Chegada de ‘Polaco’ na delegacia de Brasiléia e será transferido ao presídio na Capital – Foto: Alexandre Lima
Alexandre Lima

No ano de 2003, Everson Moll foi preso por ter cometido um assassinato na cidade de Acrelândia, onde tirou a vida de um home a golpe de arma branca (faca), que segundo ele, estaria aliciando menores pela cidade.

Por esse crime, foi condenado a 20 anos de reclusão em regime fechado. Cerca de oito anos depois, teria recebido o benefício do regime semiaberto, onde ficou se apresentando para a Justiça, até resolver que não deveria mais aparecer e foi considerado foragido e foi emitido um mandado de busca e prisão, válido até 2031.

Everson foi condenado a 20 anos de reclusão por matar um homem em Acrelândia a golpes de faca – Foto: Alexandre Lima

Perambulando pelo Estado, a cerca de três semanas apareceu na fronteira com o Peru, pelas cidades de Assis Brasil lado brasileiro, Iñapari e Maldonado, no Peru. Neste período, passou a cometer delitos, como ser encontrado com uma arma de brinquedo.

Segundo consta, teria também cometido crimes no lado peruano, onde existe boletins de ocorrência. Diante dos fatos, o mesmo foi detido e ‘puxaram’ sua ficha no Sistema Nacional, onde viram o mandado de prisão em aberto.

Polaco, Gaúcho ou Louro, seja qual for os apelidos registrados, Everson foi detido e transferido para a delegacia de Brasileia, sob escolta de policiais militares do 10º Batalhão, e poderá ser transferido nas próximas horas ao presídio na Capital, onde irá cumprir o restante de sua pena.

Comentários