governador do Acre, Gladson Cameli – Foto: Alexandre Lima/Arquivo

Após polêmica declaração de que tudo indica que há um cartel operando dentro da Secretaria de Saúde do Acre, o governador Gladson Cameli (PP) afirmou à imprensa na manhã de terça-feira (21) que a paciência dele com a precariedade na saúde pública do Acre esgotou, que está pronto para tomar medidas drásticas e afirmou que se for preciso ir substituir todo mundo na pasta da saúde.

O governador não respondeu objetivamente se pretende exonerar Alysson Bestene, atual secretário, e deu a entender que o problema é com o restante da equipe.

“Minha paciência com essa área da saúde já esgotou. Se tiver que colocar um trator lá (uma pessoa na Sesacre) para resolver tudo isso eu coloco. Solução vai ter, nem que seja substituir todo mundo. Ninguém é insubstituível. Podemos ter o melhor secretário de Saúde, mas se a equipe não ajudar não vai”, diz.

Comentários