Dois projéteis acertaram José Kairala, senador do PSD do Acre, que morreu no hospital

O portal nacional Yahoo, publicou uma reportagem na sua edição desta quarta-feira (05), relembrando o assassinato do senador acreano, José Kairala, do PSD.

Collor, ainda criança, com o pai, Arnon de Mello, em evento político/Foto: Reprodução

O assassino era pai do ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello, o senador alagoano Arnon de Mello. O crime ocorreu no dia 4 de dezembro de 1963, no Congresso em Brasília durante uma sessão.

Momento da discussão/Foto: Reprodução

Kairala, de 39 anos, substituía José Guiomard, do mesmo partido. Eram suas últimas horas como senador e devolveria o cargo no dia seguinte ao titular. Ele foi baleado no abdômen na frente do filho pequeno, da esposa e da mãe, que o prestigiavam no último dia de trabalho. Embora tenha sido socorrido, Kairala morreu no mesmo dia, poucas horas depois. Confira a reportagem completa clicando AQUI.

Por SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

Comentários