Conecte-se conosco

Acre

Justiça do Acre mantém 475 anos de prisão a autores de chacina

Publicado

em

Em decisão unânime, membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Acre mantiveram a pena de 475 anos de reclusão em regime fechado a Gilmar Gomes Ferreira, Francisco Alex Ferreira, Mateus Saraiva Neri e Gabriel Alencar de Oliveira. O quarteto é acusado de fazer uma chacina na Baixada do Sobral, em Rio Branco, onde executaram três pessoas e feriram outras três.

A pena imposta pelo Juiz Álison Brás, da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria, veio após condenação por unanimidade dos integrantes do Corpo de Jurados.

OS CRIMES

Na noite do dia 27 de junho de 2019,  Gilmar, Francisco Alex, Mateus, Gabriel e outros não identificados, portavam armas de grosso calibre quando em pelo menos três pontos diferentes da Baixada do Sobral dispararam contra várias pessoas. Na ação, morreram Antônio José de Souza, Francisco de Oliveira Ponciano e Marcus Yuri Silva do Ó, e outros quatro saíram baleados sobrevivendo à chacina.

JULGAMENTO

Identificados como envolvidos na chacina, os quatro foram indiciados na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) por três homicídios, quatro tentativas de homicídios e associação criminosa. Denunciados pelo Ministério Público, foram submetidos a julgamento pelo Tribunal do Júri em junho último. O Corpo de Jurados os considerou culpados.

O Juiz Álisson Brás os condenou a uma pena total de 475 anos de prisão em regime fechado. Gilmar Gomes Ferreira e Francisco Alex Ferreira, foram condenados a 116 anos, 7 meses e 15 dias cada, Mateus Saraiva Néri, a 105 anos e um mês. A pena maior ficou para Gabriel Alencar de Oliveira, que foi condenado a 136 anos e 20 dias de prisão.

RECURSO

Sob a alegação de que a decisão do Conselho de Sentença foi contrária às provas apresentadas nos autos, dois dos advogados dos réus recorreram da decisão pedindo a anulação do julgamento. Em outro recurso, pediram a redução das penas. Por unanimidade, os membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça julgaram improcedentes os recursos e mantiveram as penas impostas no julgamento do Tribunal do Júri. Todos os réus estão presos.

Comentários

Acre

Pesquisa revela que Jair Bolsonaro ganha de Lula em todos os cenários no Acre

Publicado

em

A pesquisa do Instituto Real Time Big Data, contrata pela TV Gazeta e divulgada nesta quinta-feira, 2, revela que o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) ganha do ex-presidente Lula (PT) no Acre em todos os cenários levantados pelo estudo de opinião.

No cenário estimulado, Bolsonaro aparece na frente com 38%, contra 29% de Lula. Ciro Gomes (PDT) aparece com 8% e Sérgio Moro com 7%. João Doria e Rodrigo Pacheco registraram 2% e 1%, respectivamente. Branco e nulo registrou 8% e não sabem ou não responderam pontuou em 7%.

Em outro cenário, onde só aparecem Bolsonaro e Lula como candidatos, o atual presidente ganha Com 41% contra 33% do petista. Branco e nulo registraram 12% e não sabem ou não responderam marcaram 14%.

Na aferição espontânea, Bolsonaro também lidera com 25% contra 15% de Lula. Ciro Gomes registrou 1 e outros candidatos aleatórios marcaram 3%. Branco e nulo com 19% e não souberam ou não responderam 37%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 e 30 de novembro e ouviu 600 pessoas nos municípios de Rio Branco, Brasiléia, Sena Madureira, Senador Guiomard, Plácido de Castro, Xapuri e Porto Acre, Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo e Rodrigues Alves. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Comentários

Continue lendo

Acre

Covid-19: Sesacre confirma dois novos casos, cinco internações e 42 são monitorados

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), registrou 3 novos casos de infecção por coronavírus nesta quinta-feira, 2 de dezembro. O número de infectados subiu para 88.223, em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 250.920 notificações de contaminação pela doença, sendo que 162.655 casos foram descartados e 42 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 86.136 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 5 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhuma notificação de óbito foi registrada nesta quinta-feira, 2º de dezembro, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.849 em todo o estado.

Sobre os casos de Covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_02_12_2021_PARCIAL

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Rio Branco, AC, 2 de dezembro de 2021

Secretaria de Estado de Saúde do Acre

Comentários

Continue lendo

Acre

Gladson diz que não aceitará pressões e cadastro de reserva da Civil é caso encerrado

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais nesta quinta-feira, 2, para emitir um comunicado aos aprovados que estão no cadastro de reserva dos concursos das áreas da Segurança Pública do Estado.

Na publicação, Cameli afirmou que considera o assunto das convocações encerradas e salientou que não aceitará “pressões politiqueiras”. Segundo o governador, já foram feitas mais de 1 mil convocações desde que assumiu o governo em 2019.

“Tudo aquilo que prometi na campanha eleitoral referente a convocação dos aprovados nos concursos da Segurança Pública é demais, eu cumpri com a minha palavra. Já foram mais de mil contratações para as nossas polícias em menos de três anos. Sigo com minha consciência tranquila sabendo que sempre fiz tudo dentro da legalidade. Considero esse assunto das convocações dos cadastros de reserva como encerrado e não aceitarei pressões politiqueiras, que tem como objetivo desestabilizar a nossa gestão”, escreveu.

Comentários

Continue lendo

Em alta