Conecte-se conosco

Cotidiano

MDB deflagra “Operação Quero Mamar”

Publicado

em

O presidente do MDB, Flaviano Melo, pelas sondagens que o Blog tem feito de lideranças do MDB, terá muita dificuldade em levar todo o partido para desembarcar no Palácio Rio Branco

Por Luis Carlos Moreira Jorge

NÃO ESTÁ SENDO TÃO FÁCIL como imaginavam setores do MDB, ávidos em conseguir cargos de confiança no governo do Gladson Cameli, levar de malas e cuias o partido para o Palácio Rio Branco. É o que dá para deduzir. O MDB funciona como as Capitanias Hereditárias, com donatários. Se for vai aos pedaços, praticamente, com o nome da sigla.

O presidente Flaviano Melo (MDB), que comanda o que já é apelidado pelos contrários ao movimento de adesismo, de “Operação Quero Mamar”, recebeu na sondagem inicial o primeiro grande “não” de um dos políticos mais influentes da sigla, o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), cuja mulher Meire Serafim (MDB), foi a deputada estadual mais votada do estado.

AO BLOG DO CRICA, Mazinho disse ontem que, só uma minoria do MDB vai embarcar na canoa do adesismo: “Não saio do MDB, mas não vou acompanhar nenhuma decisão que leve a um apoio á reeleição do governador Gladson, porque não confio nele. O meu candidato ao governo no próximo ano é o senador Sérgio Petecão (PSD), o MDB não conte com o meu grupo para subir no palanque do Gladson”.

O presidente do MDB, Flaviano Melo, pelas sondagens que tenho feito de lideranças do MDB, terá muita dificuldade em levar todo o partido para desembarcar no Palácio Rio Branco. Na verdade, o que embute este movimento entre grupos emedebistas, comandado pelo escorregadio dirigente Pádua Bruzugu, é exigir como contrapartida para o amém e sim senhor, que o deputado federal Flaviano Melo (MDB) seja o candidato a senador na chapa do governador Gladson Cameli na reeleição.

Mas, a turma esquece de combinar com uma liderança importante do partido, o ex-prefeito Vagner Sales (MDB), que pretende emplacar a filha e deputada federal Jéssica Sales (MDB), como candidata a senadora no próximo ano. Ou seja, o buraco é mais embaixo.

O “TURCO” NÃO É FÁCIL

UM AMIGO DO MDB destacou ontem que, o grande beneficiado na história até aqui, usando o nome do MDB sem autorização da executiva regional, é o senador Márcio Bittar (MDB), que já ganhou duas secretárias, SEDUR e Agricultura, que devem funcionar no próximo ano como bases eleitorais para a candidatura da ex-mulher Márcia Bittar, a deputada federal ou a senadora.

DO CÉU AO INFERNO

NA POLÍTICA pode-se ir do céu ao inferno em pouco tempo. Até ontem o senador Márcio Bittar (MDB) era pauta positiva, e depois da trapalhada do seu relatório do Orçamento da União, virou pauta negativa da mídia nacional. Cortou verbas de setores essenciais, e subiu de forma descomunal o valor das emendas parlamentares.,

A POLÊMICA DO ORÇAMENTO

Nesta polêmica toda do orçamento, cujo relator foi o senador Márcio Bittar (MDB), que virou manchete nacional devido as “pedaladas” das despesas obrigatórias, e que será judicializado pelo TCU, o único parlamentar acreano a denunciar os cortes e manobras feitas por Bittar, antes do assunto ganhar repercussão, foi o deputado federal Léo de Brito (PT). Fato a ser registrado.

FATO NOTADO

A FONTE é confiável. O governador Gladson Cameli e o senador Sérgio Petecão (PSD) embarcaram no mesmo voo a Brasília, e não houve cumprimentos. Indicativo claro de rompimento político na eleição de 2022.

MAIS GUILHOTINA

FALANDO EM AMBOS, o comentário ontem nos bastidores era que, a próxima cabeça a rolar na guilhotina é uma sobrinha do  senador Petecão, lotada no DETRAN.

NÃO ESCONDEU

NÃO CHEGA a ser novidade o anunciado corte, na entrevista a este BLOG, na semana passada, o governador Gladson disse que demitiria todos indicados do senador Sérgio Petecão (PSD), em cargos de confiança no governo.

APOSTAM NA CANDIDATURA

NÃO REINA nenhuma dúvida no governador e nem nos seus assessores de que, o senador Sérgio Petecão (PSD) será candidato ao governo no próximo ano.

LINHA DE FRENTE

O EX-SENADOR Jorge Viana (PT) não é só um dos conselheiros mais próximos do ex-presidente Lula, é seu amigo pessoal, bem antes do Lula ganhar a presidência. Dos tempos em que o Lula andava no Acre no fusquinha do ex-deputado Nilson Mourão (PT).

CABOTINICE

É HIPOCRISIA POLÍTICA querer vincular a figura do governador Gladson a um episódio isolado da apreensão de uma moto de um entregador de comida, ao fato de ter adotado medidas restritivas para combater a pandemia.

MANCHETE NACIONAL NEGATIVA

NÃO TIVESSE o governador Gladson navegado longe dos negacionistas da ciência, por certo, o estado já estaria na manchete nacional em número de mortes pelo Covid.

ESTRAGO EM REDE NACIONAL

O FANTÁSTICO mostrou o estrago que medicamentos como a Ivermectina e Cloroquina, usados abusivamente contra o Covid, sem serem eficazes, estão fazendo na saúde dos brasileiros. Nada convence um negacionista. Se o mestre máximo (sic) disser que urtiga cura, acreditam.

ARTILHARIA PESADA

O VICE-GOVERNADOR Major Rocha tem disparado na sua página na internet uma artilharia pesada contra o governador Gladson Cameli, o que virou uma guerra sem tréguas. Entrou para o chamado caminho sem volta.

GRANDE PERDEDOR

NESTE CONFRONTO, o vencido foi o vice-governador Major Rocha, que perdeu todos os cargos que detinha no governo. Rocha esqueceu que não tinha a caneta azul.

NATURAL NA POLÍTICA

A BRIGA NÃO É NADA de extraordinário, não foi a primeira e nem será a última a ocorrer na política. A política é feita de encontros e desencontros. E, a vida segue o seu curso normal.

QUADRO QUALIFICADO

DURANTE os 120 dias em que ficará no mandato, a ALEAC vai ganhar, por certo, um quadro qualificado, que pode enriquecer qualquer debate político; o Gemil Júnior, que assume na vaga do deputado Luiz Tchê (PDT).

PEDRAS NA PONTE

COM o ato de afastamento, o deputado Luiz Tchê (PDT) vai colocando pedras aliadas na construção da sua ponte para chegar na Câmara Federal, na eleição de 2022.

PARA SUBIDA OU PARA QUEDA

ENTRE OS NOVOS vereadores, a vereadora Michele Melo (PDT) ganhou destaque nestes três primeiros meses, por    posicionamentos seguros, e oportunos. No parlamento, você faz o caminho, para subida ou para a queda.

VITÓRIA DO CENTRÃO

O CHAMADO “Centrão” deu as cartas nos governos Lula,  Dilma, Temer; e agora dá as cartas no governo Bolsonaro, que capitulou de querer governar sem os políticos.

QUERIDINHO DO PRESIDENTE

DERRUBOU até o queridinho do Bolsonaro, o destemperado ideológico ministro Ernesto Araújo. Ou demitia ou perdia apoio no Senado e Câmara Federal.

FRASE SÁBIA

Sábia a frase do senador Renan Calheiros (MDB): “Você pode até se eleger com o apoio das redes sociais, mas não governa sem o apoio da classe política”.

FRASE MARCANTE

“Nós temos cabeça pela mesma razão que o prego: para não ir longe demais”. (Ditado norte-americano)

Comentários

Cotidiano

Advogado é preso ao acusar delegado de comprar droga

Publicado

em

A delegacia de polícia de Sena Madureira foi palco de uma ocorrência nada inusitada nesta sexta-feira, 26. O advogado Arthur Braña foi preso ao afirmar para o delegado Marcos Frank compra drogas de seus clientes e depois mandava os prender. O advogado também acusou o delegado de bater em mulheres.

Um vídeo registrou o momento das acusações do advogado e o momento em que o delegado faz as acusações. “Compra droga dos meus clientes e depois prende os caras. Que porra é essa?”, diz Braña.

O delegado deu voz de prisão e arbitrou uma fiança estimada em 2 mil reais, que Braña se negou a pagar. A reportagem não conseguiu contato com o advogado.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Segundo dia de aplicação do Enem é amanhã

Publicado

em

É recomendado que se leve o Cartão de Confirmação da Inscrição

O primeiro dia de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),na Universidade UNIP em Brasília

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão amanhã (28) as provas de matemática e ciências da natureza. As provas serão aplicadas tanto para os candidatos inscritos na versão impressa quanto na versão digital do exame. As questões serão iguais nas duas modalidades.

Assim como na prova do último domingo (21), é obrigatório o uso de máscara de proteção facial. O documento de identidade e a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente também são itens obrigatórios na prova. No Enem digital, as respostas são dadas no computador, mas os participantes recebem uma folha de rascunho para fazer os cálculos à mão, por isso, a caneta é também necessária.

No primeiro dia de Enem, os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Ao todo, 74% dos 3,1 milhões de inscritos compareceram ao exame.

O Enem impresso é realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios.

Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.

O que é preciso saber

O Enem 2021 tem regras especiais por conta da pandemia. O uso de máscara facial é obrigatório nos locais de aplicação. Participantes que estiverem com covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato.

No dia da prova, além da máscara de proteção facial, é obrigatório levar documento de identificação original, com foto. Não são aceitos documentos digitais. Entre as identificações aceitas estão a Carteira de Identidade (CNH), o passaporte e a Carteira de Trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997.

Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. Ela é necessária para preencher o cartão de respostas no Enem impresso. No Enem digital, ela poderá ser usada para fazer anotações na folha de rascunho. Não é permitido o uso de lápis ou borracha.

É recomendado ainda que os participantes levem lanche e água, já que a prova tem uma duração longa.

Também é recomendado que se leve no dia do exame o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante.

Caso necessite comprovar que participou do exame, o estudante pode, também, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Agenda_Enem_2021_segundo_dia

Agenda_Enem_2021_segundo_dia – Arte/Agência Brasil

Segundo dia de prova

No segundo dia de prova, os participantes resolverão questões de matemática e de ciência da natureza. As provas possuem 45 questões cada. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Não é permitido entrar após o fechamento dos portões. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e terminam às 18h30. O horário é o de Brasília.

O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Questões do Enem

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2020. No sistema da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. Confira aqui mais detalhes da cobertura da EBC do Enem 2021.

Enem 2021 - O que levar e o que não levar

Enem 2021 – O que levar e o que não levar – Arte/Agência Brasil

 

Acompanhe a cobertura sobre o Enem 2021:

Enem 2021

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Em solenidade, Corpo de Bombeiros homenageia mais de 50 militares pela passagem para reserva remunerada

Publicado

em

O Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar, localizado no bairro Morada do Sol, em Rio Branco, foi palco de mais uma solenidade na tarde desta sexta-feira, 26, para entrega de medalhas e homenagens aos reservista veteranos da corporação, pelos anos de serviço dedicados à população acreana.

Governador fez a tradicional passagem para o reconhecimento de tropa. Foto: Diego Gurgel/Secom

Participaram da solenidade, o governador Gladson Cameli, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista, o chefe da Casa Militar, coronel Amarildo Martins, e representando a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o coronel Ulisses Araújo,  além dos mais de 50 militares homenageados que passaram para a reserva remunerada entre os anos de 2020 e 2021.

A eles, foram concedidas as medalhas do Reservista Bombeiro Militar Sargento Antônio José dos Santos, como forma de materializar a gratidão da instituição e reconhecer os serviços prestados ao longo dos 30 anos dedicados ao desempenho de suas atribuições.

“Após quase dois anos sem realizar tais eventos, por conta da pandemia, não podíamos deixar de homenagear e reconhecer os esforços dos combatentes que muito fizeram pelo nosso estado. Se hoje o Corpo de Bombeiros do Acre é o que se tornou, foi graças ao empenho de todos vocês. Aproveitem o merecido descanso e muito obrigado pelos serviços prestados”, disse o governador.

Mais de 50 militares foram homenageados com a medalha do Reservista. Foto: Diego Gurgel/Secom

A passagem para a reserva remunerada é um dos atos mais esperados pelo profissional de carreira militar. Ela representa um mix de alegria pelo sentimento de dever cumprido, mas também é quando bate a saudade da rotina, das histórias em ocorrências diárias, dos amigos e companheiros de caserna. O comandante-geral, coronel Carlos Batista, também agradeceu o empenho dos servidores destacando a criação do dia do veterano e a outorga com a distribuição de medalhas para reservistas.

“Criamos a medalha do Reservista e o dia do veterano nesses últimos dois anos, justamente para poder demonstrar nossa gratidão àqueles que tanto fizeram pelo Estado, pela nossa sociedade. Outros veteranos também foram convidados para estar conosco nesta singela homenagem e estamos felizes em poder externar esse sentimento, bem como rever nossos amigos de caserna. Aceitem essa singela homenagem como prova da nossa gratidão”, destacou Carlos Batista.

Medalha foi criada para homenagear militares que vão para a reserva Foto: Diego Gurgel/Secom

O capitão da reserva remunerada, Orildo Cordeiros, de 50 anos, foi um dos que passou para a reserva remunerada do Corpo de Bombeiros no último mês. Com 30 anos de carreira, ele conta que saiu da ativa, com o sentimento de dever cumprido.

“Ficamos gratos pelo reconhecimento e gratidão dos nossos superiores. Temos a certeza que fizemos o nosso melhor e saímos para um descanso merecido de cabeça tranquila, com o sentimento de dever cumprido. Todos nós temos boas histórias para recordar e se acaso ainda precisarem dos nossos serviços, tenho certeza que estaremos prontos para servimos”, finalizou o militar.

Oriundo Cordeiro foi para a reserva remunerada há dois meses. Foto: Diego Gurgel/Secom

Ainda durante a solenidade, foi apresentado o lançamento de um livro titulado “A incompetência de um incompetente”, escrito pelo bombeiro militar aposentado Francisco Assis, que retrata sobre as dificuldades de sua infância e a carreira como bombeiro. Francisco ingressou nas fileiras da corporação em 1977 e foi para a reserva remunerada em 2006.

O lançamento do livro do aposentado Francisco de Assis se deu durante a solenidade. Foto: Diego Gurgel/Secom

Comentários

Continue lendo

Em alta