Francisco foi localizado e detido no ramal do km 84 e será transferido ao presídio na Capital - Foto: Alexandre Lima
Francisco foi localizado e detido no ramal do km 84 e será transferido ao presídio na Capital – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Por volta das 11 horas desta quarta-feira, dia 23, agentes da Polícia Civil de Brasiléia chegaram com Francisco de Assis Bezerra (31), principal acusado de ter usado uma arma branca (faca), para matar Renato da Silva Lira (27) e feriu Francisco das Chagas (28) que ainda se encontra sob observação.

Renato da Silva Lira (27), foi atingido abaixo do peito esquerdo e não resistiu ao ferimento – Foto: Alexandre Lima
Renato da Silva Lira (27), foi atingido abaixo do peito esquerdo e não resistiu ao ferimento – Foto: Alexandre Lima

Durante o final da tarde de terça, havia rumores da prisão do acusado, causando uma pequena aglomeração de parentes e curiosos em frente da delegacia de Brasiléia, na tentativa de ver a chegada de Francisco, mas, somente aconteceu na manhã de hoje.

A ocorrência aconteceu na madrugada de sábado para domingo durante uma festa que aconteceu no Seringal Amapá, distante cerca de 160 km da cidade de Brasiléia, já próximo da divisa com o município de Sena Madureira. A vítima ainda resistiu ao ferimento faltando cerca de 19 km para chegar na cidade, mas foi a óbito.

Desde então, Francisco vinha sendo procurado e foi localizado no ramal, rumo a BR 317 (Estrada do Pacífico), sendo identificado pelo agentes da polícia que realizavam diligencias na tentativa de encontrar o acusado.

Na delegacia, Francisco se defendeu dizendo que agiu em legítima defesa depois que os dois tentaram lhe agredir. O delegado Cristiano Bastos iria ouvir o acusado para concluir o inquérito sobre o caso e pedir a transferência do mesmo ao presídio estadual em Rio Branco.

Matéria relacionada:

Quatro pessoas dão entrada no pronto-socorro em Brasiléia: Um óbito e dois aspiram cuidados

Comentários