Conecte-se conosco

Extra

Indígena que teria 131 anos morre no interior do AC: ‘mais antiga matriarca de todos os territórios do povo Huni kui’

Publicado

em

Certidão de nascimento de Maria Lucimar afirma que ela nasceu em 3 de setembro de 1890, no seringal Porto Rubin, em Feijó. Ela vivia em aldeia e falava pouco português e morreu nesse sábado (21), segundo o neto.

Maria era lúcida e recebia atendimento médico em casa — Foto: Francisco Claudino Junior/Arquivo pessoal

Por Tácita Muniz, g1 AC

O líder indígena Ninawa Huni Kui usou suas redes sociais para informar a morte da sua avó, Maria Lucimar Pereira Kaxinawá, de 131 anos. A indígena, que morava na Aldeia Boca do Grota, no seringal Curralinho, no interior do Acre, tinha documentos que apontavam que ela nasceu em 3 de setembro de 1890.

Na postagem feita em sua rede social, Ninawa diz que ela morreu no sábado (21), mas não deu detalhes do que ocasionou a morte da idosa.

“Maria Lucimar Pereira é uma mulher Huni kui supercentenária brasileira. Seu nome original indígena é Parã Banu Bake Huni Kui, por causa do preconceito, ela teve que registrar-se com um nome aceitável perante o cartório brasileiro. Ela vive no oeste da Amazônia brasileira, estado do Acre, e pertence a mais antiga matriarca de todos os territórios do povo Huni kui no Brasil. É a uma anciã da linhagem da minha família, a última prima irmã do meu grande mestre e formador da minha vida, o meu avô Txaná Ixã Duá Bakê, que veio de uma linhagem de grande chefes hereditárias do meu povo antes da colonização”, disse na postagem.

Ao g1, Ninawa disse que a avó estava passando uma temporada na casa da filha na cidade de Feijó, quando há 4 dias deu sinais de que não estava bem. Ele acredita que ela tenha morrido em decorrência da idade mesmo. Ela deve ser enterrada no cemitério da cidade.

“Todo dia 3 de setembro fazíamos a festa na aldeia que era em comemoração ao seu aniversário, e agora a aldeia vai ficar em luto por um bom tempo”, lamentou.

Ninawa fez o anúncio pelo Facebook neste domingo (22) — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Mulher mais velha do mundo

A história da indígena chegou a ter repercussão nacional em 2011, quando possuía, de acordo com os documentos, 121 anos. A divulgação foi feita pela ONG Survival International, que defende direitos das populações indígenas ao redor do mundo.

Em 2020, o g1 contou também sua história. Pela idade e como vivia na aldeia, ela pouco falava protuguês. Ela era cuidada por um filho, que é o pajé da aldeia, conforme informações do representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) no município, Carlos Brandão.

O g1 tentou falar com os indígenas na época, mas, por conta da localização, não conseguiu contato. O representante da Funai, que acompanha a indígena, falou que a longevidade dela se dava aos hábitos naturais que mantinha.

“Ela só come comida natural, frango assado, macaxeira cozida, peixe muquinhado [assado na palha da bananeira]. Ela ainda coloca linha no buraco da agulha. Ainda anda, conversa na língua indígena e fala um pouco português, algumas palavras”, contou Brandão na época.

Além disso, ele garantiu que Maria Lucimar era lúcida e ainda conta histórias relacionadas ao sofrimento pelo qual passou na juventude e relembra fatos como a chegada dos cearenses e a época em que a borracha ainda era o carro chefe da economia no Acre.

Certidão da indígena mostra que ela nasceu em 1890 — Foto: Pedro Campos, Arquivo pessoal

Francesa é a mais velha, diz Guinness

 

A pessoa mais velha do mundo, reconhecida pelo “Guinness Book”, o Livro dos Recordes, era a japonesa Kane Tanaka, de 119 anos, que morreu no dia 19 de abril deste ano.

Agora, o título passou a ser da freira francesa Lucile Randon, de 118 anos, nascida em 11 de fevereiro de 1904. Embora nenhum órgão oficial atribua o título, a irmã Andrés se tornou a pessoa mais velha e “de longe”, já que é seguida por uma polonesa de 115 anos, disse Laurent Toussaint à Agência France-Presse (AFP).

Aldeia comemorava com muita festa aniversário da matriarca  — Foto: Arquivo pessoal

Aldeia comemorava com muita festa aniversário da matriarca — Foto: Arquivo pessoal

MATÉRIA RELACIONADA:

https://www.oaltoacre.com/documento-mostra-que-indigena-no-ac-tem-129-anos-12-a-mais-que-a-mulher-mais-velha-do-mundo/

Comentários

Extra

Primeira noite de folia no Carnavale 2022 lota centro de Brasiléia

Publicado

em

Pra quem esperava uma noite de estreia fraca, não se arrependeu de ir para o centro da cidade de Brasiléia na primeira noite do Carnavale 2022. A Banda Sandra Melo, DJ Sandro e convidados animaram os foliões que esperavam o retorno do maior carnaval fora de época do interior do Acre.

Carnavale estava parado desde 2020, quando foi decretado a pandemia. As festas foram suspensas deixando saudades para os foliões que esperavam o seu retorno. Mesmo em a atração nacional prevista para esta sexta-feira, a praça ficou lotada, mostrando a prévia do que está por vir no sábado e domingo.

A prefeita Fernanda Hassem esteve presente no camarote, junto de convidados(as) como o senador acreano do PSD, Sérgio Petecão, representantes do governo do Estado, onde agradeceu ao governador Gladson Cameli e Biau Som pela realização do maior Carnaval Fora de Época do Acre.

O tradicional Carnavale, além de proporcionar alegria aos foliões, aquece a economia local, lotando os hotéis, pousadas e restaurantes. A animação da primeira noite ficou por conta de Toinho e Maria Clara, Dj Edson Rodrigues, Sandra Melo e Luan Lima.

Comentários

Continue lendo

Extra

Emenda parlamentar da Deputada Vanda Milani contempla produtores de Brasiléia

Publicado

em

Na manhã desta sexta-feira, 1, a prefeita Fernanda Hassem, juntamente com a Deputada Federal Vanda Milani realizou a entrega de caminhão pipa e retroescavadeira para a secretaria municipal de agricultura , visando atender as necessidades dos pequenos produtores e agricultura familiar de Brasiléia.

Os equipamentos foram adquiridos por meio de Convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), através de Emenda parlamentar da deputada Federal.

A parlamentar Ja destinou mais de 35 milhões de reais para o município, que ainda será controlado com uma moto niveladora e um caminhão coletor.

A prefeita Fernanda Hassem fala do investimentos e agradece a deputada Vanda Milani. “É um dia de muita alegria, estamos entregando hoje equipamentos para a secretaria de Agricultura, adquiridos através de uma emenda da deputada federal Vanda Milani que é campeã de emendas aqui em Brasiléia. Somando tudo no mandato dela, vai entregar ao município cerca 35 milhões de reais para as diversas áreas. Hoje estamos entregando o caminhão pipa e uma retroescavadeira no aniversario da cidade para atender nossos produtores”, disse.

Para a Deputada Federal Vanda Milani é um prazer poder presentear Brasiléia em seu aniversário com os maquinários frutos de emenda parlamentar do seu mandato. “É uma honra estar no aniversário da jovem senhora Brasiléia nos seus 112 anos de idade. Dizer que tenho muita gratidão por Brasiléia. Estamos entregando o caminhão pipa e retroescavadeira mais já temos licitado outros serviços e maquinários, a prefeita Fernanda Hassem tem sempre buscado parcerias e ajuda para o município e nos estamos colocando nosso mandato a disposição”.

Participaram também, o senador Sergio Petecão, secretário de agricultura, Careca Gadelha, vereadores Elenilson Cruz, Marquinhos Tibúrcio, Rogério Pontes, produtores rurais e equipe municipal.

Comentários

Continue lendo

Extra

Juiz acata pedido parcial do MP e Carnavale não terá participação de Babado Novo

Publicado

em

Margareth Menezes e a Banda Araketu serão as atrações nacionais no Carnavale2022 – Foto/montagem/divulgação

O juiz de Direto da Comarca de Brasiléia, Clovis de Souza Lodi, após analisar o pedido do Ministério Público do Acre, através da Promotoria de Justiça Cível do Município, que ajuizou uma ação civil pública pedindo a imediata suspensão da realização dos shows da banda Babado Novo e da cantora Margareth Menezes, marcados para este final de semana no município, durante o Carnavale, edição 2022.

A promotora de Justiça Pauliane Mezabarba, o MPAC questionou o processo administrativo de inexigibilidade de licitação para contratação da cantora Margareth Menezes e o valor pago à artista para apresentação no evento festivo em Brasileia, compreendendo que o valor do cache seria alto em relação aos demais, juntamente com a Banda Babado Novo.

O Juiz em sua decisão, acatou parcialmente o pedido e decidiu pelo cancelamento do contrato com a Banda Babado Novo, sem que o município ou a empresa contratante, tenham qualquer prejuízo financeiro, impedindo qualquer tipo de transferência.

Entendeu que, também é ônus do Poder Público fomentar a cultura e proporcionar à população momento de lazer e diversão, como se observa no caso em apreço, visto que, é de conhecimento público a tradicional festa comemorativa do aniversário do Município de Brasiléia, também conhecida popularmente como “carnaval fora de época”, como acontece com eventos em outros municípios e pelo próprio Governo.

A programação então, permanece inalterada com a Banda Araketu e a cantora Margareth Menezes e demais bandas regionais e locais. A prefeita Fernanda Hassem se mostrou feliz com a decisão e convida a população, juntamente com turistas para irem se divertir na Praça Ugo Poli a partir desta sexta-feira, dia 1º de julho.

Brasiléia completará 112 anos de emancipação política no dia 3 de julho.

MATÉRIA RELACIONADA:

MPAC pede à Justiça suspensão de realização de shows em Brasileia

 

 

 

Comentários

Continue lendo

Em alta