Conecte-se conosco

Acre

Instituto Amazônia+21 vai promover negócios sustentáveis no Acre

Publicado

em

Iniciativa visa conectar grandes empresas com empreendedores locais e articular projetos inovadores de alto impacto na região Amazônica   

Por Whilley Araújo 

Promover negócios sustentáveis, conectar grandes empresas com empreendedores locais e articular projetos inovadores de alto impacto na Amazônia Legal. Esta é perspectiva do Instituto Amazônia+21, lançado na manhã deste sábado, 16 de outubro, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC).

O articulador do Instituto e presidente da Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO), Marcelo Thomé, fez a apresentação do Amazônia+21. Ele destacou a necessidade e a capacidade da Amazônia em produzir negócios que alinhem a temática da sustentabilidade com o lado empresarial.

“O Instituto Amazônia+21 nasce para poder apoiar as empresas locais a se preparem para esses financiamentos verdes, a serem empresas conectadas a critérios ESG [sigla em inglês para os princípios ambiental, social e de governança corporativa] e conectá-las a grandes empresas, com compromisso ou interesse em investir na região, em prol da mesma agenda, que são os fomentos aos negócios sustentáveis na região amazônica, tendo como base a biodiversidade do bioma amazônico”, detalhou Thomé.

O empresário ressaltou, ainda, que a iniciativa é apoiada pelas nove federações das indústrias da Amazônia legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão), além da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

“Isso é um diferencial incrível, pois significa ter empresários que conhecem a realidade amazônica propondo as bases e linhas de negócios sustentáveis. Assim buscamos que as empresas do estado possam promover essa transição para uma economia de baixo carbono e todos os projetos daqui para frente serem pensados sob uma ótica de sustentabilidade”, reforçou.

Entre as ações a serem desenvolvidas pelo Instituto estão serviços de assessoria na aplicação de recursos para projetos sustentáveis, articulação de parcerias voltadas para a incorporação de novas tecnologias, consultoria técnica com base em critérios ESG e outros.

De acordo com o presidente da FIEAC, José Adriano, o Amazônia+21 vem para capacitar empresas para que realizem negócios sustentáveis na região, com apoio das instituições como SENAI, SESI e IEL, aproximando-as dos fundos de investimentos.

“Estamos entusiasmados com a iniciativa, pois acreditamos que ela fará a diferença para os nossos empresários, não somente da indústria, mas também de outros segmentos”, sintetizou José Adriano.

Também prestigiaram o lançamento do Instituto Amazônia+21 o vice-governador do Acre, Major Rocha; o superintendente do Sebrae/AC e vice-presidente da Fecomércio, Marcos Lameira; o presidente da Federacre, Rubenir Guerra; o secretário de Meio Ambiente de Rio Branco, Normando Sales; o vereador da capital, Samir Bestene; entre outras autoridades políticas e lideranças empresariais.

Instituto Amazônia+ 21 

O Instituto surgiu a partir das discussões levantadas durante o Fórum Mundial Amazônia+21, em novembro de 2020, no qual o mapeamento de soluções, oportunidades e perspectivas relacionadas ao desenvolvimento sustentável da Amazônia foi uma das principais pautas.

Promovido pela FIERO e Prefeitura Municipal de Porto Velho, por meio da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH), com a correalização da CNI e Instituto Euvaldo Lodi (IEL), o Fórum reuniu especialistas, cientistas, empresas e representantes de vários governos, em debates e estudos que apontaram, entre outras oportunidades, tecnologia e inovação, bioeconomia, indústria verde e mercado de carbono como possibilidades estratégicas para o desenvolvimento socioeconômico de Rondônia e de toda a Amazônia.

Comentários

Acre

Comando Geral emite nota sobre o caso do sargento que atirou em estudante de medicina

Publicado

em

Paulo César Gomes da Silva, Coronel PM do Acre, durante sua posse no comando da Instituição – Foto/Divulgação

O Comando Geral da Polícia Militar do Acre acaba de divulgar uma nota de esclarecimento sobre o caso do sargento Erisson Nery, acusado de atirar por duas vezes contra Flávio Endres de Jesus Ferreira, 30 anos que está internado no Pronto Socorro de Rio Branco.

Na publicação, o Comando Geral informa que está apurando disciplinarmente os fatos e que adotará as medidas disciplinares cabíveis, ficando sob responsabilidade da Polícia Civil a apuração criminal.

Veja a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre os fatos envolvendo os policiais militares Sargento Erisson Nery e Sargento Alda Radine, no município de Epitaciolândia, na noite deste sábado, 27, a Polícia Militar do Acre (PMAC) informa que está apurando disciplinarmente os fatos e tomará as medidas disciplinares pertinentes e que a apuração criminal caberá à Polícia Civil.

Esclarece que até o presente momento o policial militar Sargento Erisson Nery ainda não foi localizado, nem tampouco se apresentou, no entanto a PM continua em diligências com o fim de localizá-lo.

A instituição reafirma que não compactua com ações que firam as normas legais ou que contrariam os valores castrenses seguidos pela corporação ao longo de sua história.

Atitudes tomadas por quaisquer membros da corporação no âmbito de suas vidas institucional, e devem ser apuradas à luz do que determina a legislação.

Rio Branco-AC, 28 de novembro de 2021.

Paulo César Gomes da Silva – Coronel PM
Comandante-Geral da PMAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Terremoto deixa igrejas em ruínas, casas desabadas e estradas destruídas no Peru

Publicado

em

O terremoto do magnitude 7.5 registrado neste domingo, 28, as 6:00 horas da manhã deixou pelo menos duas pessoas feridos e 75 pessoas afetados pelo ocorrido.

Os feridos foram registrados nas províncias de Luya e Chachapoyas. Até o momento, não há relatos de fatalidades como resultado do terremoto.

Um morador explicou que as casas atingidas são construídas principalmente em adobe e que a maior parte das casas na selva estão “dispersas” . “Felizmente, há apenas danos às casas, não à saúde”, disse ele .

De acordo com o relatório do Indeci , no distrito de Valera, província de Bongará (AM), foram registradas 30 pessoas afetadas; 10 no distrito de Cajaruro, província de Utcubamba; 25 na província do Alto Amazonas; e 10 na província de Chachapoyas.

Como recorde-se, segundo o IGP, o terremoto ocorreu às 05h52 e o epicentro localizou-se 98 quilômetros a leste do distrito de Santa María de Nieva, província de Condorcanqui (Amazonas).

O terremoto teve uma profundidade de 131 quilômetros e atingiu a intensidade de VII. Os primeiros relatórios indicam danos materiais nos distritos de Valera, San Jerónimo e Leimebamba.

Foi relatado o colapso de várias estruturas após o terremoto. Uma delas foi a torre da igreja no distrito de La Jalca, que desabou após o terremoto.

 

O internauta @ sergiobucks93 capturou um vídeo do momento preciso do terremoto em Juanjuí, que também causou falta de energia, embora não haja relatos de feridos ou vítimas que se arrependam.

 

 

Por outro lado, o distrito de La Jalca desabou a torre de 14 metros de altura da igreja local devido à intensidade do terremoto. Vídeos circularam nas redes sociais logo após o colapso.

A construção, datada do século 16, é considerada Patrimônio Histórico do Peru. Foi o templo cristão mais antigo da região, pois está ligado à primeira fundação da cidade de Chachapoyas, em 1538.

 

 

 

Posteriormente, mais danos materiais foram registrados na região amazônica como resultado do terremoto, o mais forte até agora neste ano.

 

 

O prefeito do distrito de Jalca Grande em Chachapoyas, Walter Culqui, informou que após o terremoto de magnitude 7,5 ocorrido esta manhã em Santa María De Nieva, na província de Condorcanqui, região do Amazonas , pelo menos 70% das residências foram afetadas em seu distrito, bem como três pessoas levemente feridas.

“É uma cidade histórica, as casas são feitas de barro, pedra. Há 70% de dano aqui. Somos mais de 3.000 famílias e temos 70% dos afetados ”, disse ao RPP Notícias. Ele acrescentou que sítios arqueológicos muito importantes na região desabaram devido ao forte terremoto, como a igreja de La Jalca Grande.

Ele indicou que as autoridades estão visitando bairro por bairro para determinar a magnitude das perdas materiais e danos na área. “Estamos olhando os escombros, estamos vendo danos pessoais. Até agora temos três feridos. Devemos agradecer a Deus que tenha sido de madrugada porque as pessoas estão saindo para o trabalho agrícola, para os mercados ”, disse.

Sobre os feridos, o prefeito Culqui explicou que são menores e foram atendidos no posto de saúde. “(Eles têm) arranhões, inchaços”, disse ele .

Em outro momento, o governante solicitou o envio de maquinários ao seu distrito para a movimentação de entulhos decorrentes do desabamento de casas, bem como para a manutenção de estradas que estavam intransitáveis.

“Relata um acesso que foi afetado, há um quilômetro de desabamento. As estradas desabaram ”, disse ele .

O registro do terremoto foi sentido pela região norte do Brasil, Equador, colômbia e Peru.

 

Referencia de: El Comercio

Comentários

Continue lendo

Acre

Polícia Militar do Acre deflagra Operação Papai Noel 2021

Publicado

em

Em frente ao Quartel do Comando Geral (QCG), a Polícia Militar do Acre (PMAC) deu início, na manhã desta sexta-feira, 26, a mais uma edição da Operação Papai Noel. O objetivo é reforçar a presença policial em pontos estratégicos da capital acreana e do interior do estado, principalmente nas áreas comerciais, durante o período de final de ano.

Policiamento irá reforçar a segurança nas ruas acreanas. Foto: Douglas Barros

Com um reforço diário de 140 policiais militares, divididos em dois turnos de serviço, as guarnições são escaladas nas mais variadas modalidades de policiamento, como motorizado – carros e motos – e a pé. Este ano, conta ainda com um acréscimo dos alunos do Curso de Formação de Soldados (CFSd 2021) e dos alunos do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos (CHOA).

A solenidade foi realizada em frente ao Quartel do Comando Geral, da PMAC. Foto: Douglas Barros.

O policiamento é um reforço ao serviço ordinário que é realizado diariamente pelas unidades operacionais de área da capital e do interior, além das unidades especializadas da corporação, conforme explica o comandante-geral da PMAC, coronel Paulo César Gomes. “É uma operação tradicional da Polícia Militar do Acre, que procura fortalecer o policiamento ordinário, principalmente nas áreas comerciais e, com isso, trazer uma tranquilidade maior à nossa população”.

O comandante ainda destacou a importância da operação para os alunos soldados e para toda a sociedade acreana. “Os alunos soldados que estão em formação, estão tendo a primeira experiência no policiamento e no contato com a população. Com esse aumento no número de policiais nas ruas, aumentamos a sensação de segurança e diminui, consequentemente, o número de furtos e roubos, sendo importante assim para toda a sociedade acreana”, enfatizou.

Aluno Soldado Karl William será um dos alunos soldados presentes a Operação Papai Noel. Foto: Douglas Barros.

Entre os 70 policiais militares que se encontravam em forma durante a preleção do serviço, o aluno soldado Karl William, do 1º pelotão, escutava atento às orientações repassadas pelos comandantes. Para ele, vestir a farda e sair às ruas para o serviço é um momento marcante. “Além de ser uma grande honra, nos sentimos privilegiados em poder participar desta operação, já como policiais militares. Estamos empenhados em trazer à população a sensação de segurança e demonstrar que a Polícia Militar está presente nas ruas”, disse o aluno entusiasmado com a oportunidade.

Estiveram presentes à solenidade, os tenentes-coronéis Sandro Oliveira, respondendo pela Diretoria Operacional da PMAC (Dirop), Rômulo Modesto, comandante do Policiamento da Capital, Flávio Inácio, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), a tenente-coronel Jokebed Lima, comandante do 1º Batalhão, e os majores Kleison Albuquerque, comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) e Marleudo Nogueira, comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

Comentários

Continue lendo

Em alta