Conecte-se conosco

Extra

Mais de 300 sessões de hemodiálise já foram realizadas pelo Estado em Brasileia

Publicado

em

Acordar às 3h da manhã para pegar a estrada e partir para Rio Branco era uma rotina exaustiva para 25 pacientes com problemas renais, moradores da região do Alto Acre. Pelo menos três vezes na semana, eles precisam realizar tratamento com procedimentos de hemodiálise, que consiste na remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue.

A Clínica do Rim, em Brasileia, foi contratada para atender pacientes do Estado com insuficiência renal. Foto: Marcus Ramon/Secom.

Com a contratação da Clínica do Rim e investimentos feitos pelo governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), no Hospital Regional de Brasileia, desde o mês de março deste ano, esses pacientes vem experimentando uma melhor qualidade de vida, recebendo o tratamento próximo ao seu domicílio. Ao todo, já foram realizados 325 sessões de hemodiálise ambulatorial só na Clínica do Rim.

“O governo consolidou na região do Alto Acre mais um importante avanço para saúde pública dos acreanos. Implantou duas máquinas de hemodiálise no Hospital Raimundo Chaar, com o fim de levar atendimento aos pacientes em situação de urgência, e contratou a Clínica do Rim, para o atendimento ambulatorial de rotina. O transtorno de ter que se deslocar até a capital acabou, e em apenas 4 horas de procedimento, já estão todos em casa”, informou o coordenador regional de saúde do Alto Acre, Pablo Araújo.

Pablo Araújo é o coordenador regional de saúde da Regional do Alto Acre. Foto: Marcus Ramon/Secom.

Se algum problema acontece nos rins, geralmente as pessoas não percebem, o que é muito arriscado. A doença renal é silenciosa e quando aparecem os sintomas, entre eles, diabetes descontrolada, inchaço e mudança na cor da urina, já é preciso fazer diálise.

Foi assim que o silêncio da enfermidade pegou de surpresa a aposentada Olindina Lima, de 70 anos, moradora do município de Epitaciolândia. Quando ela descobriu o problema renal há 10 anos, precisou ficar internada e desde então, vem realizando hemodiálise semanalmente. Agradecida, já tem quase um mês que vem recebendo atendimento na Clínica do Rim de Brasileia.

“Antes eu precisava ir para Rio Branco. Saía de casa de madrugada e voltada tarde da noite”, lembrou a aposentada.

A aposentada faz o tratamento de hemodiálise pelo governo há 10 anos. Foto: Marcus Ramon/Secom.

Morador do município de Xapuri, o funcionário público municipal, José Ricardo Lima, de 51 anos, também é um dos pacientes que passaram a receber o tratamento na Clínica do Rim, em Brasileia. Descobriu a insuficiência renal há 7 anos, quando teve que ser internado com febre alta e uma forte anemia sem aparente motivo.

“Eu ia fazer o tratamento em Rio Branco numa van cedida pela prefeitura e só podíamos voltar para casa depois que o último paciente que veio conosco era atendido. O pior de tudo era a viagem, para quem já vive debilitado gera maior sofrimento. Graças a Deus o governo olhou por nós e hoje estou progredindo no meu tratamento. O atendimento na Clínica do do Rim é de excelência e em poucas horas eu já estou em casa”, finalizou.

José Ricardo é morador de Xapuri e é um dos beneficiados com os serviços disponibilizados pelo governo em Brasileia. Foto: Marcus Ramon/Secom.

Comentários

Extra

Prefeitura de Brasiléia realiza grande festa para celebrar dia do Gari e Margarida

Publicado

em

Concurso de música e sorteio de vários prêmios comandou a animação

A prefeitura municipal de Brasiléia, por meio da secretaria de Obras, promoveu sábado, 21, no clube da Polícia Militar, almoço regado a muita música para homenagear os Garis e Margaridas do município.

Foi um dia de festa, alegria, descontração e homenagens aos trabalhadores e trabalhadoras que zelam para manter a cidade limpa.

Entre as atrações, sorteio de bicicletas e outros brindes, concurso de dança e o concurso melhor calouro da secretaria, onde o vencedor foi Joel Nascimento.

Participaram do evento o prefeito em Exercício, Carlinho do Pelado, secretário de Obras, Lima Andrade e toda equipe de funcionários da secretária de Obras, equipe da agricultura, presidente do sindicato municipal de administração, Francisco Aelson, além de familiares e amigos dos servidores.

Francisco Dias é funcionário de carreira da secretaria, onde trabalha na limpeza da cidade. De acordo com ele, a festa é uma forma de reconhecer o trabalho de todos. ” Para mim é momento de alegria estar hoje aqui junto com minha família participando dessa festa que foi preparada com carinho para todos nós. A Prefeita reconhece o trabalho dos garis e Margaridas e nosso secretário de obras sempre está apoiando e junto conosco”, disse.

Para o secretário municipal de obras, Francisco Lima a festa é uma homenagem mais que merecida. ” Em virtude da pandemia nós não realizamos a festa ano passado, mas esse ano preparamos um almoço com muito carinho para homenagear nossos funcionários”, afirmou.

De acordo com o Prefeito em exercício, Carlinhos do Pelado, a festa dos Garis é Margaridas é uma forma de homenagear o trabalho desses profissionais ” Estou representando nossa prefeita Fernanda Hassem e dizer que estamos juntos, hoje a prefeitura de Brasiléia está realizando uma bela festa em homenagem aos garis e margaridas, pelo dia 14 de maio, Dia do gari. Eles merecem todo o carinho que temos por eles, pois nossos garis são as pessoas que fazem a nossa cidade ficar mais bonita, limpa, fazendo da nossa gestão uma gestão diferenciada. Quero aqui também agradecer o secretário Lima que está sempre presente, sendo um secretário atuante e parceiro”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Extra

Mutirão Opera Acre atende pacientes em Brasileia, Rio Branco e Cruzeiro do Sul neste final de semana

Publicado

em

Em mais uma edição do programa Opera Acre, 50 pacientes, entre eles, adultos e crianças, estão passando por cirurgia neste final de semana, no Hospital Raimundo Chaar, município de Brasileia. Os atendimentos começaram na sexta-feira, 20, com 20 cirurgias gerais realizadas e termina neste sábado, 21, com previsão de mais 30 procedimentos.

Os principais procedimentos solicitados foram cirurgias de hérnia, postectomias e colecistectomia. Foto: Odair Leal/Secom

O mesmo mutirão também acontece simultaneamente nos municípios de Cruzeiro do Sul com atendimentos ginecológicos e Rio Branco, atendendo pacientes dos municípios de Sena Madureira e Manoel Urbano, para a realização de cirurgias de cabeça e pescoço na Fundação Hospitalar (Fundhacre).

“Os mutirões estão sendo realizados toda semana, em todas as regionais do estado. De março quando retomamos o programa até a presente data, já foram mais de 1.200 procedimentos realizados, entre eles, cirurgias gerais, pediátricas ginecológicas e de cabeça e de pescoço”, informou Paula Mariano, secretária de Estado de Saúde.

O programa Opera Acre iniciou oficialmente em meados de 2019, mas foi suspenso mediante a pandemia. A programação foi retomada em março deste ano, levando mutirões que acontecem ao menos uma vez na semana, em todas as regionais do Acre, reduzindo o tempo de espera e a demanda reprimida de pacientes que aguardam por procedimentos cirúrgicos, além da realização de exames. No total estão sendo investidos R$ 2,8 milhões no programa.

Comentários

Continue lendo

Extra

Ação da Polícia Civil e Gefron resulta na detenção de menor que ‘marcou’ bairro de Epitaciolândia

Publicado

em

Um trabalho conjunto envolvendo policiais civis do município de Epitaciolândia e do Grupo Especial de Fronteira – Gefron, resultou na detenção de um menor de idade que pichou vários locais de um bairro da cidade a mando de um faccionado.

Após o bairro ter vários muros e casas pichado, a denuncia chegou na delegacia e o delegado Luís Tonini, titular do município, montou uma equipe composta por vários policiais, onde realizou a ‘caça’ ao pichador que foi localizado e conduzido à delegacia.

Segundo foi apuado, o jovem fez a ‘pintura’ a mando de um criminoso faccionado que se encontra preso e já foi identificado. “Aqui não se cria esse tipo de situação (…), já identificamos o suposto mandante e os pais desse delinquente irão indenizar e mandar pintar as propriedades”, destacou o delegado.

O jovem irá responder em liberdade pelo delito que é previsto no Código Penal. “Estamos de olhos nesses arruaceiros e não iremos permitir esses grupos criminosos acharem que tem algum domínio em algo. Pedimos que as pessoas denunciem para que tomemos providencias”, destacou o delegado.

Comentários

Continue lendo

Em alta