Conecte-se conosco

Cotidiano

Hamilton descarta aposentadoria da F1 e quer voltar a vencer

Publicado

em

Saída de Vettel, rival e amigo da categoria, não motiva heptacampeão a tomar mesma decisão; piloto da Mercedes ainda quer brigar por conquistas e diversidade no esporte

À luz da aposentadoria de Sebastian Vettel ao fim deste ano e o contrato de múltiplos anos de Fernando Alonso com a Aston Martin para 2023, Lewis Hamilton, hoje piloto mais experiente da F1 ao lado dos rivais, também reassegurou sua permanência na categoria. Na próxima temporada, quando completará 38 anos, o heptacampeão será ao lado de Alonso (42) o piloto mais experiente do grid.

– O mais provável é que, mesmo se eu parar agora, ainda terei combustível no tanque. E não irei me aposentar até que eu esteja completamente esgotado e não tenha mais nada a oferecer – garantiu.

Lewis Hamilton foi segundo colocado no GP da Hungria, vencido por Max Verstappen; heptacampeão conquistou sexto pódio de 2022 — Foto: Marco Canoniero/LightRocket via Getty Images

O anúncio do fim da carreira de Vettel veio há duas semanas, às vésperas do GP da Hungria. O alemão de 35 anos da Aston Martin, dono de quatro títulos, 53 vitórias e 122 pódios, quer se dedicar à família – além de começar a perceber incompatibilidade em seu estilo de vida com o ativismo pelo meio ambiente. Vettel disputa sua 15ª e última temporada na F1.

Apenas quatro dias depois, Alonso foi anunciado como seu substituto na equipe. O bicampeão deixará a Alpine, que não quis lhe oferecer uma renovação de mais de um ano por temer sua potencial queda de rendimento devido à idadee a obrigação contratual com o reserva Oscar Piastri.

Hamilton tem contrato com a Mercedes até o fim de 2023, renovado ainda em 2021. O heptacampeão, que disputa neste ano sua 16ª temporada na categoria, lidera hoje a atual octacampeã de construtores como terceira força do campeonato, superando um começo de ano complicado.

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel no GP da Áustria da F1, em 2022 — Foto: Adam Pretty - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel no GP da Áustria da F1, em 2022 — Foto: Adam Pretty – Formula 1/Formula 1 via Getty Images

Ao lado do novo companheiro de equipe – e menos experiente – George Russell, que deu à partida em 2022 com melhores resultados, Hamilton deu suporte à equipe alemã no desenvolvimento do W13, carro da temporada, disponibilizando-se para carregar sensores, avaliar dados e testar ajustes.

Com mudanças bem sucedidas, o heptacampeão voltou a focar em seu desempenho e hoje soma seis pódios até aqui, cinco deles consecutivamente desde o GP do Canadá, em junho.

– Não estou realmente pensando nisso. Ainda penso em como melhorar esse carro; quais são os passos que preciso dar para que esse time volte a vencer. Qual o roteiro para ganhar outro campeonato? O que precisamos fazer para que todos neste esporte comecem a refletir sobre o trabalho que tentamos fazer sobre diversidade? Ainda estou lutando por essas coisas e ainda sinto que tenho muito o que fazer – explicou Hamilton.

Lewis Hamilton e George Russell se abraçam após mais um pódio duplo da Mercedes em 2022; dupla equipara experiência e jovialidade na equipe alema — Foto: Remko de Waal/ANP via Getty Images

Quando o ano virar, apenas ele e Alonso serão os únicos a terem conhecido uma F1 diferente nos primeiros anos do milênio – o espanhol debutou em 2001 e Hamilton, em 2007. E o piloto da Mercedes deu mostras de que ainda pretende permanecer ativo por mais tempo que seu contemporâneo no grid.

– É um lembrete de que estou naquela fase da minha carreira em que as pessoas com as quais estreei e corri por tanto tempo começarão a para. Antes que percebamos, Fernando também não estará mais aqui e então eu serei o mais velho – desabafou o heptacampeão.

Hamilton ocupa a sexta colocação no Mundial com 146 pontos, 12 a menos que Russell, em quarto. A dupla retorna daqui a três semanas após as férias de verão da F1 em 28 de agosto, no GP da Bélgica.

Comentários

Cotidiano

Cartola 2022: confiança no Palmeiras faz são-paulino faturar R$ 5 mil na Liga Premiada Méliuz em setembro

Publicado

em

Por

Regularidade do líder do campeonato ajuda Erivan Plácido a somar 404.20 pontos e conquistar o caneco do último mês. “Cartola não dá para jogar com o coração”.

Dentro de campo, são poucas as vezes em que um clube rival direto, da mesma cidade, dá alegria a um torcedor. Mas, no Cartola, fez o cartoleiro Erivan Plácido ganhar um vale-compras de R$5.000,00. O são-paulino de Carapicuíba, na Grande São Paulo, acreditou na regularidade do líder Palmeiras, fez 404.20 pontos e foi o grande campeão de setembro da Liga Premiada Méliuz.

Erivan Plácido, campeão de setembro da Liga Premiada Méliuz — Foto: Acervo

Erivan Plácido, campeão de setembro da Liga Premiada Méliuz — Foto: Acervo

O comandante do “TI CAPISFC” é conferente em logística. Nessa profissão, é preciso verificar, separar produtos e outros materiais de modo eficiente para clientes. Então é possível afirmar que, nessa campanha rumo ao título do mês na Liga Premiada Méliuz, Erivan também fez esse pente-fino, ao escalar as melhores opções em campo. E na hora de escolher, o são-paulino não teve dúvida:

– Palmeiras é o líder, só perdeu dois jogos em casa. Não perde fora. É uma escolha que sempre está junto comigo, principalmente Scarpa e Murilo.

Scarpa foi o titular em todas as escalações de setembro, da rodada 25 até a 28. Murilo foi ausência apenas na 25, por ter sido poupado contra o Bragantino antes da partida de volta da semifinal da Libertadores contra o Athletico Paranaense. Em 18 vezes, nomes dos Palmeiras foram alçados ao time titular no “TI CAPISFC” em setembro, seguido pelo Fluminense, em 8.

Cartola: Murilo brilha nos desarmes, faz gol e é o maior pontuador da rodada #28

Cartola: Murilo brilha nos desarmes, faz gol e é o maior pontuador da rodada #28

Na rodada 28, a última de setembro, aconteceu a definição do título para Erivan. E a vitória veio graças à atuação do zagueiro palmeirense. Contra o Atlético-MG, Murilo fez 21.70 e foi o maior pontuador não só da rodada, mas também entre os titulares do “TI CAPISFC” (veja os lances de Murilo no vídeo acima).

Escalação do "TI CAPISFC" na rodada #28 — Foto: Reprodução

Escalação do “TI CAPISFC” na rodada #28 — Foto: Reprodução

Pela primeira vez no mês, o cartoleiro conseguiu a pontuação de três dígitos, com 137.77. Enquanto isso, o segundo colocado da Liga Premiada Méliuz não havia escalado Murilo na rodada 28 e fez 120.77 pontos. Aí foi só partir para o abraço: depois de 5 anos no fantasy game, Erivan foi, pela primeira vez, premiado!

Desempenho do “TI CAPISFC” em setembro

Rodada 25 93.51
Rodada 26 80.50
Rodada 27 92.42
Rodada 28 137.77
Total: 404.20

Liga Premiada Méliuz: saiba como resgatar seu prêmio no Cartola

Liga Premiada Méliuz: saiba como resgatar seu prêmio no Cartola

Liga Premiada Méliuz: saiba como resgatar seu prêmio no Cartola

Antes restritas aos usuários PRO, as premiações agora serão abertas a todos os usuários, com parceria com o Méliuz. Tanto os cartoleiros free quanto os PRO terão as mesmas chances de ganhar os prêmios. E para participar é muito simples: basta entrar na Liga Premiada Méliuz, preencher os dados, ler e aceitar os termos da promoção. Depois disso é só escalar seu time toda rodada e mitar!

Não fique de fora! Se liga nos detalhes para entrar na Liga Premiada Méliuz:

  • É preciso complementar o cadastro na sua conta Globo com data de nascimento, CPF e celular (caso você já não tenha fornecido anteriormente).
  • Cada usuário só pode ter 1 time participando na premiação (CPF e celular único)
  • Cada usuário só pode ganhar 1x por rodada em cada dinâmica de premiação
  • A participação na Liga é exclusiva para maiores de 18 anos.

Serão premiados os 100 melhores da rodada, o melhor do mês, os 5 melhores de cada turno e os 10 melhores da temporada.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Campeonato Acreano de Futsal tem 2º turno neste fim de semana, no interior; início nesta sexta

Publicado

em

Jogos serão no ginásio Álvaro da Silva Mota, em Xapuri. Nesta sexta-feira, campeão do 1º turno, Rivera enfrenta Atlético Xapuriense e Fluminense da Bahia enfrenta Juventus Feijó

O segundo turno do Campeonato Acreano de Futsal Série A será disputado neste fim de semana, no município de Xapuri, no interior do estado. A primeira rodada será realizada nesta sexta-feira (7), com duas partidas. Todos os jogos serão no ginásio Álvaro da Silva Mota.

Campeão acreano de futsal será conhecido neste fim de semana — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Campeão acreano de futsal será conhecido neste fim de semana — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Às 18h, o Rivera, campeão do primeiro turno, encara os donos da casa, Atlético Xapuriense. Logo depois, às 19h20, o Fluminense da Bahia enfrenta o Juventus Feijó.

A segunda e a terceira rodada serão disputadas neste sábado, durante a tarde e à noite. Apenas os dois primeiros colocados se classificam para a decisão do segundo turno, marcada para domingo (9), às 9h.

Tabela completa do Campeonato Acreano de Futsal da Série A - 2º turno — Foto: Divulgação/Fafs

Tabela completa do Campeonato Acreano de Futsal da Série A – 2º turno — Foto: Divulgação/Fafs

Caso o Rivera conquiste também o segundo turno será declarado campeão estadual. Se outra equipe vencer o segundo turno, o título será definido em jogo único também neste domingo, às 17h, em Xapuri.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

STJD marca julgamento dos expulsos em confusão no Flamengo x Fluminense

Publicado

em

Por

Veja em quais artigos Cebolinha, Marinho, Caio Paulista, Manoel e David Braz foram denunciados

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou para a próxima segunda-feira, às 13h (horário de Brasília), na sede do tribunal no Centro do Rio de Janeiro, o julgamento dos expulsos da confusão no último Fla-Flu, realizado no dia 18 de setembro no Maracanã, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. No clássico, cinco jogadores receberam cartão vermelho: Cebolinha e Marinho, do Flamengo, e Caio Paulista, Manoel e David Braz, do Fluminense.

 

Árbitro Raphael Claus aplicou cinco cartões vermelhos no Fla-Flu — Foto: Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Árbitro Raphael Claus aplicou cinco cartões vermelhos no Fla-Flu — Foto: Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Cebolinha, Marinho, Caio Paulista e Manoel, todos expulsos pelo árbitro Raphael Claus na confusão no final do jogo, foram denunciados pela Procuradoria do STJD no mesmo artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em “praticar ato desleal ou hostil durante a partida, prova ou equivalente”. Se condenados, a pena prevista é de suspensão de uma a três partidas.

Por sua vez, David Braz, expulso pelo árbitro no banco de reservas no início do jogo por reclamação, foi enquadrado no artigo 258 do CBJD, que fala em “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras do Código”. A pena prevista em caso de condenação é de suspensão de uma a seis partidas. Na saída do estádio, o zagueiro tricolor acusou Claus de o perseguir por um episódio ocorrido em 2015.

Central do Apito analisa lances polêmicos do Fla-Flu

Raphael Claus teve atuação polêmica neste Fla-Flu, vencido por 2 a 1 pelo Fluminense. Além das cinco expulsões, três lances tiveram maior destaque. Um pênalti a favor do Fluminense em Cano, assinalado por Claus. E outras duas possíveis penalidades, uma de Manoel em Gabigol e outra de David Luiz em Caio Paulista. Estes, porém, não foram marcados.

Comentários

Continue lendo

Em alta