“Esta sem duvida é uma lei muito importante e sugiro que os técnicos agrícolas sejam contemplados, pois todos merecem ganhar”, disse Manoel Moraes.

Da redação, com Gina Menezes

Deputado Jamyl Asfury (PEN)/Foto: Assessoria Aleac
Deputado Jamyl Asfury (PEN)/Foto: Assessoria Aleac

Depois de horas de atraso, teve início às 16 horas desta quinta-feira (7) a sessão extra, realizada na Assembleia Legislativa do Acre ( Aleac), onde foram  votados um pacotão de sete projetos enviados pelo Executivo.

Entre os projetos que estavam para serem votados alguns foram aguardados com ansiedade como é o caso do Projeto de Lei 63/2013, que altera os dispositivos da Lei nº 2.021, de 25 de agosto de 2008, que institui o Plano de Carreira e Remuneração dos profissionais de nível superior ocupantes dos cargos de engenheiro, tecnólogo arquiteto, geógrafo, geólogo, medico veterinário e zootecnista, no âmbito da administração direta, das autarquias e fundações públicas do estado do Acre.

Por unanimidade, 19 votos dos deputados presentes, a Aleac aprovou a lei. Os parlamentares foram ovacionados pelas dezenas de engenheiros e tecnólogos presentes na galeria Marina Silva, no primeiro andar da Aleac, de onde acompanharam a justificativa dos votos.

A Lei resgata os valores da Gratificação de Atividades Especiais- GAE e altera a denominação de gratificação de campo para gratificação de responsabilidade técnica, garantindo sua incorporação à aposentadoria, sendo extensiva a todos os profissionais. Inclui-se na referida alteração a Secretaria de Saúde (Sesacre) e Instituto de Administração Penitenciaria (Iapen). A lei garante a efetivação para janeiro de 2014.

O deputado Manoel Moraes, líder do PSB na Aleac, se manifestou favorável à aprovação da matéria, e fez a ressalva que sugere a inclusão dos técnicos agrícolas entre os beneficiados. “Esta sem duvida é uma lei muito importante e sugiro que os técnicos agrícolas sejam contemplados, pois todos merecem ganhar”, diz.

O deputado oposicionista Wherles Rocha (PSDB) que já havia se posicionado a favor da aprovação da matéria ressaltou a importância do empenho dos deputados governistas Ney Amorim (PT) e Jamyl Asfury (PEN).

“Estes deputados foram incansáveis para que chegássemos ao termo de aprovação deste projeto”, declarou.

O relator do projeto Jamyl Asfury comemorou o que ele considerou uma grande vitória dos tecnólogos .

Comentários