Conecte-se conosco

Cotidiano

Metade dos venezuelanos refugiados que entram no Brasil decide ficar

Publicado

em

Venezuelanos contemplados pela Operação Acolhida desembarcando. (Acnur / Divulgação)

Autorizações de residência foram facilitadas pelo governo brasileiro

Dos mais de 717 mil venezuelanos que chegaram ao Brasil desde janeiro de 2017, quase metade (47%) resolveu ficar e viver no país. Por meio do trabalho da Operação Acolhida, uma força-tarefa criada em 2018 pelo governo brasileiro, com a participação de agências das Nações Unidas e organismos internacionais, muitos desses migrantes foram interiorizados, ou seja, enviados para cidades do interior do país, onde há oportunidades de trabalho e moradia.

O agricultor Juan Díaz é uma dessas pessoas que cruzou a fronteira com a expectativa de uma vida melhor. Deixou para trás as terras da família, de onde não conseguia mais tirar o sustento e chegou a passar fome. O agricultor e a esposa ficaram 5 meses em um abrigo esperando que surgisse uma vaga de emprego, até que os dois foram chamados para administrar uma fazenda, em Planaltina, Goiás.

Assista a história de Juan:

Atualmente, 75% dos pedidos para permanecer no país são para residência. Desde o ano passado, o governo brasileiro simplificou os procedimentos de autorização de residência temporária, por dois anos. Em 2018, o primeiro ano da Operação Acolhida, 65% dos pedidos de permanência eram para refúgio, quando a pessoa deixa seu país de origem por motivo de perseguição ou uma situação de grave violação de direitos humanos. Hoje, esse tipo de pedido corresponde a 25%.

De 2018 para cá, houve uma mudança no perfil do venezuelano que busca o Brasil como destino. A diretora do Departamento de Migrações do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Lígia Lucindo, diz que é possível notar essa diferença: “o público que primeiro recorreu ao Brasil foi aquele que tinha melhores condições financeiras de deixar a Venezuela já no início da crise, e hoje, a gente tem notado que mesmo aqueles que tinham uma condição menos favorecida também estão recorrendo aqui ao território nacional”.

Foram duas semanas percorrendo a pé caminhos e trilhas na Venezuela, até que a auxiliar de cozinha Deixy Aguillera, o marido dela, que era pintor, e o filho de 13 anos conseguissem atravessar a fronteira com o Brasil. Ficaram meses em abrigos, até que surgiram duas vagas de emprego como auxiliar de limpeza para ela e o marido em um shopping em Campinas, São Paulo.

Para lá, foram em um avião fretado pela Operação Acolhida e hoje vivem uma casa alugada. O trabalho de Deixy veio através do projeto Empoderando Refugiadas, que capacita e insere mulheres em situação de refúgio no mercado de trabalho.

Saiba mais sobre a história de Deixy:

 

Comentários

Cotidiano

Rio Branco e Amazonas duelam pela ponta da tabela no Brasileirão neste sábado

Publicado

em

O Rio Branco entra em campo pelo Campeonato Brasileiro da Série D neste sábado, 22, no estádio Florestão, a partir das 16 horas.

O adversário é o Amazonas, equipe que tem a melhor campanha até agora no Grupo 1 do Brasileirão. A equipe amazonense tem 13 pontos em cinco jogos, sendo quatro vitórias e apenas um empate. A equipe ainda não perdeu na competição.

Essa será a segunda partida do técnico Bruno Monteiro à frente do Rio Branco e quando pela primeira vez teve uma semana para trabalhar com os atletas. Bruno assumiu dois dias antes da vitória contra o Náutico de Roraima na semana passada por 4 a 1 fora de casa. O treinador tem a volta do atacante Wanderson que estava suspenso e também vai ter o volante Marcão, recém contratado à disposição para ser usado na partida.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Em meio à crise, Flamengo encara Goiás neste sábado pelo Brasileiro

Publicado

em

Duelo às 16h30 no Maracanã

 

Após uma semana turbulenta, o Flamengo recebe o Goiás na tarde deste sábado (21) no Maracanã, pela sétima rodada da Série A Campeonato Brasileiro. Com apenas seis pontos em seis jogos, o Rubro-Negro busca a vitória para se distanciar da zona de rebaixamento. Já o Goiás, com oito pontos, no meio da tabela, chega com moral após duas vitórias seguidas na competição, a última delas contra o Santos por 1 a 0. O embate Fla x Goiás, a partir das 16h30, será transmitido ao vivo na Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Bruno Mendes, reportagem de Rafael Monteiro e plantão de notícias com Wagner Gomes.

 

 

Além da expectativa por um resultado positivo em campo, os torcedores rubro-negros aguardam esclarecimentos da diretoria do clube sobre os atritos envolvendo o goleiro Diego Alves, o técnico Paulo Sousa e o diretor-executivo Bruno Spindel. Além dos três, o vice-presidente Marcos Braz também participará de coletiva conjunta após o duelo contra o Goiás.

Do lado rubro-negro, o técnico Paulo Sousa poderá contar com o zagueiro David Luiz, que ficou de fora do embate pela Libertadores na última terça (17) – o time superou em casa Universidad Católica (Chile) por 3 a 0. O jogador treinou nos últimos dois dias e pode substituir Rodrigo Caio que jogou no meio da semana.

 

 

Já o Goiás, comandado por Jair Ventura, terá o retorno dos jogadores Sidney e Henrique Lordelo, que cumpriram suspensão no duelo contra o Santos, na última rodada. Quem também estará à disposição do treinador será o zagueiro Sidnei, que vinha sendo poupado devido a desconforto muscular na panturrilha. O desfalque do Esmeraldino neste sábado (21) será o atacante Vinícius, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 53 milhões

Publicado

em

Apostas podem ser feitas até as 19h

As seis dezenas do concurso 2.483 serão sorteadas, a partir das 20h, no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, na cidade de São Paulo.

A Mega-Sena sorteia neste sábado (21) um prêmio acumulado em R$ 53 milhões. As seis dezenas do concurso 2.483 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, na cidade de São Paulo.

O sorteio terá transmissão ao vivo pelas redes sociais das Loterias Caixa, no Facebook e no YouTube.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

De acordo com a Caixa, caso apenas um apostador ganhe o prêmio da faixa principal e aplique todo o valor na poupança, receberá R$ 332,7 mil de rendimento no primeiro mês.

Comentários

Continue lendo

Em alta