Conecte-se conosco

Acre

Ministro Luiz Fux concede liberdade para os 14 presos na Operação G-7

Publicado

em

FuxO ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, determinou, no começo da noite desta segunda, que os 14 presos pela Operação G-7 sejam liberados do regime de reclusão. O ministro é o relator do processo na instância maior em Brasília. Fux considerou desnecessária a prisão dos acusados pela operação da Polícia Federal. No caso, eles estavam retidos há 37 dias, desde 10 de maio.

Ao todo, a operação reteve 15 pessoas, mas só 14 ainda estavam presos. Agora, graças a esta nova deliberação, eles também estão livres.

Mas há um ‘porém’. Em sua decisão, o ministro do STF ordenou que os presos liberados cumpram outros tipos de medidas restritivas para não atrapalhar no andamento do processo. Por exemplo, eles devem sempre comparecer em juízo quando solicitados, não podem exercer nenhuma função pública, não podem comparecer aos órgãos em que atuavam, não devem se ausentar do Estado.

Desembargadores vão se reunir com Fux
Os desembargadores Roberto Barros, presidente do Tribunal de Justiça do Acre, Samuel Evangelista, Adair Longuini e Eva Evangelista, se reunirão com o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), em seu gabinete em Brasília, às 18h30, nesta terça-feira, 18. A agenda dos desembargadores não foi divulgada pela Assessoria de Comunicação do TJ acreano.

Uma das hipóteses da visita dos desembargadores ao ministro diz respeito à ‘conturbada’ sessão plenária do TJ que julgou a corte acreana impedida de julgar qualquer ato referente à Operação G-7.

A Gazeta

Comentários

Acre

Polícia Civil investiga contas falsas em redes sociais para atacar honra de prefeito de Assis Brasil

Publicado

em

Prefeito Jerry Coreia e o vice Reginaldo Martins no dia da posse – Foto: arquivo/secom

A Procuradoria Jurídica do município de Assis Brasil ingressou com pedido de investigação contra contas falsas no Facebook e Instagram criadas para atacar a gestão e honra do prefeito e vice-prefeito de Assis Brasil. Os perfis investigados são contas falsas denominadas Zé de Assis, The Focus e Tríplice.fronteira_emtemporeal.

Segundo o Código Penal os criminosos uma vez identificados podem pegar até um ano de reclusão. A Constituição Federal defende a liberdade de expressão, mas veda o anonimato.

Segundo o Procurador Jurídico do município, Giordano Simplício, hoje em dia esse tipo de crime tornou-se fácil de identificar seus autores, por conta dos avanços tecnológicos e o treinamento especializado dos agentes.

“É bom lembrar que comete crime tanto quem cria perfis falsos como quem compartilha esse tipo de ilícito. Já existe no Acre uma Delegacia especializada em crimes cibernéticos”, disse o procurador.

Comentários

Continue lendo

Acre

Alan Rick destaca assistência médica nos rincões do país

Publicado

em

Em entrevista ao programa Jogo Rápido, da Agência Câmara de Notícias, o deputado Alan Rick ressaltou a importância da assistência médica integral nos municípios mais distantes dos grandes centros urbanos.

“Um dos grandes desafios do Brasil é garantir o provimento médico nos lugares mais distantes, nos municípios mais pobres, nas áreas de mais necessidade. E foi pensando nisso que em 2016 apresentei emenda à lei do programa Mais Médicos, que hoje possibilita que os brasileiros formados no exterior tenham prioridade na contratação”, disse o parlamentar.

Segundo ele, os médicos formados no exterior são aqueles que permanecem nas unidades de saúde.

Comentários

Continue lendo

Acre

Inscrição para concurso do CRM com salário de R$ 4 mil encerra nesta quinta

Publicado

em

O prazo de inscrições para o concurso do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM), que prevê uma vaga para o cargo de contador, se encerra nesta quinta-feira, 20. O edital foi lançado no dia 29 de dezembro e a taxa de inscrição custa R$ 75 reais.

A função exige certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado, curso de graduação de nível superior, bacharelado, em contabilidade, reconhecido pelo ministério da educação e registro no conselho regional de contabilidade. O salário oferecido no cargo é de R$ 4.380,43 por jornada de trabalho de 20 horas por semana, mais benefícios de auxílio-creche no valor mensal de R$ 300,00 por dependente com idade de 06 meses até 05 anos e 11 meses e ticket-alimentação de R$ 675,00 por mês.

Os requisitos para se candidatar ao cargo são: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado, curso de graduação de nível superior, bacharelado em Contabilidade, reconhecido pelo Ministério da Educação. Registro no Conselho Regional de Contabilidade.

A coordenação técnico/administrativa do concurso público será de responsabilidade do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo – IBADE.

Comentários

Continue lendo

Em alta