Com Folha do Acre

Tashka Peshaho Yawanawa, um dos indígenas mais conhecidos do estado do Acre, usou seu perfil no Facebook para desabar após ler reportagem em que o governdo do Acre gastará, através de convênio com o Sistema Único do Saúde (SUS), o valor de R$ 691.695,60 com a compra de produtos como desodorante, condicionador, pentes e escovas para a comunidade indígena.

O indígena desafaba afirmando que nas aldeias faltam até remédios básicos para o combate à diarréia, enquanto o governo gasta com kit de hingiene.

“Enquanto a gastança rola sem prescedêcia e sem sentido. Nas aldeias, não existe remédio nem para diarréia, isso não deixa nada de medicamentos nas aldeias e as populações sofrem e comem o pão que o diabo amassou…diria muita pouca vergonha pra SESAI e quem estiver apoiando isso”, escreveu o indígena da etnia Yawanawa.

A reportagem foi publicada pelo jornal Folha do Acre após publicação da Ata de Preços no Diário Oficial do Acre. Segundo a Secretaria de Saúde do Acre, o material de higiene e limpeza serão utilizados nas unidades de saúde da região do Alto Acre.

LEIA MAIS:

Sesacre diz que gastos de quase R$ 700 mil com condicionador e desodorante é para kit indígena

“Com relação a compra dos itens de higiene para o Alto Acre, é importante esclarecer que os materiais listados são para a confecção de kits indígenas, beneficiando as populações ribeirinhas e indígenas da região, sendo um recurso pago por meio de convênio com o Sistema Único de Saúde”, diz trecho da nota.

Comentários