Guerra entre facções pode ser ligação entre tentativa e dois homicídios na fronteira

Dois assassinatos e uma tentativa forma registradas em menos de uma semana

0
Jhemes foi executado com sete tiros na manhã deste sábado, dia 14.

Duas situações estão sendo investigadas pelas autoridades de Brasiléia, onde dão conta de uma tentativa de homicídio ocorrida na noite desta sexta-feira, dia 13. O jovem Marcelo Gomes de Souza, de 19 anos, deu entrada no hospital de Brasiléia trazido por terceiros, após ser atingido ao menos quatros vezes por arma branca (faca).

O acusado está sendo procurado pelas autoridades, mas seu nome ainda não foi divulgado para que as investigações não sejam atrapalhadas. Marcelo foi atingido duas vezes na região do abdômen, uma nas costas, no braço direito e superficialmente no rosto.

Seu estado de saúde foi considerado grave, sendo necessário sua transferência para a capital em caráter de urgência. O hospital de Brasileia estaria novidades sobre seu estado clínico a qualquer momento.

Vítima tinha a frase nas costas: “Dizem que não rezo pela alma de meus inimigos. Mentira, rezo que queime no inferno”.

Na na manhã deste sábado, o Ciosp foi acionado pelo número de emergência (190), dando conta de um homicídio no Bairro Leonardo Barbosa. Uma equipe foi acionada por volta das 8h10 até o local, onde encontraram o corpo de Jhemes Pereira Lira (28).

Foi verificado que ao menos sete perfurações foram encontradas pelo seu corpo. Todos os tiros foram disparados por uma pistola 9mm, mesmo calibre que da que tirou a vida de Francisco Pereira de Souza (39), assassinado na noite do dia 9 passado no mesmo bairro.

As primeiras informações levam crer que os executores possam ser os mesmos, já que estavam que estavam numa moto e utilizaram arma do mesmo calibre. As autoridades acreditam que esteja acontecendo um acerto entre as facções do Comando Vermelho e bonde dos 13, entre Brasiléia e Epitaciolândia.

Todos os pertences da vítima foram encontrados junto ao corpo. A carteira com dinheiro e os documentos, além da bicicleta, o que deixa evidente de que foi uma execução planejada. O corpo de Jhemes foi levado ao IML na Capital, para perícia técnica e seria liberado logo em seguida aos familiares.

Mais informações a qualquer momento.

Matéria relacionada:

Homem é morto a tiros em bairro de Brasiléia em possível acerto de contas entre facções

 

Comentários

Assuntos desta notícia