Homem é brutalmente assassinado a golpes de facão em Brasiléia

Vítima não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no hospital de Brasiléia.
Alexandre Lima

Era por volta das 19h40 deste sábado, quando socorristas dos bombeiros chegaram no hospital de Brasiléia, trazendo um homem de 32 anos, identificado como Deurisvan da Silva Ferreira, ferido gravemente e sangrava bastante.

Homem foi encontrado na rua bastante ferido.

Deurisvan foi localizado caído na rua que dá acesso os bairros Leonardo Barbosa e 28 de Maio, já quase sem vida. Mesmo sendo socorrido ao hospital, os ferimentos pelo rosto, cabeça, pescoço, além de perfurações pelo corpo, não resistiu e foi a óbito.

O motivo ainda está sendo apurado, uma vez que a vítima teria um relacionamento conturbado com Elenise Oliveira da Silva (32), que resultava em idas e vindas após discursões e brigas entre o casal.

Nesta noite, Deurisvan foi à casa da ex-companheira e teriam discutido novamente, gerando ameaças de ambas as partes. Foi dito que o filho adolescente da mulher teria saído e voltou com cerca de três amigos, ambos armados com facões (terçados).

A partir daí iniciou uma perseguição pela noite. Infelizmente, o homem foi alcançado e foi golpeados por diversas vezes sem chances de ser salvo. Elenise foi conduzida à delegacia para que fosse ouvida e pudesse dar esclarecimentos às autoridades.

Vítima não resistiu aos ferimentos – Foto: Arquivo pessoal/facebook
Socorristas ainda tentaram salvar a vítima que não resistiu.

Momento após o crime, um menor de 17 foi detido e também foi conduzido à delegacia. Os outros suspeitos estão sendo procurados por homens da Polícia Militar. O corpo da vítima iria esperar o deslocamento de uma equipe do IML para que fosse à Capital, onde será realizado os exames cadavérico e em seguida ser liberado aos parentes.

Mais informações a qualquer momento.

Maioria dos golpes foram dados na cabeça da vítima que não resistiu. Fotos: Alexandre Lima
Um dos golpes acertou a coluna cervical da vítima.
Vários golpes foram na cabeça atingindo o crânio – Foto: Alexandre LIma

 

Comentários