A mãe de uma criança de 11 anos de idade procurou a delegacia do distrito de Nova Califórnia, em Rondônia, localizado próximo à divida com o estado do Acre, para denunciar que sua filha foi estuprada por um homem, que não teve o nome revelado, e ainda teve imagens e vídeos do ato de violência sexual compartilhados em grupos de WhatsApp.

Segundo informações de familiares, o vídeo do ato sexual chegou até a mãe da criança que começou a questioná-la sobre o teor das imagens. A menina acabou confessando que foi abusada sexualmente pelo autor das imagens, mas que não conhece o criminoso.

Ainda segundo familiares, a menor teria escondido a informação da mãe por ter sido ameaçada de morte pelo suspeito.

Segundo o boletim de ocorrência, a mãe da vítima manteve contato com o criminoso, através do número usado para enviar o material pornográfico, mas após fazer novas ameaças o agressor deletou as mensagens. A mãe, no entanto, fez prints e repassou o celular aos policiais. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Porto Velho.

Comentários