Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 14, com moradores do bairro Estação Experimental, o candidato ao governo do Acre pelo PT, Marcus Alexandre Viana, disse que, caso seja eleito, irá contratar o serviço de taxistas para, eventualmente, fazerem a entrega de documentos oficiais entre as repartições.

A medida, segundo ele, seria uma forma de amenizar os impactos causados pelos aplicativos de transporte, sobretudo a Uber, sobre a categoria. Segundo o petista, ao invés de alugar carros, o governo passaria a contratar taxistas para a entrega de documentos entre as instituições.

Um grupo de taxistas participou do encontro essa manhã. Marcus Viana lembrou que, enquanto prefeito, atuou para retardar a operação destes aplicativos, até que a legislação federal regulamentasse o serviço.

O candidato governista ainda criticou a privatização da Eletrobras, feita pelo governo Temer. “Venderam a Eletrobras a preço de carro popular”, disse ele.

Marcus Alexandre também criticou seu adversário, Gladson Cameli (PP), por não ir ao debate que será realizado essa noite na Ufac. Para ele, os eleitores saem prejudicados neste tipo de situação.

Agenda Ciro

O petista afirmou que ao meio-dia fará a recepção ao presidenciável Ciro Gomes (PDT), que chega a Rio Branco nesta sexta. Os pedetistas estão na chapa majoritária da Frente Popular, com Emylson Farias (PDT) como vice. Marcus vai acompanhado do senador Jorge Viana (PT), que também esteve na agenda na Estação Experimental.

Comentários