Conecte-se conosco

Flash

Luciano Bivar confirma que Major Rocha pediu abrigo ao PSL com promessa de eleger 2 federais em 2022

Publicado

em

“A proposta que ( Rocha) fez foi se filiar ao PSL o mais rápido possível para ter o controle do partido no Acre, e assim poder levar a legenda para apoiar a candidatura de Minoru Kimpara à prefeitura de Rio Branco”, revelou uma fonte ao Blog.

Com Blog do Assem

O vice-governador do Acre, major Rocha (PSDB), deu mais uma prova do “inferno astral” em que está vivendo. Procurou a Direção Nacional do PSL propondo filiar-se de imediato à legenda, desde que a direção do partido no Acre seja destituída e ele passe a dar as cartas na sigla.

Uma fonte que acompanha os bastidores da política acreana  na capital federal confirmou a reportagem os fatos e deu detalhes da longa reunião que o vice-governador do Acre teve com o presidente nacional do PSL, deputado federal Luciano Bivar.

________________

O presidente do PSL no Acre, pedro Valério, ao ser procurado pela reportagem nesta terça-feira, admitiu que foi comunicado por Bivar sobre a investida de Rocha. Adiantou que o dirigente nacional e o vice-governador teriam novo encontro. Na manhã desta quarta, Valério não atendeu aos nossos telefonemas.

________________

“A proposta que ele ( Rocha) fez foi se filiar ao PSL o mais rápido possível para ter o controle do partido no Acre, e assim poder levar a legenda para apoiar a candidatura de Minoru Kimpara à prefeitura de Rio Branco”, revelou a fonte.

Ainda segundo o informante, a insistência de Rocha na proposta revelou um certo grau de desespero do cacique tucano, e surpreendeu a direção nacional do PSL.

Tendo em vista que a candidatura de Minoru Kimpara se revela mais à esquerda no espectro ideológico, algo diametralmente oposto ao que prega o PSL, partido considerado de extrema-direita.

A proposta contraditória de Rocha, no entanto, se explica pelo fato de que até agora nenhum grande partido quis fazer aliança com o PSDB para a disputa municipal em Rio Branco.

Após declarar guerra ao grupo político liderado pelo governador Gladson Cameli,  Rocha aumentou sua lista de desafetos e afastou todos os partidos aliados do governo de uma possível composição com os tucanos para o pleito na capital.

“O principal argumento de Rocha para tomar o PSL no Acre foi de que a pré-candidatura tucana à prefeitura de Rio Branco lidera as pesquisas até agora. Ele também prometeu à direção nacional do PSL eleger dois deputados federais pelo partido em 2022, algo que até foge à realidade, já que a irmã dele é deputada pelo PSDB e ele jamais deixaria de apoiá-la“, revela a fonte.

A tentativa do cacique tucano de tomar de assalto o PSL no Acre caiu como uma bomba nas hostes do partido.

Tendo em vista que praticamente todos os pré-candidatos a vereador pela legenda discordam de uma possível aliança com o PSDB.

Caso o controle do partido mude de mãos, a chapa proporcional da legenda poderá ser implodida por um inevitável confronto ideológico.

A discórdia é causada pelo histórico petista do pré-candidato Minoru Kimpara, que já foi presidente do PT no Acre.

E também militou na Rede Sustentatabilidade, por onde foi candidato a senador em 2018.

Durante vários anos o PSL do Acre se manteve apenas como uma “legenda de aluguel”,  sem nenhum protagonismo político. Com a eleição do presidente Bolsonaro pelo partido em 2018, o PSL elegeu também a maior bancada na Câmara Federal, com 54 deputados, o que garantiu ao partido o maior tempo de rádio e TV e o maior fundo eleitoral para as eleições deste ano, daí a cobiça do vice-governador pela legenda no Acre.

Nos últimos dois anos o PSL no Acre também se tornou um partido orgânico, com diretórios instalados em 16 municípios e uma militância absolutamente ideológica.

Este ano a legenda pretende disputar as eleições em pelo menos 15 municípios, entre candidaturas majoritárias e indicação de vices. Essa projeção do partido em todo o estado e a independência que a sigla manteve ao recusar cargos no governo, deu ao PSL o maior capital político dessas eleições.

Procurada, a assessoria do vice-governador major Rocha não quis se pronunciar sobre os fatos envolvendo a briga pelo controle do PSL no Acre. Já o presidente regional do PSL, Pedro Valério, havia dito que “esta não é a primeira e nem será a última que tentam tomar o partido de forma sorrateira”.

“Seguimos fazendo o nosso trabalho”, declarou, e vamos acompanhar de perto os desdobramentos.

Major Rocha conseguirá assumir o controle do PSL no Acre?

Comentários

Flash

Acre registra 18 novos casos conhecidos de covid-19 e o número de infectados passa de 125,4 mil no Estado

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 18 novos casos de coronavírus nesta sexta-feira, 24, de junho. O número de infectados é de 125.464 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 330.492 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.303 casos foram descartados e 25 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 122.930 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 2 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta sexta-feira, 24, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.002 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_24-06_2022_COMPLETO

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Deputado Antonio Pedro reúne-se com o secretário Cirleudo e pede asfaltamento em Xapuri e Capixaba

Publicado

em

O prefeito Manoel Maia, de Capixaba, também esteve na reunião.

O deputado estadual Antônio Pedro (União Brasil), juntamente com o prefeito do município de Capixaba, Manoel Maia, reuniu-se na quinta-feira, 23, com o secretário de Estado de Infraestrutura e Desenvolvimento, Cirleudo Alencar. Na pauta, o asfaltamento de ruas nas cidades de Xapuri e Capixaba.

“Eu e o prefeito Manoel Maia, de Capixaba, tivemos uma importante reunião com o secretário Cirleudo, da Seinfra. Tratamos sobre o asfaltamento das vias nos municípios de Capixaba e Xapuri. Na oportunidade destaquei a importância e necessidade de melhoramento nas ruas dessas cidades”, disse o parlamentar.

E acrescentou: “Agradeço ao secretário pela receptividade e pelo compromisso com o povo acreano. Saímos da reunião com a garantia de que as obras serão realizadas e estou muito feliz com esse resultado. O bem-estar de nossa população sempre em primeiro lugar”, finalizou Antonio Pedro.

Comentários

Continue lendo

Flash

Estado promove programa de economia criativa para jovens do Alto Acre

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 22, representantes da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para Mulheres (SEASDHM) estiveram em alguns municípios do Alto Acre promovendo políticas públicas voltadas à juventude, por meio do programa Co.liga.

Além da graduação, o Co.liga possibilita a inserção no mercado de trabalho e a obtenção de bolsas e estágios remunerados. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Na ocasião, o prefeito de Assis Brasil, Jerry Corrêa, valorizou a iniciativa do governo e pensou em diversas maneiras de implementação da Co.liga: “Temos que nos adequar às novas tecnologias, principalmente neste momento pós-pandêmico. O programa é fantástico e é uma maneira de suprir algumas necessidades da população, proporcionando educação e inserção no mercado de trabalho”.

O prefeito relata que um dos grandes problemas da cidade é o de acesso à internet e que está sempre em busca de melhorar a conexão. Outra característica do município é a falta de oferta de emprego para os jovens. Com isso, se mostrou favorável à adesão do programa em Assis Brasil.

No mesmo dia, a equipe da SEASDHM seguiu para Brasileia, onde a prefeita Fernanda Hassem felicitou a presença do Estado: “Estamos aqui para abraçar tudo o que for relacionado a conhecimento e inovação, precisamos valorizar a nossa juventude”.

A parceria é feita por meio da SEASDHM com as prefeituras dos municípios. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

 

Durante o diálogo, a gestora municipal apresentou alguns projetos já executados no município e o desejo de intensificar ações que envolvam essa parcela da população. “Temos uma juventude muito participativa e engajada, que anseia por políticas públicas e benefícios como esse. A minha gestão sempre procurou prestar o máximo de apoio”, relata a prefeita, ao se mostrar positiva à adesão do Co.liga em Brasileia.

A gestora da SEASDHM, Ana Paula Lima, apreciou o comprometimento de ambas as gestões e exaltou: “É importante fornecer a oportunidade de mudança na vida dos jovens que estão no início de suas carreiras. Estamos felizes em ter parceiros que se preocupam em proporcionar o melhor para o povo e que se engajam em nossas políticas públicas”.

Formações em social media, fotógrafo e artista visual são oferecidas pelos cursos disponíveis no programa. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Para a plena adesão das prefeituras, é sugerido um espaço específico ao acesso aos cursos digitais, oferecendo computadores com acesso à internet, onde os jovens possam usufruir dos cursos online. “O Estado busca implementar o projeto de maneira ampla, contemplando todos os jovens do Acre, principalmente os que residem no interior”, afirma Caio Pinheiro.

“É muito importante possibilitar esse tipo de acesso aos jovens em vulnerabilidade social”, reforça Ana Paula Lima. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Para saber mais sobre o programa co.liga:

https://coliga.digital/

Comentários

Continue lendo

Em alta