Léo de Brito votou contra o Uber para prejudicar a população de Rio Branco, mas se lambuza de Uber em Brasília. Comentários de internautas

O petista usou o WhatsApp para encaminhar uma mensagem, mas não revelou por quais motivos votou contra o projeto (Foto: internet)
Ray Melo
O deputado federal Léo de Brito (PT) foi criticado nas redes sociais nesta segunda-feira (5) por votar contra o projeto de lei que cria uma série de regras para o serviço de transporte por meio de aplicativos, como o Uber, mas utilizar os serviços do aplicativo para se locomover na cidade de Brasília.

Segundo comentários de internautas que fizeram posts de comprovantes dos gastos do parlamentar petistas com o Uber na capital federal, “o deputado Léo de Brito votou contra o Uber para prejudicar a população de Rio Branco, mas se lambuza de Uber em Brasília. Anda muito. Deputado inimigo do povo”.

A reportagem procurou Léo de Brito para ele fazer um contraponto a declarações e criticas que foram feitas nas redes sociais. O petista usou o WhatsApp para encaminhar uma mensagem, mas não revelou por quais motivos votou contra o projeto que transforma o Uber num taxi alternativo.

“Não sou contra o Uber e demais aplicativos de transporte de passageiros, mas a favor de suas regulamentações”, diz Léo de Brito, ao revelar que, “desde 2017, retirei o aluguel de automóveis em Brasília e economizo mais de R$5 mil por mês da cota parlamentar utilizando, eu e equipe, serviços de táxi e UBER”.

Segundo o parlamentar, “cabe, agora, às prefeituras fazerem a regulamentação. Confio na equipe da PMRB e sei que o trabalho será feito ouvindo e debatendo junto com todos os interessados, sobretudo à população em geral”, disse Léo de Brito, que provavelmente vai continuar utilizando o Uber.

Comentários