Conecte-se conosco

Flash

Há 29 anos, família Almeida e o Acre choravam pela morte do Governador Edmundo Pinto

Publicado

em

O crime que parou e chocou o estado, segue com a narrativa de controvérsias e mistérios

Wanglézio Braga, Especial para o Acre News/ Foto: Arquivo Pessoal de Rodrigo Pinto

A família Almeida-Pinto continua enlutada. O Acre ainda almeja o desfecho de um crime que chocou desde o cidadão mais comum ao aristocrata. Há 29 anos, o advogado e Governador Edmundo Pinto de Almeida Neto, foi assassinado, bem próximo de completar 40 anos de idade. O Acre News relembra breves aspectos dessa triste história que parou e chocou o estado, que virou manchetes de jornais do país, serviu como objeto de estudo de investigadores renomados, de documentário na Netflix, porém, sem responder a infinitas indagações.

UM DOMINGO DE CHORO

Era manhã de domingo – 17 de maio de 1992-, Edmundo Pinto descansava num quarto de hotel onde posteriormente se encontraria com diretores da construtora Norberto Odebrecht. A pauta do encontro foi averiguar denúncias de que o então ministro do Trabalho, Antônio Rogério Magri, havia recebido a quantia de US$ 30 mil dólares para superfaturar a construção de um canal na capital acreana. Antes disso, porém, Edmundo também se preparava para comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Congresso Nacional que investigaria supostos atos de corrupção em verbas, leia-se malversação, para a construção do que chamamos hoje de “Parque da Maternidade”.

O relógio marcava pouco mais de 5h30m, três homens invadiram o apartamento 704 do Hotel luxuoso Dell Volpe Garden, centro de São Paulo (SP), atiraram por três vezes, dois tiros acertaram o executivo que ainda tentou se defender, mas sem chances. Edmundo morreu.

INVESTIGAÇÕES, CPI’S

Pinto tornou-se alvo ainda da CPI da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) e com uma morte precoce, cruel, coube ao Congresso iniciar também uma investigação paralela para apurar a causa central do assassinato. A grande maioria já prognosticava durante a “CPI da Pistolagem”: Foi sob encomenda. O deputado e relator da CPI à época, Edmundo Galdino, bem que palpitou, mas o entendimento da Polícia e do Judiciário de São Paulo, narraram outra tese: Latrocínio (Roubo seguido de morte).

LATROCÍNIO?

Para chegar a hipóteses de latrocínio, a Polícia paulistana investigou que os criminosos roubaram Cr$ 500 mil cruzeiros do apartamento que o governador ocupava no hotel. Os mesmos criminosos teriam roubado US$ 1.500 dólares de John Franklin Jones, hóspede do apartamento 714 e funcionário do banco norte-americano Northeast. Jones acabou sendo chamado para depor. “Três mulatos”, como ele classificou, teriam entrado nas dependências do hotel. Posteriormente, os acusados foram presos. Um deles foi chamado para depor no Congresso, Gilson José dos Santos, informou que recebeu dinheiro para cometer o crime.

CRIME POLÍTICO?

Em 1993, o governador de São Paulo, à época, Luís Antônio Fleury Filho mandou reabrir o inquérito a pedido da viúva, Fátima Barbosa e da bancada acreana no Senado. Por hora, a tese de crime político reacendeu sobre o caso.

Em um documentário de uma plataforma internacional, o filho de Edmundo, Rodrigo Pinto, que tinha apenas 12 anos quando o pai foi assassinado, deu detalhes do que se lembra à época. Ele citou que o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou violência e sinais de tortura no corpo do governador acreano. “Embalsamaram o corpo do meu pai, blindaram o corpo dele, impossibilitando que víssemos as atrocidades que fizeram com ele”, descreveu Rodrigo.

Edmundo Pinto deixou Fátima Barbosa de Almeida, viúva, e três filhos: Rodrigo, Pedro e Nuana.

VITÓRIA DE EDMUNDO SOBRE JORGE

O bom desempenho de Edmundo Pinto no legislativo chancelou o credenciamento à disputa do Governo. A homologação do seu nome na convenção do PSD, em 1990, possibilitou a disputa contra Jorge Viana (PT). Edmundo obteve a primeira colocação no 1° turno e respectivamente no 2° turno. Pinto foi eleito com quase 72 mil votos, sendo o 12° governador eleito do Acre. Ele foi o único candidato do PSD, candidato ao cargo entre os estados. De fato, ele assumiu o Palácio Rio Branco no dia 15 de março de 1991. Antes dele, Flaviano Melo era governador.

UM GOVERNO ‘METEÓRICO’

O Governo Edmundo Pinto não foi marcado apenas por questões políticas ou da tragédia em si. Enquanto esteve no comando do executivo, Edmundo assinou a emancipação de 11 municípios, criou o Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE), concluiu o asfaltamento da BR-364 (Rio Branco – Porto Velho), deu início ao Aeroporto Internacional de Rio Branco, investiu em nas estações de tratamento de Esgoto e inaugurou e expediu obras em Escolas Públicas.

MEMÓRIA VIVA

Nas redes sociais, existem perfis que relembram a trajetória política e de vida de Edmundo Pinto. Um dos editores da página no Facebook – Edmundo Pinto – é o próprio ex-vereador de Rio Branco, Rodrigo Pinto, que vive atualmente no exterior. Recentemente, alguns registros únicos do governador foram republicados no espaço, que é um memorial.

Concluindo esse resgate histórico, tomamos a iniciativa para republicar uma legenda inserida em uma das fotos de Edmundo Pinto ao desembarcar de um avião, e que resume muito bem todo o caso: “O grande erro do Edmundo, foi confiar demais. Ele fazia questão de estar presente com o povo sem segurança, fazer caminhadas, viajar como uma pessoa comum. Na noite do seu assassinato, ele foi ao shopping assistir um filme e voltou para o Hotel onde foi assassinado”.

Comentários

Flash

Adolescentes tentam fuga durante apresentação de teatro e ferem agente do ISE na cabeça

Publicado

em

Por Leônidas Badaró

Oito menores internados no Instituto Socioeducativo Aquiry, localizado na Apolônio Sales, tentaram uma fuga da unidade na manhã desta terça-feira, 5, que terminou com um agente ferido na cabeça.

De acordo com as informações obtidas pelo ac24horas, os jovens infratores aproveitaram uma atividade de teatro realizada no espaço onde é o refeitório e tentaram fugir fazendo uma servidora de refém. A ação rápida dos agentes socioeducativos impediu que a fuga fosse concretizada.

O caos foi grande durante a confusão com cadeiras sendo arremessadas e quebradas, pedaços de estoque (arma artesanal) e confronto entre agentes e os adolescentes. Um agente recebeu um golpe na cabeça com uma cadeira onde abriu um corte profundo. O profissional, que não teve o nome revelado, foi levado para o pronto-socorro.

O ac24horas conversou com o Cel PM Mário César Freitas, presidente do ISE, que mesmo afastado se recuperando da Covid-19, deu explicações. “Foram oito adolescentes que tentaram a rebelião. Nossos agentes agiram rápido, mas infelizmente, um foi ferido com um corte na cabeça. Foi levado ao PS e graças a Deus, não houve nenhum trauma, apenas o corte no couro cabeludo. Todos os 8 foram levados para a delegacia, depois vão passar pelo IML e todos os demais procedimentos”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Flash

Limites da reserva Chico Mendes será reduzida caso PL 6024 seja aprovada

Publicado

em

O Projeto de Lei Nº 6024 que visa a alteração dos limites da Reserva Extrativista Chico Mendes, localizada nos municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Capixaba, Epitaciolândia, Rio Branco e Sena Madureira, no Estado do Acre e modifica a categoria do Parque Nacional da Serra do Divisor, é de autoria da Deputada Federal Mara Rocha – PSDBAC e tem movimentado muitos debates de populares do estado desde 2019, ano em que o projeto entrou em tramite.

A reserva Chico Mendes foi criada em 1990 em homenagem ao seringueiro Chico Mendes que na noite de 22 de dezembro de 1988, foi executado a tiros na porta dos fundos de sua casa, em Xapuri. O assassinato reverberou em todo o mundo, levando o governo brasileiro a tomar medidas para prender os assassinos e reconhecer a importância da luta dos seringueiros.

Ate o presente momento, o projeto segue aguardando Parecer do Relator na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) e já esta aprovado as audiências para debater o projeto.

O Deputado Leo de Brito disse ao Jornal Oaltoacre.com que é contra o projeto e o mesmo pode ser considerado uma afronta aos residentes da reserva.

Já alguns moradores da reserva se mostraram favorável ao projeto, pôs, segundo eles, o projeto pode facilitar a produção da agropecuária e criação de bovinos na região, uma vez que moradores da reserva são limitados em suas produções por se tratar de uma reserva. O problema ainda não debatido, é que se caso o projeto seja aprovado, antigos moradores daquelas regiões poderá reivindicar suas terras novamente causando conflito com os moradores atuais já que antes das terras se tornar reserva, pertenciam a alguém.

Audiências púbicas já foram realizadas nos poderes legislativos dos municípios de Assis Brasil, Epitaciolândia e Xapuri para debater sobre o assunto, movimentos contrários e favoráveis ao projeto segue em debate até o momento da votação.

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Autoridades policiais investigam tentativa de homicídio ocorrido em Epitaciolândia

Publicado

em

Na noite do dia 2 (Sábado), um jovem de 17 anos sofreu uma tentativa de homicídio Rua Raimundo Ribeiro, localizada no Bairro Vila Vitória por volta das 20 horas. Sem alvejado por cerca de quatro disparos efetuados possivelmente de uma pistola automática.

Segundo foi levantado pelas autoridades policiais que já estão investigando o caso, o jovem deu entrada no hospital Raimundo Chaar em Brasiléia, após ser encontrado por terceiros com vários ferimentos que acionaram os socorristas do Corpo de Bombeiros.

O jovem foi baleado quatro vezes; sendo dois disparos na perna esquerda, um no abdômen, um na mão esquerda e outro na mão direita. No dia, foram acionadas guarnições da Polícia Militar, Civil e até da PRF até o local.

Foi registro no Boletim de Ocorrência (B.O.) que, o jovem teria sido abordado por um casal quando caminha pela rua. O homem suspeito teria sacado da arma e efetuado os disparos e em seguida, saíram caminhando rumo a passarela que dá acesso a avenida Santos Dumont, tomando rumo ignorado.

O jovem foi encaminhado para o hospital, onde recebeu os primeiros socorros, sendo transferido para a capital, onde passaria por cirurgia e se encontra até esta terça-feira, dia 5. Seu estado de saúde atual não foi comunicado e o caso se encontra em aberto.

Mais informações a qualquer momento.

Comentários

Continue lendo

Em alta