Vitória do Brasil na estreia da Copa América começou com pênalti marcado após revisão

Brasil e Bolívia deram o pontapé inicial para a Copa América 2019. As duas seleções abriram o Grupo A da competição continental nesta sexta-feira (14), no Morumbi, em São Paulo. A competição vai até 7 de julho, com a final no Maracanã, no Rio de Janeiro
Por GloboEsporte.com — Rio de Janeiro

Alguns jornais bolivianos não aceitaram muito bem a derrota da Bolívia por 3 a 0 para o Brasil na noite da última sexta-feira, no Morumbi, na abertura da Copa América. Neste sábado, alguns jornais do país citaram e até mesmo questionaram o VAR por causa do pênalti marcado com auxílio do árbitro de vídeo, quando o placar estava em branco. Outros, porém, reagiram “naturalmente” à derrota.

Confira abaixo as principais manchetes na Bolívia:

  • O caderno de esportes do “La Razón” estampou: “Sem VAR era possível?”

— Foto: Reprodução

  • O “El Diario” destacou a derrota da Bolívia em sua capa, mas alfinetou o Brasil: “Sem a magia de Neymar, ao time ‘canarinho’ bastou a arbitragem de vídeo”.

— Foto: Reprodução

  • O jornal “Los Tiempos” criticou a Bolívia, mas também citou o árbitro de vídeo: “O VAR e um baixo rendimento da seleção boliviana contribuíram para a derrota”.

— Foto: Reprodução

  • O caderno de esportes do jornal “Página Siete” destacou as dificuldades que a Bolívia impôs ao Brasil nos primeiros 45 minutos com a manchete: “Aguentou um tempo”.

— Foto: Reprodução

  • Já o caderno de esportes do jornal “El Día” demonstrou mais conformismo com uma esperada derrota boliviana: “Queda sem surpresas”, estampou em sua manchete.

— Foto: Reprodução

  • O jornal “El Deber”, por sua vez, esperava resultado melhor mesmo sem o favoritismo e estampou em sua capa: “Duro golpe na estreia”.

— Foto: Reprodução

  • O jornal “Opinión” foi curto na manchete: “Bolívia começa com derrota”. Mas em seu caderno de esportes estampou: “Poderia ser pior”.
— Foto: Reprodução

Comentários