AleacPor 14 votos 8, a Assembleia Legislativa autorizou o governo do Estado a contrair um empréstimo de R$ 155 milhões junto a Caixa Econômica. A aprovação já era esperada.

A justificativa do governo é de que o dinheiro servirá para investimentos na área de Segurança, principalmente para a infraestrutura e fortalecimento do Iapen e modernização da gestão da Secretaria de Fazenda.

O dinheiro será adquirido por meio de uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal. Deputados de oposição criticaram o pedido do governo. Mais cedo, oposicionistas e o líder do governo na Casa, Daniel Zen (PT) debateram o tema na Casa.

Gehlen Diniz, do PP, disse que o governo “empurra” o pagamento do empréstimo “na conta dos nossos netos e até dos bisnetos”. Nossos filhos não vão ter condições de pagar essas contas. Vão dizer que é pra fazer ruas, pra investir no bem do povo acreano. O que foi que aconteceu com o dinheiro dos empréstimos passados que não conseguiram oferecer segurança ao povo acreano?”, questionou o progressista.

Já Daniel Zen refutou os oposicionistas argumentando que o empréstimo foi uma linha de crédito aberta pelo governo do peemedebista Michel Temer aos Estados.

Zen até elogiou o governo federal informando que o crédito não segue burocracias e, diferentemente do que foi dito pela oposição, não endivida o Estado. O petista também destacou a necessidade do recurso, já que será destinado a investimentos no sistema penitenciário do Acre.

“Foi um gesto do governo Temer de abrir uma linha de crédito para os Estados pré-aprovada junto a Caixa Econômica. Diferente do que foi dito aqui não é pra endividar o Estado. Não se trata disso. Tem cinco anos de carência, tem nove anos pra ser quitado”, argumentou.

Lista dos deputados que votaram contra e a favor do empréstimo:

Votaram a favor

Daniel Zen (PT)
Éber Machado (PSDC)
Lourival Marques (PT)
Leila Galvão (PT)
Manoel Moraes (PSB)
Jesus Sérgio (PDT)
Heitor Júnior (PDT)
Jonas Lima (PT)
Maria Antônia (PRÓS)
Raimundinho da Saúde (PTN)
Jenilson Leite (PC do B)
Dr. Juliana (PRB)
André Vale (PRB)

Contra

Josa da Farmácia ( PTN)
Gehlen Diniz (PP)
Nicolau Júnior (PP)
Chagas Romão (PMDB)
Antônio Pedro (DEM)
Jairo Carvalho (PSD)
Nelson Sales (PV)
Eliane Sinhasique (PMDB)
Whendy Lima (PP)

Do ac24horas.com

Comentários