Conecte-se conosco

Cotidiano

Hamilton dedica vitória em São Paulo a Senna e ao Brasil

Publicado

em

Nas redes sociais, piloto britânico publica foto com a bandeira brasileira e gesto em homenagem ao ídolo

Lewis Hamilton jamais escondeu a admiração por Ayrton Senna. Neste domingo, o heptacampeão mundial teve a chance de manifestar essa idolatria em ação, e o lugar não poderia ser diferente. Após uma vitória épica no Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1, em que largou em décimo lugar após sofrer punição e deixou para trás o principal rival da temporada, Max Verstappen, o piloto britânico ergueu a bandeira do Brasil e incendiou a torcida com um gesto eternizado pelo ídolo brasileiro. Depois da corrida, ele não teve dúvidas ao dedicar a conquista.

Lewis Hamilton comemora a vitória no GP de São Paulo repetindo o tradicional gesto de Ayrton Senna — Foto: Buda Mendes/Getty Images

Nas redes sociais, Hamilton publicou uma foto com o momento em que ergueu a bandeira brasileira após a bandeirada em Interlagos, e deixou uma mensagem: “Por Senna. Pelo Brasil”, em inglês.

Depois da vitória, o piloto britânico ainda mostrou o capacete utilizado especialmente para a etapa de São Paulo, onde também fez questão de homenagear Senna e o Brasil. O troféu erguido neste domingo, no entanto, não é a única lembrança que o piloto britânico levará do final de semana. Isso porque ele sofreu duas punições na fase classificatória, que acarretaram em perda de posições na etapa. Revigorado com o triunfo, ele não escondeu a satisfação pelo resultado.

– Viemos para uma pista na qual perdemos em 2019, antecipamos que faria muito calor mas, por alguma razão, o carro funcionou de forma fantástica. Todo fim de semana eu tento colocar o carro no lugar em que desejamos, só que eles (RBR) estavam muito à frente na última etapa (no México). Fiquei muito surpreso porque estávamos tão perto e quando eu passei Max, eu ainda tinha pneus, então continuei. Foi estranho, não é normal mesmo. Mas estou feliz – disse.

Lewis Hamilton mostra ao público as faixas de Ayrton Senna em seu capacete após a vitória em Interlagos — Foto: Clive Mason/F1 via Getty Images

Lewis Hamilton mostra ao público as faixas de Ayrton Senna em seu capacete após a vitória em Interlagos — Foto: Clive Mason/F1 via Getty Images

Ao fim do dia, a Federação Internacional de Automobilismo ainda anunciou uma multa em 5 mil euros a Hamilton, o equivalente a R$ 31 mil. O motivo foi por o piloto ter retirado o cinto de segurança na volta que sucedeu a bandeirada na corrida no Autódromo de Interlagos. Apesar dos percalços, certamente o GP deste domingo ficará na memória do piloto britânico que, com um ídolo em comum com os brasileiros, que gritavam “Senna” das arquibancadas, aprendeu a se apaixonar pelos desafios da velocidade.

 

Comentários

Cotidiano

Juíza libera acusado de matar detento por falta absoluta de provas

Publicado

em

O presidiário Isaías Moreira Lima, que chegou a ser autuado na Delegacia de Flagrante pelo assassinato do colega de cela Raimundo Morais de Souza, de 46 anos, que morreu estrangulado com uma corda artesanal no presídio Francisco d’Oliveira Conde no último domingo, foi liberado pela juíza de plantão durante audiência de custódia.

Segundo a polícia, ele estaria em cumplicidade com Welligton Rodrigues de Souza, no entanto,  a falta de provas dentro dos autos seria a causa de sua liberação.

Isaías foi apresentado na tarde de segunda-feira na Delegacia de Flagrantes com outros sete presos que estavam na cela 25 do Pavilhão A, onde o detento Raimundo Morais foi estrangulado.

No final da audiência, ele e Wellington Rodrigues de Souza foram autuados e indiciados criminalmente pelo crime. Já na manhã desta terça-feira, na audiência de custódia na Cidade da Justiça, ele foi inocentado provisoriamente e liberado por falta de provas.

Contudo, não significa que o mesmo esteja livre da acusação, já que novas investigações serão realizadas pela Polícia Civil.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Presidente da Assembléia Legislativa anuncia reajuste salarial para servidores da casa a partir de janeiro

Publicado

em

Durante entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (8), o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Nicolau Junior anunciou uma reposição salarial para todos os servidores da Casa.

Nicolau destacou que embora ainda não seja possível confirmar o percentual a ser aplicado sobre os salários, o reajuste passa a valer já a partir de janeiro de 2022.
O presidente lembrou que a reposição só foi possível devido às medidas econômicas adotadas por sua gestão à frente do legislativo estadual. Segundo o ele, a mesa diretora aplicou medidas de contenção de despesas com transparência e eficiência na aplicação dos recursos financeiros. Ainda de acordo com Nicolau, hoje a ALEAC atua em consonância com o limite de despesas da Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Fizemos um esforço muito grande para conceder essa reposição salarial aos servidores da casa. Adotamos medidas de austeridade e conseguimos colocar nossa saúde financeira em condições de ofertar esse reajuste. Fico feliz como presidente desse poder em ter condições de anunciar esse presente de natal. A partir de janeiro todos terão o reajuste incorporados aos seus salários, o que considero um grande avanço”, disse Nicolau.

A reposição salarial vai contemplar mais de 450 servidores do legislativo. A última vez que um mesa diretora concedeu reajuste foi em 2014.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com 13 novos casos, Acre tem mais de 88,2 mil infectados pela Covid desde o início da pandemia

Publicado

em

Por

Por Janine Brasil, g1 AC — Rio Branco

Há 15 exames de RT-PCR à espera de análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux — Foto: Odair Leal/Seco

O Acre registrou 13 novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira (8), de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Assim, o número de infectados saiu de 88.241 para 88.254. Nenhuma morte foi registrada, então, o total de vítimas pela doença continua sendo 1.849.

Em todo estado, há oito pacientes internados nos hospitais de referência, dos quais quatro estão com resultado positivo para a doença.

Há, em todo o Acre, 15 exames de RT-PCR à espera de análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Desde o início da pandemia, 86.136 pessoas receberam alta.

O Acre está em contaminação comunitária desde o dia 9 de abril, com uma taxa de incidência de 9.843,8 casos para cada 100 mil habitantes. A taxa de mortalidade em cada 100 mil habitantes é de 206 já a de letalidade – quantidade de mortos dentro dos números confirmados da doença – é de 2%.
Dos 20 leitos disponíveis na rede SUS em todo o Acre, três estão ocupados. Com isso, a taxa de ocupação dos leitos é de 15%. São 10 leitos em Rio Branco e 10 em Cruzeiro do Sul.

Números e mortes

Das 1.849 mortes, 1.077 eram homens e 772 mulheres. Do total de vítimas, 1.229 tinham acima de 60 anos.

Maiores taxas de contaminação a cada 10 mil habitantes:
  • Assis Brasil – 2.425
  • Mâncio Lima – 1.549
  • Xapuri – 1.546
  • Tarauacá – 1.527
  • Santa Rosa – 1.510

 

Comentários

Continue lendo

Em alta