Pequena cidade de Assis Brasil ainda colhe frutos de más administrações passadas - Foto: Arquivo
Pequena cidade de Assis Brasil ainda colhe frutos de más administrações passadas – Foto: Arquivo

Da redação

A prefeitura da cidade de Assis Brasil, localizada na tríplice fronteira e distante cerca de 350 km da Capital do Acre, teve uma grande surpresa nesta terça-feira, dia 21, quando foi notificada que poderá ficar inadimplente novamente, devido a mal aplicação dos recursos recebido no final do mandato do ex-prefeito Manoel Batista de Araújo (PT).

Tal recurso na época, cerca de R$ 250 mil reais, seriam destinados para construir sete escolas na zona rural. Todas deveriam ter banheiros, refeitórios, poços com bombas e fossas, mas, apenas quatro foram erguidas com apenas 90% de sua estrutura completa e três sequer foram iniciadas.

Ex-prefeitos de Assis Brasil, Manoel Batista e Eliane Gadelha deixaram dívidas e não cumpriram metas em suas gestões
Ex-prefeitos de Assis Brasil, Manoel Batista e Eliane Gadelha deixaram dívidas e não cumpriram metas em suas gestões

Já na administração da ex-prefeita, Maria Eliane Gadelha Cariús (PT) , que deveria entregar as escolas e não o fez, deixou para o atual prefeito, apenas R$ 22 mil reais para que fossem erguidas as escolas restante, o que seria impossível.

Prefeito Humberto Filho, o Betinho, está tentando evitar que o Município venha ser penalizado novamente - Foto: Arquivo
Prefeito Humberto Filho, o Betinho, está tentando evitar que o Município venha ser penalizado novamente – Foto: Arquivo

Para piorar, cerca de R$ 256 mil foram bloqueados dos cofres do Município para que fossem sanadas, dívidas referente ao não pagamento do INSS. Essa dívida também vinha se arrastando das duas administrações passadas e que deixaram de ser pagas.

O prefeito, Humberto filho, se encontra na Capital para tentar negociar um reescalonamento para que não venha mais acontecer o sequestro no Município. A negociação visa o parcelamento, pagamento da dívida e os descontos mensais.

Também está sendo negociado, um meio para que o Município não venha ser penalizado pelo CAUC/SIAF, saindo da inadimplência novamente e possa receber recursos federais através de emendas, que quase estão disponíveis para serem investidos no bem estar dos munícipes.

Comentários