo de apelidos e expressões pejorativas criados para humilhar os colegas. O papel da escola é informar aos professores e alunos o que é e deixar claro que o estabelecimento não admitirá a prática – “prevenir é o melhor remédio”. A atuação dos professores também é fundamental. Há uma série de atividades que podem ser feitas em sala de aula para falar desse problema com os alunos. Pode ser tema de redação, de pesquisa, teatro etc. É só usar a criatividade para tratar do assunto.

Comentários

Assuntos desta notícia